2 de agosto de 2015

Brasil deve perder 1 milhão de postos de trabalho em 2015, prevê estudo

Com 345 mil postos formais de trabalho extintos nos seis primeiros meses do ano, a economia brasileira deve acelerar a diminuição de empregos no segundo semestre. Segundo estudo do Conselho Federal de Economia (Cofecon) divulgado nesta semana, o país deve encerrar o ano com 1 milhão de vagas com carteira assinada a menos.
Com base no estudo, a entidade recomenda ações de longo prazo para reativar o mercado de trabalho. Para a entidade, os sucessivos reajustes da taxa Selic, juros básicos da economia, estão provocando impacto direto sobre a geração de empregos nos últimos anos. Nos últimos 12 meses, o efeito intensificou-se, resultando na extinção de postos de trabalho.

Deputados dizem ser contra afastar Eduardo Cunha da presidência

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em sessão plenária
A maioria dos deputados que lideram as bancadas de seus partidos na Câmara declara ser contra o afastamento do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mesmo se o Supremo Tribunal Federal abrir um processo contra ele por causa da suspeita de que recebeu propina do esquema de corrupção descoberto na Petrobras.
Os líderes também dizem não ver motivo para que outros colegas investigados pela Operação Lava Jato respondam a processo de cassação no Conselho de Ética. A Folha ouviu na semana que passou 20 dos 22 líderes das maiores bancadas da Câmara. Desde que o lobista Júlio Camargo afirmou que pagou US$ 5 milhões em propina a Cunha, alguns parlamentares têm pedido seu afastamento do comando da Casa.

Dilma Rousseff nunca esteve tão desamparada no Congresso como está agora

dilma_humildade
Sob o comando de Renan Calheiros e Eduardo Cunha, o Congresso que volta a funcionar nos próximos dias foi o que menos apoio deu a Dilma Rousseff desde 2011. De acordo com uma pesquisa inédita da consultoria Arko Advice, no primeiro semestre o governo foi derrotado em cinco projetos (20%) do seu interesse que foram votados no Senado – no mesmo período dos anos anteriores, o governo não perdeu nada.
Na Câmara, a dor de cabeça também aumentou. Dilma foi derrotada em 23% das matérias que a interessavam – a maior taxa desde que assumiu a Presidência. Aliás, o ritmo frenético imposto por Eduardo Cunha na Câmara é prova eloquente do trabalho que o articulador político e vice Michel Temer vem tendo: somados, os projetos de interesse do Executivo votados pela Câmara no primeiro semestre dos três anos iniciais de Dilma é exatamente igual ao que Cunha botou para voltar este ano: 123.

Por Lauro Jardim

Novo líder terrorista pede unidade e promete continuar luta

Em sua primeira mensagem de áudio, o novo líder dos talebans afegãos, mulá Akhtar Mansur, pediu hoje (1º) unidade ao movimento islamita. Na mensagem, o líder Taleban também lembrou as negociações de paz com o governo afegão iniciadas em julho, com mediação do Paquistão, mas não adiantou intenções em relação ao processo.
“Devemos trabalhar para preservar nossa unidade. As divisões internas só servirão aos nossos inimigos”, afirmou. “Nosso objetivo de aplicar a sharia (lei islâmica) e a jihad (guerra santa) vai continuar até conseguirmos”, acrescentou Mansur.
“O inimigo diz que existe um processo de paz. Mas, como vocês sabem, nossos inimigos divulgam muita propaganda”, disse Akhtar Mansur durante a mensagem de 30 minutos. Ele era o braço direito do mulá Omar Mujahid, mas sua escolha não teria sido consensual. A maioria dos comandantes preferia a liderança do filho do ex-líder, que teve a morte confirmada na quinta-feira (30).
Uma segunda rodada de negociações com o governo de Cabul seria realizada na sexta-feira (31), de modo a tentar acabar com o conflito iniciado em 2011, com a queda dos talebans. O anúncio da morte do mulá Omar obrigou o governo paquistanês a adiar as conversações.

