30 de julho de 2015

Brasil precisa definir como tratar o usuário de drogas, diz policial

É necessário que o Brasil defina como tratar juridicamente o usuário de drogas, para melhor atender a essa população vulnerável. A afirmação é do tenente da Polícia Militar de São Paulo William Thomaz, que coordenou a implantação da base de Polícia Comunitária Nova Luz no centro de São Paulo, na região conhecida como Cracolândia.
Ele participou ontem (29) da mesa Violência contra Minorias e Grupos Vulneráveis no 9º Encontro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que ocorre até sexta-feira (31), no Rio de Janeiro. Para Thomaz, há uma indefinição jurídicas no país sobre a questão, o que pode levar à falta de políticas públicas específicas.
“A lei 11.343, que é a lei das drogas, despenalizou o uso das drogas. Ela traz uma pena, mas não de detenção nem reclusão, traz penas alternativas. E nós temos a lei da internação. Então, como o Estado brasileiro vai definitivamente tratar essas pessoas? Se é com a despenalização e descriminalização, se é com tratamento, então nós precisamos primeiro definir qual é o tratamento jurídico que essa pessoa tem, para depois pensar em políticas públicas.

Câmara terá na semana que vem pauta de votação com temas polêmicos

camara federal
Ao retomar as atividades na próxima semana, depois de quase 15 dias de recesso branco, a Câmara dos Deputados terá uma pauta de votação com temas polêmicos como a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, a correção do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a reforma política e a remuneração dos advogados públicos.
O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pautou para terça-feira (4), a votação dos três projetos que estão com urgência constitucional vencida e, portanto, trancando a pauta. O primeiro a ser votado, de origem do Executivo, altera a lei que trata das organizações criminosas para dispor sobre as organizações terroristas e adequar a legislação aos tratados assinados pelo Brasil.
O segundo item da pauta de votações, é o projeto do Executivo que disciplina a ação de indisponibilidade de bens, direitos ou valores em decorrência de Resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU). Outro projeto, que tranca a pauta, é o que estabelece que a correção dos depósitos do FGTS não poderá ser inferior à inflação medida pelo INPC. Hoje, a correção do FGTS é baseada na Taxa Referencial (TR) mais juros de 3% ao ano.

Na Suíça, Romário desmente “Veja” sobre milhões não declarados à Receita

romario_CBF
O senador pelo Rio de Janeiro Romário Faria (PSB) usou as redes sociais, nesta terça-feira, para desmentir matéria publicada pela revista “Veja” na última semana, que denunciou a existência de uma suposta conta do parlamentar na Suíça com valor equivalente a R$ 7,5 milhões não declarados à Receita Federal e à Justiça Eleitoral.
Após ironizar a publicação e dizer que não tinha conhecimento sobre os milhões sonegados, o ex-jogador publicou uma foto no Facebook em que aparece em Genebra, na Suíça. Na postagem, o parlamentar afirmou que a conta, na verdade, nunca existiu.
“Chateado! Acabei de descobrir que não sou dono dos R$ 7,5 milhões. Agora, aqueles que devem, podem começar a contar as moedinhas, porque a conta vai chegar de todas as formas. Eu não finjo ser decente, não faço de conta ser sério e pareço ser correto. Eu sou”, escreveu.

Ronaldinho não toma banho após treinos e intriga colegas

Uma atitude de Ronaldinho Gaúcho nos dois primeiros dias de Fluminense “assustou” os novos companheiros de clube. Em campo, o meia apresentou boa forma física na segunda e a mesma qualidade técnica de sempre na única atividade com bola, na terça, mas o fato do camisa 10 não tomar banho após as atividades surpreendeu nas Laranjeiras.
A atitude não é comum entre os jogadores, que normalmente tomam banho e trocam de roupa antes de deixar o clube, até porque a grande maioria mora na Barra da Tijuca, bairro distante das Laranjeiras. Ronaldinho é um dos que moram longe, mas não se importou em deixar a sede tricolor sem trocar de roupa nos primeiros treinos.
O “hábito” de Ronaldinho é novidade, pelo menos no Rio de Janeiro. Nos tempos de Flamengo, o camisa 10 agia como os outros atletas e tomava banho após a atividades. Ele, no entanto, era conhecido por já chegar vestido com o uniforme para os treinos no Ninho do Urubu, estratégia usada para compensar atrasos.
Independente do hábito incomum, Ronaldinho vem agradando nas Laranjeiras. O jogador se apresentou em boa forma física e se destacou no primeiro treino com bola, na última terça-feira. O camisa 10 marcou quatro gols na atividade e ainda exibiu um pouco do futebol que se espera dele.

População mundial vai crescer, mas a do Brasil estará menor em 2100, diz ONU

multidaoA população mundial vai aumentar de 7,3 bilhões, em 2015, para 11,2 bilhões, em 2100, mas no Brasil diminuirá de 207 milhões atualmente para 200 milhões em 2100, diz o relatório Perspectivas da População Mundial, divulgado hoje (29) pela Organização das Nações Unidas (ONU).
De acordo com o relatório, o encolhimento da população brasileira não ocorrerá de imediato: em 2050, o Brasil deverá ter 238 milhões de habitantes, mas a redução, a partir de 2050, será motivada por taxas de natalidade mais baixas.
A idade média do brasileiro, atualmente, é 31 anos e será 50 anos em 2100. A expectativa de vida, que hoje está em 75 anos, alcançará 88 anos em 2100, conforme o relatório da ONU. O Brasil está entre os dez maiores países em população, entre os quais México, Nigéria, Paquistão, Estados Unidos e Rússia.

Justiça aceita denúncia, e executivos da Andrade Gutierrez viram réus

pf azul
A Justiça Federal aceitou, nesta quarta-feira (29), a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra executivos e lobistas ligados a Andrade Gutierrez, uma das maiores empreiteiras do país e investigada naOperação Lava Jato. Entre os denunciados está o presidente da empresa, Otávio Marques de Azevedo.
Os crimes citados na ação penal são formação de quadrilha, corrupção ativa, corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de capitais. O grupo foi denunciado na sexta-feira (24) pelo MP por envolvimento em um esquema de corrupção na Petrobras.
Agora, Azevedo e outras 12 pessoas tornam-se réus no processo. Lobistas como Alberto Youssef e Fernando Soares, o Fernando Baiano, além de ex-diretores da Petrobras, como Paulo Roberto Costa e Renato Duque, também foram denunciados.
“Portanto, há, em cognição sumária, provas documentais significativas da materialidade dos crimes, não sendo possível afirmar que a denúncia sustenta-se apenas na declaração de criminosos colaboradores”, pontuou o juiz Sérgio Moro, responsável pela decisão.

Crise: Primeira regra para Dilma é falar a verdade

gestão de crise