22 de setembro de 2015

De volta à pobreza

Link permanente da imagem incorporada

Sai ranking IKGM dos melhores e piores prefeitos de MT - Veja como está o prefeito de sua cidade!

Romilson Dourado
Os irmãos Adriano Pivetta, de Nova Mutum, e Otaviano Pivetta, de Lucas do Rio Verde, são os mais bem avaliados entre os prefeitos dos 50 maiores municípios mato-grossenses, que representam 80% do eleitorado. É o que revela a KGM Pesquisas, em mais uma edição do IKGM de Aprovação Popular dos gestores públicos. Adriano alcançou a nota 7,83 (numa escala de zero a 10), com conceito 83,6 e com índice IKGM de 80,95. Otaviano recebeu nota 7,53, com conceito 80 e IKGM de 77,65 (medida aritmética das duas variáveis) - confira detalhes no quadro.
 kgm_prefeitos_melhores
O prefeito de Cáceres, Francis Maris, vem em terceiro, com nota 7,16, seguido de Mauro Rosa, o Maurão, de Água Boa, com 7; e de Maia Neto, de Alto Araguaia, com 6,86. Carlos Bianchi, de São José dos Quatro Marcos ocupa o ranking de sexto melhor avaliado, com 6,75, e o prefeito de Barra do Garças, Beto Farias, em sétimo lugar, com 6,65. Completam a lista dos dez melhores prefeitos o empresário Mauro Mendes, de Cuiabá, com 6,36; Fábio Schroeter, de Campo Verde, com 6,45; e Fábio Junqueira (Tangará da Serra), com 6,32.
No caso de Adriano Pivetta, segundo aponta a pesquisa, 31,4% dos mutuenses avaliam que o prefeito está sendo ótimo, enquanto 55,2% apontam-no como bom. Para 4,6% a administração é ruim. Dos entrevistados, 3,1% avaliam o governo municipal como péssimo. Em Lucas, 19,6% disseram que Otaviano é ótimo prefeito e, 68,6% consideram-no bom. É ruim para 6,2% e, péssimo, para 3,6%.
Comparativo

Este é o terceiro ano consecutivo que o IKGM avalia o desempenho dos prefeitos, eleitos em 2012. Num comparativo com anos anteriores, a gestão Adriano avançou sobremaneira. Em 2013, aparecia em 14º lugar e no ano passado figurava em 5º lugar. Otaviano subiu gradativamente no conceito popular, saindo de 3º em 2013 para 4º colocado no ano passado e agora é o segundo mais bem avaliado. A maior guinada dos 10 melhores aconteceu em Cáceres. O prefeito Francis estava na 44ª colocação e agora ocupa o terceiro lugar.
municipios pesquisados ikgm coleta

De bermuda e chinelo, Silval é flagrado tomando banho de sol; ex-governador está preso com militar

De bermuda e chinelo, Silval é flagrado tomando banho de sol; ex-governador está preso com militar
O ex-governador Silval Barbosa (PDMB) foi flagrado tomando banho de sol na manhã desta segunda-feira (21), no 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros, localizado no bairro Verdão, em Cuiabá. À vontade, o peemedebista, que está preso desde a última quinta-feira (17), está em um alojamento na unidade, que também ‘abriga’ um militar e outra pessoa. O político deve receber a visita dos advogados ainda hoje para decidir os próximos passos.

Arquiteta de MT desaparecida em Recife estava grávida e "sumiu" para ter filha

Arquiteta de MT desaparecida em Recife estava grávida e
A arquiteta mato-grossense Núria Babyane, de 30 anos - que estava desaparecida desde o dia 14 de setembro em Recife (Pernambuco) – na verdade havia se internado para  ter um bebê. Por causa de uma infecção, a mulher recebeu alta médica somente  na noite de segunda-feira, 21, do hospital Barão de Lucena, e nesta manhã procurou um Conselho Tutelar para relatar a situação.

Segundo a delegada Gleide Ângelo -  que apurava o desparecimento -, a mulher não havia relatado a nenhum colega de trabalho ou mesmo a familiares quanto a gestação. A Polícia Civil passou a investigar a situação após a denúncias de colegas de trabalho, que estranharam a ausência da arquiteta.

