22 de agosto de 2015

Com reforma, número de leitos psiquiátricos no SUS diminuiu 40%

manicomio
Em nove anos, o número de leitos psiquiátricos no Sistema Único de Saúde (SUS) diminuiu quase 40%. Em 2006, havia 40.942 leitos em 228 hospitais psiquiátricos. Atualmente, existem aproximadamente 25 mil leitos psiquiátricos do SUS em 166 hospitais no país. Essa redução vem ocorrendo desde 2001, com a aprovação da reforma psiquiátrica no Congresso Nacional. A lei determina a extinção progressiva dos leitos para internação de longa permanência em hospitais psiquiátricos.
O autor do texto, o ex-deputado Paulo Delgado, afirma que essa legislação reflete uma vontade da sociedade. “O que as pessoas desejam é que os médicos atendam em liberdade, que não isolem, que encontrem um caminho. Se não for possível a cura, que seja um tratamento mais humano, que possa dar conforto ao paciente e tranquilidade à sua família”, esclarece Delgado.

Mais de 90% dos brasileiros reduziram orçamento doméstico por conta da crise

cofre-porquinho1Não dá para fugir da crise econômica que afeta o bolso do brasileiro. Mais de 90% dos brasileiros se viram obrigados a reduzir o orçamento domésticos, segundo pesquisa realizada por ÉPOCA e site ReclameAqui.
Cerca de 35 mil pessoas responderam ao questionário. Em comparação com o ano passado, o que se espera para o segundo semestre de 2015 é uma situação financeira pior ou muito pior, de acordo com 43% deles. Para outros 24%, nada muda. E ainda há quem seja otimista, pois pelo menos 25% espera uma situação melhor.

Investigação sobre Cunha não terá desfecho rápido, diz analista político

cunhafolha
No Congresso ou no Supremo Tribunal Federal (STF), o desfecho de uma possível investigação sobre o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), não deve ser rápido. Diante da denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que acusa o parlamentar de lavagem de dinheiro e corrupção ativa, com base nas investigações da Operação Lava Jato, os dois órgãos precisam seguir um passo a passo previsto em ritos específicos que podem arrastar o processo por anos.
Analista político, Antônio Augusto de Queiroz, diretor de Documentação do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), duvida que o processo seja concluído antes do fim do mandato de Cunha na presidência – de dois anos, segundo o Regimento Interno”. Segundo Queiroz, um eventual pedido de afastamento por decisão do STF ou do Conselho de Ética da Câmara teria de passar pelo plenário da Casa. “A Constituição não autoriza destituir certo poder sem autorização da casa que ele preside”, disse o analista.

Delator do petrolão associa lobista do PMDB a Renan, Cunha e Temer

Em depoimento prestado à Procuradoria-Geral da República (PGR), o lobista Júlio Camargo – que relatou pagamento de propina ao presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – afirmou que o lobista Fernando Soares era conhecido por representar o PMDB, o que incluiria, além de Cunha, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o vice-presidente da República Michel Temer.
“Havia comentários de que Fernando Soares era representante do PMDB, principalmente de Renan, Eduardo Cunha e Michel Temer. E que tinha contato com essas pessoas de ‘irmandade’”, consta em relatório dos investigadores sobre o primeiro depoimento prestado por Júlio Camargo à PGR, em março.
Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, foi responsável por intermediar pagamento de propina combinada com Júlio Camargo para facilitar um contrato de aquisição de navios-sonda pela Petrobras com a coreana Samsung Heavy Industries Co.
Em outro ponto do depoimento, ao mencionar que o PMDB deu apoio ao ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, Camargo volta a citar de forma vaga os três nomes e também o nome do empresário José Carlos Bumlai. O relatório da Procuradoria aponta dentro do depoimento de Camargo que Bumlai seria amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Na área interna o depoente negociava diretamente com Paulo Roberto Costa. Fernando Soares – era corrente – que representava o PMDB.
Depois o PMDB também ‘entrou para fortalecer’ Paulo Roberto Costa. Ambos então ‘ficaram muito fortes’. Fala-se de Renan Calheiros, Eduardo Cunha, Michel Temer, José Carlos Bumlai (que seria muito amigo do ex-presidente Lula)”, aponta o relatório da PGR sobre o depoimento de Camargo.
Segundo a Veja, os três depoimentos de Camargo o grupo de trabalho do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, permaneciam em sigilo até hoje, e serviram de fundamento para o oferecimento de denúncia contra o peemedebista por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Lula agora tenta convencer José Dirceu a se desfiliar do PT

