18 de setembro de 2015

Gilmar: "PT faz um Governo de ladrões"


Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), o mato-grossense Gilmar Mendes voltou ao centro da polêmica ao afirmar, nesta sexta-feira (18), que o PT tinha o "plano perfeito" para se "eternizar" no poder, mas que a Operação Lava Jato "estragou tudo". Convidado de um seminário na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o ministro acrescentou que o PT é contra o financiamento de empresas em campanhas eleitorais porque conseguiu em propinas dinheiro para disputar as "eleições até 2038".


Gilmar foi duro ao afirmar que o esquema investigado pela Lava Jato revela um "modelo de governança corrupta" que, para ele, pode ser chamado de "cleptocracia". "É um modelo de governança corrupta, algo que merece o nome claro de cleptocracia. Isso que se instalou", disse. Em tempo: cleptocracia é um termo de origem grega, que significa, literalmente, “Estado governado por ladrões”, cujo objetivo é o roubo de capital financeiro de um país.

Comissão da Câmara aprova pena de detenção para quem pratica zoofilia

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural aprovou proposta que prevê pena de detenção, de 1 a 3 anos, e multa a quem pratica o ato de zoofilia ou bestialidade (prática de atos sexuais com animais). O inciso que criminaliza a zoofilia será inserido na Lei de Crimes Ambientais (9.605/98).
O relator, deputado Alexandre Baldy (PSDB-GO), acolheu o substitutivo aprovado anteriormente pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável ao Projeto de Lei 7199/10, do deputado Sarney Filho (PV-MA), e outros oito apensados.

Tucanos querem impeachment até dezembro

Deu no Cláudio Humberto:
claudio humberto novo
A oposição definiu dezembro como prazo máximo para aprovar a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma, na Câmara. “Ou iniciamos uma nova coalizão neste ano ou perderemos o tempo”, avalia Bruno Araújo (PSDB-PE). Os tucanos querem fazer do impeachment o grande debate no Congresso, inclusive porque, para eles, somente afastando a presidente, o Brasil terá chance de superar a crise.
POVO NA RUA
Nova pesquisa de avaliação do governo sairá na próxima semana. “Será o apoio popular que faltava”, diz o Mendonça Filho (DEM-PE).
ALIADO DE PESO
A oposição aguarda a convenção nacional do PMDB, marcada para 15 de novembro. A aposta é que o partido romperá com o governo.

PT quer processar ministro do STF

Ministro Gilmar Mendes
Ministro Gilmar Mendes
O presidente do PT, Rui Falcão, informou que o partido estuda medidas judiciais contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Ontem, ao proferir voto contrário ao fim das doações de empresas para campanhas políticas, Mendes disse que o partido se articulou com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), autora da ação, para envolver a Corte em uma conspirata e mudar a lei que autoriza as contribuições sem passar pelo Congresso.
Em nota, Falcão disse que o ministro faltou com a verdade ao atribuir ao partido a liderança de um conluio para que a proibição prevaleça. Segundo o presidente, a posição do partido contra o financiamento privado é uma bandeira histórica do PT e demais entidades democráticas.

Romário e Valcke: “Levou chute no traseiro”

romario-2O ex-jogador e senador Romário usou as redes sociais nesta quinta-feira para falar sobre a saída de Jerôme Valcke da Fifa. O Baixinho comemorou a atitude tomada pela entidade, de afastar o dirigente. “Essa é por todos os brasileiros. Aquele falastrão, corrupto e chantagista do secretário da FIFA, Jerome Valcke, levou hoje um chute no traseiro.”
“Ele foi o interlocutor do Brasil com o FIFA durante a preparação da Copa do Mundo de 2014. Aturamos a arrogância desse bandido, embora eu tenha me manifestado várias vezes para que o Governo tomasse uma atitude energética e não aceitasse esse cara como interlocutor. Ele chegou a dizer que o Brasil deveria levar um “chute no traseiro”, por causa dos atrasos.
Ontem ganharam as manchetes de jornal as denúncias de que Valcke ficava com parte do dinheiro de ingressos da Copa do Mundo de 2014. Ele teria lucrado 2 milhões de euros (cerca de R$ 9 milhões), em acordos firmados para ficar com 50% dos lucros da venda dos bilhetes no Brasil.

Ex-governador seria o chefe do esquema, diz juíza Selma

A decisão da juíza da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Selma Rosane dos Santos Arruda, que autorizou busca e apreensão e prisão preventiva na Operação Sodoma, considera o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) como o líder do esquema que exigia propinas de empresas para o Estado conceder incentivos fiscais. “Os elementos até agora colhidos pela autoridade policial apontam no sentido de que se trata de organização criminosa, chefiada por Silval da Cunha Barbosa, o qual, no cargo de governador do Estado, além de autoridade sobre os demais, era o único que tinha o poder legal de conceder, mediante Decreto Legislativo, os incentivos fiscais referidos na Lei”, diz um dos trechos. 


A magistrada fundamentou sua decisão “em inúmeros documentos, extratos bancários, cópias de conversas entabuladas entre envolvidos, e-mails, comprovantes de ordens de pagamento e depoimentos” coletados durante as investigações da Delegacia Fazendária.