Ainda conforme a polícia, em declarações iniciais, Núria informou acreditar que a gestação estava no quinto ou sexto mês e que havia procurado um hospital,  ainda no dia 14,  sentido muitas dores. Na sequência, pouco depois de dar entrada da unidade, o bebê – uma menina pesando 2,3 quilos e  medindo 47 centímetros - nasceu de parto normal. A mulher não chegou a fazer acompanhamento pré-natal

Janaina Riva pede a vice-governador para expulsá-la do partido; processo é segunda opção

Janaina Riva pede a vice-governador para expulsá-la do partido; processo é segunda opção
A deputada estadual Janaina Riva (PSD) e o vice-governador Carlos Fávaro (PP) devem se reunir na próxima quarta-feira (23) para definir como será a saída dela e do deputado estadual Gilmar Fabris do PSD. Convidado pelo presidente nacional da sigla, o ministro das Cidades Gilberto Kassab, Fávaro deixará o PP nos próximos dias para se filiar ao PSD e assumir a presidência do partido em Mato Grosso. Sob o comando de Fávaro, será selada a entrada do partido na base do governador Pedro Taques (PSDB).

“Vou tentar resolver amigavelmente com o Fávaro a minha situação. Eu não posso continuar em um partido que entrará para a base governista, depois de ser oposição e disputar as eleições contra a chapa do atual governador. Fávaro disse que se eu continuasse no PSD, deveria me tornar governista, e isso eu não aceito”, disse Janaina

Saúde confirma sexta morte por dengue em Mato Grosso


A Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou mais uma morte em decorrência da dengue grave no interior do estado. O caso é de um homem, de 34 anos, morador do município de Juína. No total, Mato Grosso registra seis mortes provocadas pela doença neste ano e outras quatro ainda estão sendo investigadas. Em 2014, foram 5 mortes. 

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Flávia Guimarães, explica que as mortes por dengue são investigadas conforme protocolo específico e confirmadas por critério laboratorial. 

“Após o óbito de um paciente a equipe técnica inicia, junto com o município, o protocolo de investigação daquela morte por dengue para confirmar ou descartar a doença, com a finalidade de identificar possíveis fatores determinantes do óbito, para que se possa preveni-los”, afirma a coordenadora. 

Desembargador nega diplomação e posse de Valdir Barranco


O desembargador Luiz Ferreira da Silva, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), indeferiu pedido de liminar protocolado pela defesa do ex-prefeito de Nova Bandeirantes (1026 km ao Norte de Cuiabá), Valdir Barranco (PT/foto). O petista pleiteava a recontagem provisória dos votos obtidos nas eleições de 2014.

O pedido tinha como objetivo, ainda, a diplomação e posse imediata de Barranco na Assembleia Legislativa, na vaga ocupada pelo deputado Pery Taborelli (PV).

A decisão do desembargador foi proferida na última segunda-feira (21) e publicada no Diário de Justiça que circula nesta terça-feira (22). 

Corte italiana autoriza extradição de Pizzolato

pizolato globo
O Conselho de Estado da Itália autorizou hoje (22) a extradição de Henrique Pizzolato, ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil e condenado a 12 anos e 7 meses de prisão no processo do mensalão. Os juízes rejeitaram o recurso apresentado pela defesa de Pizzolato e afirmaram que foram apresentadas garantias suficientes sobre as condições das prisões brasileiras em preservarem os direitos humanos. Segundo a Corte, as garantias foram apresentadas “tanto pelo governo quanto pelas máximas autoridades judiciárias brasileiras”.
Em junho, o conselho, que é a segunda instância da Justiça administrativa italiana, resolveu adiar para setembro a decisão sobre a extradição, pedindo novos documentos e esclarecimentos ao governo brasileiro sobre a situação das penitenciárias do país. A defesa de Pizzolato insistia que os centros detenção no Brasil violavam os direitos humanos.
A audiência desta manhã começou por volta das 9h (horário local, 4h em Brasília) e ocorreu a portas fechadas. Um grupo de cinco magistrados ouviu por meia hora os argumentos apresentados pelo advogado Alessandro Sivelli, da defesa de Pizzolato; Michele Gentiloni, representante da União; e Giuseppe Alvenzio, do Ministério da Justiça da Itália.

Questão sobre impeachment será lida na quinta-feira, diz Cunha

cunhael
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) disse hoje (22) que até quinta-feira (24) vai ler a resposta à questão de ordem apresentada pela oposição, no último dia 15, sobre o rito de tramitação de um pedido de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff.
Cunha recebeu o estudo prévio da assessoria jurídica da Casa, ontem (22), mas pediu ajustes e correções no parecer, que vai servir de base para que ele defina, oficialmente, sobre a tramitação de um eventual pedido de impeachment da presidenta da República, apontando as regras sobre requisitos para aceitação, recursos, prazos, emendas e rito de tramitação.
“Trouxeram um esboço, mas ficaram de corrigir até amanhã”, disse. Segundo Cunha, o tempo será suficiente para que, antes de ler em plenário, distribua cópias para todos os parlamentares que quiserem acesso ao documento. “É melhor, para que ninguém seja pego de surpresa”, afirmou. O peemedebista já havia dito que só decidiria quando estivesse “seguro” sobre a questão. Desta decisão, depende ainda o posicionamento que Cunha adotará diante do pedido assinado e protocolado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale, e alguns movimentos sociais críticos do atual governo.