Vídeo: entrevista com o escritor de “Pare de acreditar no Governo”

Cientistas afirmam ter descoberto o “gosto de gordura”

Até hoje, o consenso entre cientistas é que o ser humano tem capacidade de sentir cinco categorias de gostos diferentes: doce, salgado, amargo, azedo e umami. Mas cientistas de uma universidade dos Estados Unidos afirmam ter descoberto mais um tipo de gosto sensível ao paladar, denominado por eles como “oleogustus”, ou gosto de gordura.
“Ele é normalmente é descrito como amargo ou azedo, porque não é agradável. Mas novas evidências revelaram que o ácido graxo evoca uma sensação única, satisfazendo outro elemento do critério que constitui os gostos básicos”, diz Richard D. Mattes, professor de nutrição na Universidade de Purdue, responsável pelo estudo.
O quinto gosto, chamado de umami, foi descoberto no Japão no início do século 20 e é reconhecido por nosso paladar quando comemos alimentos que possuem ácido glutâmico, inosinato e guanilato, como cogumelos, tomates, cebola, shoyu, carnes vermelhas, peixes e frutos do mar.

Dilma diz que pediu colaboração a governadores para país voltar a crescer

Três dias depois de se reunir com governadores de todos os estados do país, a presidenta Dilma Rousseff avaliou hoje (2) o encontro, destacou que, assim com ela, os representantes dos estados foram eleitos democraticamente para mandatos de quatro anos e defendeu a necessidade de colaboração entre o governo federal e os estados para o país voltar a crescer.
“Gostei muito da reunião com os governadores. Apresentaram posições, sugestões e encaminhamentos importantes para o País. Nós temos em comum a eleição pelo voto popular majoritário e a responsabilidade de cumprir, no mandato de quatro anos, nosso programa de governo”, escreveu Dilma em sua conta na rede social.
É a primeira avaliação da presidenta sobre o encontro com os governadores, na última quinta-feira (30), no Palácio da Alvorada. Na reunião, Dilma explicou aos governadores as causas da queda da arrecadação e propôs aos estados uma parceria para enfrentar problemas e superar crise.

Príncipe inglês estaria saindo com brasileira, diz jornal

O príncipe Harry, do Reino Unido, estaria namorando uma brasileira, segundo reportagem publicada pelo jornal “Daily Mail” neste domingo (2). A jovem foi identificada como a socialite Antonia Packard. “Harry estava saindo com Antonia antes de ir para a África”, disse um de seus amigos ao jornal. “Eles estavam muito próximos. Se conheceram através de amigos comuns. Antonia conhece uma prima de Harry, a princesa Eugenie”.
Harry viajou para a África em junho para passar três meses na Namíbia, África do Sul, Tanzânia e Botsuana participando em programas de conservação da natureza. A última namorada assumida por Harry foi Cressida Bonas, também apresentada ao príncipe por sua prima Eugenie. Os dois passaram dois anos juntos e se separaram em abril de 2014.

Congresso retoma atividades nesta segunda com desafio de destravar pauta

Em meio a uma pauta carregada de temas importantes, deputados e senadores retomam as atividades amanhã (3). Entre os desafios está destravar a pauta do Congresso Nacional. Desde 11 março até o início do recesso branco, em 18 de julho, por falta de quórum, todas as sessões conjuntas da Câmara de Deputados e do Senado terminaram sem deliberação sobre os vetos da presidenta Dilma Rousseff a propostas aprovadas pelo Legislativo.
Entre os 22 vetos totais ou parciais pendentes de votação está o que flexibiliza o fator previdenciário. Foram vetados pelo Executivo os itens aprovados pelos parlamentares que alteravam a aplicação do fator e previam a fórmula 85/95. À época, a presidenta Dilma Rousseff justificou o veto com o argumento de que a alteração feita pelos parlamentares não acompanha a transição demográfica brasileira e traz risco ao equilíbrio financeiro e atuarial da Previdência Social. Como alternativa de cálculo, o governo editou a Medida Provisória (MP) 676/2015, que mantém a fórmula e propõe uma regra de progressividade, com base na expectativa de vida do cidadão.