12 de agosto de 2015

Vendas no comércio fecham junho com quinta taxa negativa consecutiva


As vendas do comércio varejista fecharam o mês de junho com queda de 0,4%, na comparação com maio, o quinto resultado negativo consecutivo, na série livre de influências sazonais. Já a receita nominal do setor cresceu 0,8%, entre um mês e outro, mantendo-se favorável em todas as bases de comparações.
Os dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) foram divulgados hoje (12), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e indicam que o volume de vendas caiu 2,7% na comparação com o mesmo período do ano passado, 2,2% no acumulado do ano e 0,8 na taxa acumulada nos últimos 12 meses.

Câmara dos Deputados aprova empréstimo de celular a cliente que deixar aparelho em conserto

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta quarta-feira (12) proposta que garante ao consumidor o direito de receber outro telefone celular sempre que deixar seu aparelho na assistência técnica autorizada durante o prazo de garantia. Como tramitava em caráter conclusivo, a proposta seguirá para análise do Senado.
Pelo texto, elaborado pela Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara, o aparelho emprestado deve permitir, no mínimo, receber e fazer chamadas, assim como receber e enviar mensagens. O projeto original (PL 652/11), do deputado Hugo Leal (Pros-RJ), previa a substituição imediata do celular que apresentasse defeito.

Supremo reajusta salário de ministros para R$ 39,2 mil

Em sessão administrativa, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) aprovaram o aumento dos próprios salários para o ano que vem, com reajuste no porcentual de 16,38% sobre os subsídios recebidos. Os vencimentos dos ministros passariam de 33.700 reais, aproximadamente, para 39.200 reais a partir do ano que vem. O projeto precisa ser encaminhado ao Poder Executivo e aprovado pelo Congresso.
O presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, afirmou que o índice de reajuste para salário dos ministros considerou a recomposição de perdas inflacionárias de 2009 a 2014, a estimativa do IPCA de 2015 e um “resíduo” de reajuste que não foi atendido em pleito anterior.

CPI do BNDES investigará empréstimos de 2003 a 2015

tumblr_mhltavOhQ81s4ly9zo1_250A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES, na Câmara dos Deputados, aprovou nesta terça-feira, 11, o plano de trabalho apresentado pelo relator, deputado José Rocha (PR-BA), sem que constasse no documento convite ao economista Luiz Carlos Mendonça de Barros, que presidiu o banco entre os anos de 1995 e 1998, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso.
Rocha havia inserido Mendonça de Barros entre os nomes que poderiam ser convidados ou convocados. Mas essa ideia foi alvo de questionamentos de parlamentares de oposição, que acusaram o deputado de estar politizando os trabalhos ao tentar ampliar o escopo para o período anterior aos governos petistas. A CPI do BNDES foi criada para investigar contratos do banco entre 2003 e 2015.

Juristas pedem renúncia de Dilma já

dilma panelaEm ato organizado hoje pela associação dos ex-alunos da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo), cerca de duzentos juristas apoiaram um manifesto que pede a renúncia imediata da presidente Dilma Rousseff. As informações são dos jornais O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo.
Os juristas defendem a renúncia imediata com o objetivo de preservar as instituições brasileiras que, segundo eles, foram atingidas por sucessivos escândalos de corrupção durante o governo dela e de seu antecessor, o ex-presidente Lula.

Pesquisa: 77% dos profissionais de enfermagem do Brasil não têm curso superior

saudeA maior parte dos profissionais de enfermagem do Brasil, correspondente a 77% do total, é de técnicos e auxiliares, enquanto somente 23% são enfermeiros formados, com curso superior, cuja grande maioria está concentrada na Região Sudeste, enquanto o Norte e o Nordeste sofrem com a carência desses profissionais.
Essa constatação é de pesquisa realizada pela Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Instituto Oswaldo Cruz (ENSP-Fiocruz), por encomenda do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), que traça o Perfil da Enfermagem no Brasil, divulgada ontem (11), em Minas Gerais, e que será apresentada hoje, no Rio de Janeiro, e nesta quinta-feira (13), em São Paulo.

Líder do PSC no Senado anuncia saída do partido da base aliada

O líder do PSC no Senado, Eduardo Amorim (SE), anunciou ontem(11) a saída do partido da base aliada do governo da presidenta Dilma Rousseff. “O partido fez uma convenção recentemente e tomou essa decisão. Já vínhamos fazendo uma oposição de fato, mas vamos continuar fazendo oposição de forma responsável e construtiva”, afirmou o senador.
Amorim disse que o país vive um momento difícil e a população está “sofrendo muito” com a crise no país. “O partido tomou essa decisão pelo caminho equivocado que o governo vem tomando, não só na economia, mas em diversas outras áreas”, afirmou o senador.

Dirceu vai incluir clandestinidade na aposentadoria

dirceu globoO ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, assinou na semana passada portaria que autoriza o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu a contar o tempo que viveu na clandestinidade — entre outubro de 1968 a dezembro de 1979 – para efeitos de aposentadoria. A portaria, junto com outras 68 que envolvem ex-perseguidos políticos, foi publicada no Diário Oficial da União no dia 4 de agosto, um dia após a prisão do petista pela Polícia Federal, investigado pela Operação Lava Jato.
Para assinar a portaria, Cardozo considerou o julgamento do pedido de Dirceu na Comissão de Anistia que, em junho deste ano, aprovou, por unanimidade, a concessão desse tempo para efeitos previdenciários. Com a publicação, o ex-ministro poderá requerer, no INSS, sua aposentadoria. Nessa mesma edição do Diário Oficial, Cardozo assinou outras 68 portarias, de outros perseguidos políticos.

PT acusa Temer de conspirar pelo impeachment

temerdilma
Enciumado com a participação de Michel Temer na articulação política, o PT espalha no Congresso e na Esplanada que o vice “conspira pelo impeachment de Dilma”. A situação se agravou após Temer declarar, na semana passada, sobre a necessidade de surgir “alguém” para unir os diversos atores políticos em meio à crise. O principal porta-voz da intriga é o ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil), opositor nº 1 de Temer.