O ex-presidente Lula tenta convencer o ex-ministro José Dirceu, preso na Operação Lava Jato, a se desfiliar do PT, para tentar diminuir o desgaste do partido e do governo por eventual condenação do petista pela corrupção na Petrobras. Apesar do mal-estar no PT com as acusações de enriquecimento pessoal, Dirceu ainda tem força no partido que ajudou a fundar. O temor de dirigentes petistas é que eventual processo de expulsão de Dirceu seja rejeitado pela Comissão de Ética ou pelo Diretório Nacional, aumentando o desgaste da legenda.
“Se o Zé gosta tanto do PT, por que não ajuda e se desfilia?”, disse um petista próximo a Lula a’O Globo. A operação para tentar convencer Dirceu a se desfiliar é delicada. Há preocupação em não melindrá-lo, já que ele foi o homem forte do primeiro mandato de Lula. Procuradores acusam o ex-ministro de sistematizar a corrupção na Petrobras quando estava no governo, com o objetivo de financiar campanhas eleitorais e enriquecer.

Ministro do TSE pede investigação da campanha de Dilma

dilma reprova
Sob o argumento de que há “vários indicativos” de que a campanha à reeleição de Dilma Rousseff e o PT foram financiados por propina desviada da Petrobras, o ministro Gilmar Mendes determinou nesta sexta-feira (21) que a Procuradoria-Geral da República apure eventuais crimes que possam motivar uma ação penal pública.
O ministro, que é integrante do Supremo Tribunal Federal (STF) e vice-presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), usou em seu despacho informações das investigações da Operação Lava Jato. Ele cruzou esses dados com as doações registradas na Justiça Eleitoral.
“Há vários indicativos que podem ser obtidos com o cruzamento das informações contidas nestes autos (…) de que o PT foi indiretamente financiado pela sociedade de economia mista federal Petrobras [o que é proibido pela lei]. (…) Somado a isso, a conta de campanha da candidata também contabilizou expressiva entrada de valores depositados pelas empresas investigadas”, afirma Mendes.

Valor para quem urinar na rua vai a R$ 510

imagesA falta de educação vai doer ainda mais no bolso. A multa para quem for flagrado urinando ou defecando em vias públicas do Rio subiu de R$ 170 para R$ 510. O projeto de lei do poder Executivo foi sancionado pelo prefeito Eduardo Paes nesta sexta-feira (21).
No texto, Paes argumenta que os infratores vinham sendo levados para a delegacia, mas não respondiam na esfera criminal por um entendimento do Tribunal de Justiça do Rio. O prefeito sugeria mais fiscalização e “aumento real no valor da sanção”.

Associação Brasileira de Imprensa lançou projeto “SOS Jornalistas”