Deputado do PCdoB chama índios de ‘viadinhos’

Deputado Fernando Furtado fez declarações contra os índios e os homossexuais durante audiência pública (Foto: Agência Assembleia / divulgação)
O Partido Comunista do Brasil (PCdoB-MA) divulgou nota oficial nesta segunda-feira (21) condenando as declarações do deputado estadual Fernando Furtado contra os índios da tribo Awá-Guajá e contra os homossexuais, no dia 4 de julho, durante audiência pública em São João do Caru, a 359 km de São Luís.
“A declaração do deputado é uma falta grave cometida contra índios, homossexuais e com o nosso partido, razão pela qual a repudiamos publicamente”, diz a nota. O deputado comunista ofende os índios chamando-os de maneira pejorativa de ‘viadinho’ e ‘baitola’. A informação é do G1.
“Lá em Brasília o Arnaldo viu, os índios tudo de camisetinha, tudo arrumadinho, com flechinha, tudo um bando de viadinho. Tinha uns três que eram viado, que eu tenho certeza, viado. Eu não sabia que tinha índio viado, fui saber naquele dia em Brasília. Então é desse jeito que tá. Como é que índio consegue ser viado, ser baitola e não consegue produzir? negativo…”, disse.

Ex-gerente diz que avisou Graça Foster sobre irregularidades na Petrobras

veninaglobo
A ex-gerente da área de Abastecimento da Petrobras Venina Velosa da Fonseca disse, em depoimento à CPI da Petrobras, ter alertado a ex-presidente da estatal Graça Foster a respeito de suspeitas de irregularidades em contratos das áreas de comunicação e engenharia da Petrobras.
Ela disse isso ao responder pergunta do deputado Altineu Côrtes (PR-RJ), um dos sub-relatores da CPI. “A senhora confirma que fez denúncias a Graça Foster?”, perguntou o deputado. “Confirmo em relação à área de comunicação e em relação aos projetos”, respondeu a depoente. “Havia irregularidades na área de comunicação da área de Abastecimento e conversei com ela sobre isso. Mostrei um resumo”, disse Venina.
Ela disse ter sido afastada das funções e ficado seis meses sem nenhuma atribuição na empresa, em uma sala sem computador, depois de fazer as denúncias. Ela disse que o mesmo aconteceu com o então gerente jurídico da estatal Fernando de Castro Sá, que apontou a interferência das empresas contratadas pela Petrobras na elaboração dos contratos e também perdeu a função. A ex-presidente da Petrobras Graça Foster negou, em depoimento à CPI, ter sido alertada por Venina.

E Dilma “peitou” os brasileiros! Encaminhou a CPMF ao Congresso

A presidente Dilma Rousseff enviou nesta terça-feira (22) ao Congresso Nacional Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que cria um imposto nos moldes da antiga Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). O envio foi publicado em edição extra do “Diário Oficial da União”, segundo informou a Casa Civil.

No 4º dia de alta, dólar sobe 1,8% e fecha acima de R$ 4 pela primeira vez

dolar dilmaO dólar comercial teve a quarta alta seguida nesta terça-feira (22), de 1,83%, e fechou a R$ 4,054 na venda. É o maior valor de fechamento desde a criação do Plano Real, em 1994.
O recorde anterior era o do dia 10 de outubro de 2002, quando a moeda norte-americana tinha fechado a R$ 3,99.
Somente neste ano, o dólar já avançou 52,47%. Em 12 meses, a moeda dos EUA acumula alta de 69,30% (valia R$ 2,394 em 22 de setembro de 2014).

Parlamentares do PSB defendem ida para oposição e Executiva Nacional é convocada

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) deve deixar a posição de independência e assumir postura de oposição ao governo da presidente Dilma Rousseff. Esta é a opinião das bancadas socialistas na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, que será submetida na próxima semana pelo presidente da legenda, Carlos Siqueira, à Executiva Nacional.
Caberá ao colegiado definir a posição oficial do partido em relação ao governo federal.“Entendemos que é um governo moribundo, temos que encontrar um meio de o país não sangrar por muito tempo”, afirmou Siqueira, após o encontro nesta terça-feira, 22, em Brasília, que reuniu também os governadores Rodrigo Rollemberg (DF), Paulo Câmara (PE) e Ricardo Coutinho (PB).

