25 de junho de 2015

Tudo o que é bom para o PT é péssimo para o Brasil


População desocupada cresce 38,5% em relação a maio do ano passado

A população desocupada nas seis regiões metropolitanas incluídas na Pesquisa Mensal do Emprego incluiu mais454 mil pessoas na comparação com maio do ano passado, alta de 38,5%. O crescimento percentual em 2015 é o maior registrado pela pesquisa desde março de 2002, quando começa a série histórica. Os dados foram divulgados hoje (25) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Habeas corpus preventivo quer evitar prisão de Lula

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, onde correm os processos relacionados à operação “Lava Jato”, recebeu, na tarde de quarta-feira (24), um pedido de habeas corpus preventivo para evitar a prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
Consta no sistema que o o assunto é, além da prisão preventiva, a “lavagem, ocultação de bens, direitos ou valores oriundos de corrupção”. O ex-presidente Lula têm relacionamento com empreiteiros presos na 14ª fase da operação “Lava Jato”, especialmente os executivos da construtora Odebrecht.
A assessoria de imprensa do ex-presidente informou que o habeas corpus não foi impetrado por Lula ou seus advogados. Segundo a assessoria, não se sabe quem entrou com o pedido, mas causou estranheza o fato de que a notícia teria sido divulgada na página virtual do senador Ronaldo Caiado. Conforme a assessoria, “Lula e o instituto não são investigados, não havendo motivos para um habeas corpus”.
hebas

Câmara estende reajustes do salário mínimo aos benefícios da Previdência Social

size_810_16_9_size_810_16_9_dinheirosp2A Câmara dos Deputados aprovou hoje (24) emenda que estende os reajustes do salário mínimo aos benefícios da Previdência Social – aposentadorias e pensões – para quem recebe mais do que um salário mínimo até o teto pago pela Previdência. Foram 206 votos a favor e 179 contra. A emenda foi apresentada pelo deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP). Ela foi defendia pelos partidos de oposição e contou também com votos de deputados da base governista.
A emenda faz parte da Medida Provisória (MP) 672, que prorroga as atuais regras de reajuste do salário mínimo para o período de 2016 a 2019. Antes os deputados aprovaram o texto principal da MP, ressalvados os destaques e emendas que podem modificar a proposta. A MP foi aprovada por 287 votos contra 12. Pelo texto da MP, o reajuste do salário mínimo é calculado pela soma da variação da inflação e do Produto Interno Bruto (PIB).
Os deputados rejeitaram a emenda que pretendia aplicar a média do Produto Interno Bruto (PIB) dos últimos cinco anos no reajuste do salário mínimo. A gora, os deputados iniciam a discussão do projeto de lei que muda as regras da desoneração da folha de pagamento de 56 setores da economia. O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse que só vai encerrar a sessão de hoje depois de votar pelo menos o texto principal do projeto.

Lula avalia promover ‘expurgo’ no PT e se safar

Deu no Cláudio Humberto:
claudio humberto novo
O ex-presidente Lula tem sido aconselhado por setores do próprio PT a promover um “expurgo”, de inspiração stalinista, de petistas acusados de corrupção. O expurgo seria por meio de desligamento “voluntário”, sempre “em nome do projeto”, ou com a expulsão dos que não aceitem a solução. O objetivo do expurgo seria tentar safar o próprio Lula no caso Lava Jato e viabilizar sua nova candidatura presidencial, em 2018.

Contratos do “clube de empreiteiras” com Petrobras somam R$ 76,4 bilhões

petrobras
Os contratos concluídos ou em andamento da Petrobras com as empresas envolvidas na operação Lava Jato somam R$ 76,4 bilhões. Do total, R$ 40,5 bilhões ainda estão ativos. Já os R$ 35,4 bilhões restantes são iniciativas já concluídas. As empresas estão temporariamente impedidas de serem contratadas e de participarem de licitações da estatal.
No que se refere à quantidade, ao todo, são 442 contratos celebrados entre a estatal e o “clube de empreiteiras”, dos quais 86 estão ativos. O levantamento do Contas Abertas foi realizado no próprio site de transparência da Petrobras e inclui os consórcios dos quais as empresas participam.
Outro dado relevante é a modalidade de licitação desses contratos. Cerca de 81% (R$ 62,1 bilhões) dos contratos foram celebrados por meio de “convites”, que limita o número de participantes em uma licitação. Outros R$ 11,8 bilhões foram aplicados com dispensa de licitação e R$ 2,5 bilhões com base em inexigibilidade.