sos
Lançado pela Associação Brasileira de Imprensa (ABI), o projeto “SOS Jornalistas”, está tendo uma boa repercussão na mídia. A “Folha de S.Paulo” divulgou ontem (21) a iniciativa da entidade. O site “A Tribuna de Hoje” e o portal “Comunique-se”, entre outros blogs e sites espalhados por várias cidades do país, também publicaram matéria sobre o projeto.
Com o objetivo de impedir que crimes contra comunicadores fiquem impunes, a ABI colocou em prática o projeto “SOS Jornalista”. Trata-se de espaço para que profissionais possam relatar os casos de violência e abusos de veículos de comunicação em relação ao exercício da profissão. Os profissionais devem acessar o site da entidade (www.abi.org), fazer o cadastro e suas denúncias.
Todas as postagens com relatos de violência serão avaliadas pelos moderadores antes de se tornarem públicas no site. A ideia é que, feito isso, as ameaças à liberdade de imprensa sejam encaminhadas às autoridades policiais, ao Ministério Público e aos responsáveis pelos demais órgãos competentes para que sejam tomadas medidas de proteção. A entidade desenvolverá um trabalho junto aos órgãos competentes para evitar que os crimes fiquem impunes.

PF caça prefeita ladra que zomba pela internet

Polícia Federal (PF) reforçou a vigilância em aeroportos e rodoviárias do Maranhão para capturar a prefeita de Bom Jardim (MA) Lidiane Leite (PP), foragida desde quinta-feira (20), quando foi deflagrada a “Operação Éden”, que investiga denúncias de desvios de verbas da educação no Município.
Lidiane se tornou prefeita aos 22 anos, em 2012, depois que o namorado dela na época Beto Rocha, candidato a prefeito, teve a candidatura impugnada ao ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Ela assumiu o lugar dele e foi eleita.
Depois que assumiu o cargo, Lidiane passou a compartilhar fotos da nova rotina nas redes sociais. Nos perfis pessoais, ela escreveu: “eu compro é que eu quiser. Gasto sim com o que eu quero. Tô nem aí pra o que achem. Beijinho no ombro pros recalcados”. Em outro post, ela diz: “devia era comprar um carro mais luxuoso pq graças a Deus o dinheiro ta sobrando”.
Segundo o delegado Ronildo Lajes, a repercussão nacional do caso acelerou a deflagração da operação. “Mesmo sendo policiais federais, somos humanos e estamos absolutamente indignados porque chegou ao nosso conhecimento que as crianças estavam sendo dispensadas mais cedo das aulas por falta de alimentação”, revelou o delegado Fabrizio Garbi ao G1.

Restituições pela Lava Jato já chegam a R$ 1,8 bilhão

Deflagrada em março do ano passado pela Polícia Federal, a Operação Lava Jato já teve 18 fases e, em termos de ressarcimento de dinheiro desviado, tem batido seguidos recordes. Até o momento, foram recuperados ao menos R$ 1,8 bilhão aos cofres públicos. Nesta semana, a Camargo Corrêa, uma das empreiteiras investigadas, prometeu devolver R$ 700 milhões a três estatais prejudicadas com superfaturamento de contratos: Petrobras, Eletrobras e Eletronuclear.
Este foi o maior acordo do gênero já assinado na história do Brasil. A promessa de ressarcimento faz parte de um acordo de leniência – espécie de delação premiada para empresas – firmado pela Camargo com os procuradores que atuam na Lava Jato. Há dois dias, a empresa já havia aceitado, junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), pagar uma multa de R$ 104 milhões, também a maior indenização aos cofres públicos já estabelecida em um Termo de Compromisso de Cessação (TCC).

Aliados esperam senha de Temer ao impeachment

apode2208painell-620x610A decisão de Michel Temer sobre antecipar ou não o congresso do PMDB que discutirá a saída do governo Dilma Rousseff, marcado para novembro, é vista como a chave para indicar se o vice-presidente passará a “conspirar” pelo impeachment, avaliam caciques do partido. Por ora, Temer admite apenas se afastar da articulação política, sem romper com a presidente. Mas se ele precipitar a consulta ao partido, dizem aliados, dará a senha para o avanço do processo de impedimento.
Um correligionário aposta que a esperada saída de Temer da costura política aumenta o risco de Dilma não se sustentar no cargo.
“Depois vão dizer, como sempre, que a culpa é do mordomo”, brinca o peemedebista, resgatando apelido que Antonio Carlos Magalhães pespegou em Temer nos anos 1990: mordomo de filme de terror.