Líder diz que Dilma vetará regra de reajuste para aposentadorias acima de 1 salário


O líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), afirmou que a presidente Dilma Rousseff vetará a proposta que estende a política de valorização do salário mínimo para as aposentadorias e pensões acima de um salário. A medida foi aprovada na noite desta quarta-feira por meio de emenda à Medida Provisória 672/15 e prevê reajuste de acordo com a reposição da inflação e a taxa de crescimento da economia nos dois anos anteriores.
Segundo o líder, o dispositivo será vetado caso seja aprovado pelo Senado e siga para sanção da presidente. “É muito fácil vir aqui fazer um discurso em defesa do aposentado, sem ter minimamente responsabilidade com as contas da Previdência. Querem quebrar a Previdência? Não pode ser desse jeito, eu tenho responsabilidade com o País, com o equilíbrio das contas públicas e, principalmente, com a Previdência. Da forma que essa emenda foi aprovada, não há outro caminho a não ser o veto”, disse Guimarães.

Esquerda do PT volta a críticar o governo Dilma

Tendência integrada pelo secretário-geral da Presidência, Miguel Rossetto, e pelo ministro Pepe Vargas (Direitos Humanos), a DS (Democracia Socialista) apresentou, nesta quarta-feira (24), documento com severas críticas à política econômica e à nomeação de Joaquim Levy ao Ministério da Fazenda.
O texto faz avaliação do 5º congresso do partido, realizado há duas semanas, afirmando que seu resultado deve ser entendido como um recuo que imobiliza o governo, arrasta o partido e impede que a presidente Dilma Rousseff saia de um “altíssimo patamar de impopularidade”.

Vem aí a nova Frente da Esquerda Democrática

marina1Os dirigentes do PDT, REDE (a se lançar), PV, PSB e PPS estão conversando para uma alternativa em 2018: lançar uma Frente da Esquerda Democrática como terceira via para a disputa presidencial, anuncia Leandro Mazzini, na sua coluna Esplanada.
Marina Silva, ex-PV, atualmente no PSB mas a caminho de fundar a REDE é o nome mais comentado como presidenciável. Por ora, uma ideia interessante para todos, um bloco para fazer frente à hegemonia da polarização PT x PSDB.

Mato Grosso reduz em 91% a área desmatada, diz Sema

Mato Grosso reduziu em 91% a área de desmatamento ilegal entre 2004 e 2014 conforme dados oficiais do Programa de Cálculo do Desflorestamento da Amazônia (Prodes), do Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe), que conta com a colaboração do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para atualização anual das taxas de desmatamento na Amazônia Legal.

Em números, isso significa que o desmatamento caiu de 11.814 km2 para 1.048 km2 nesse período, que é um número significativo e que tem colocado o Estado como referência mundial no combate ao desmatamento ilegal. No ano passado, o percentual regrediu em 9%, variando de 1.139 km2, em 2013, para 1.048 km2 em 2014. O levantamento parcial do Inpe referente a 2015 será divulgado entre novembro e dezembro; e o oficial em março de 2016.

Conforme o superintendente de Geoinformação e Monitoramento Ambiental da Sema, Gabriel Vitoreli, os valores divulgados pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) ao longo dos primeiros seis meses deste ano e que mostram avanço no desmatamento na Amazônia Legal não representam números oficiais para os órgãos ambientais do país.

Esses dados são, como o próprio nome diz, ‘dados de alerta’ para a fiscalização mês a mês que servem como indicativo para acompanhamento do setor de fiscalização.


Outro ponto importante é que o Imazon é um alerta mensal e sofre influência da cobertura de nuvens. (Com Assessoria/Sema-MT)