Procon multa operadoras em R$ 20 milhões por bloqueio de internet móvel

digitando celularAs operadoras Oi, Tim e Vivo foram multadas pelo Procon de Fortaleza por quebra de contrato, propaganda enganosa e bloqueio de internet móvel. Somadas, as multas chegam a R$ 20 milhões. Os processos envolvendo as empresas foram apresentados hoje (22) e têm por base reclamações de consumidores que sofreram bloqueio de internet e fiscalização do órgão feita em abril nas lojas das operadoras.
Nas visitas aos estabelecimentos, o Procon recolheu material publicitário de venda de planos de internet móvel com acesso ilimitado. Após análise, o órgão concluiu que houve propaganda enganosa porque não havia informação clara sobre a limitação do serviço e sobre a possibilidade de bloqueio do acesso à internet após a utilização da franquia contratada.

Ministro do STF abre inquérito para investigar Mercadante e Aloysio Nunes

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, abriu hoje (22) dois inquéritos para investigar suposto crime eleitoral envolvendo o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP). Os inquéritos foram abertos individualmente.
A abertura dos inquéritos foi solicitada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O pedido de Janot se baseou em depoimentos de delação premiada do presidente da empreiteira UTC, Ricardo Pessoa, investigado na Operação Lava Jato, e que cumpre prisão domiciliar. O ministro da Casa Civil e o senador, de acordo com o informado na delação, receberam doações em dinheiro para campanhas, e não declararam tal recebimento.
Inicialmente, o pedido foi encaminhado ao ministro Teori Zavascki, relator dos inquéritos da Lava Jato no STF. No entanto, Janot solicitou que o processo fosse distribuído a outro ministro por não se tratar de investigação com ligação com os desvios na estatal.

Comissão da Câmara aprova nulidade de casamento se houver engano quanto ao sexo

buque
A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou na quarta-feira (16) projeto que prevê nova hipótese para a anulação do casamento quando um dos cônjuges tiver feito cirurgia de mudança de sexo, antes da união, sem ter informado ao outro (PL 3875/12).
A proposta, do deputado Carlos Manato (SD-ES), enquadra essa hipótese no Código Civil (Lei 10.406/02), que já permite a anulação se tiver havido, por parte de um dos noivos, ao consentir no casamento, “erro essencial quanto à pessoa do outro”. O código considera erro essencial, entre outros, “o que diz respeito à identidade”. O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado ainda pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, inclusive quanto ao mérito.

Por apoio, presidente cogita dar Ministério da Saúde ao PMDB

BRASILIA, DF, BRASIL, 19-08-2015, 20h00: A Presidente Dilma Rousseff, acompanhada do vice Michel Temer, recebe a chanceler alemã Angela Merkel, que inicia visita oficial ao Brasil, no Palácio da Alvorada. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress, PODER)
Após a cúpula do PMDB se recusar a indicar nomes para a nova equipe que a presidente Dilma Rousseff está montando, o governo passou a cogitar entregar o Ministério da Saúde ao partido, ampliando a influência do aliado. Segundo a Folha de São Paulo, Dilma ouviu do vice-presidente, Michel Temer, e dos presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que eles preferiam deixá-la à vontade para escolher os novos ministros.
Diante da recusa, emissários da presidente começaram a discutir a ampliação do espaço do PMDB para evitar seu desembarque definitivo da base aliada. O gesto da cúpula peemedebista preocupa o Planalto, que o vê como novo sinal de caminhada ao rompimento.
Em novembro, o PMDB vai discutir em um congresso se mantém o apoio à presidente ou se entrega seus cargos, tendência hoje majoritária. Para assessores palacianos, Dilma precisa fortalecer o PMDB, oferecendo-lhe um ministério de peso da área social. Hoje, a sigla ocupa as pastas de Minas e Energia, Turismo, Agricultura, Pesca, Portos e Aeroportos. Mas os principais cargos estão com o PT ou são ocupados por nomes da cota pessoal de Dilma.

TSE julga registro da Rede hoje (22)

rede logoO julgamento do pedido de registro da Rede Sustentabilidade, partido capitaneado pela ex-senadora e ex-candidata à Presidência da República Marina Silva (PSB-AC), será realizado hoje (22), em sessão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília. O Ministério Público Eleitoral já emitiu parecer favorável à concessão do registro do partido e o relator do processo, ministro João Otávio Noronha, deu aval para que os demais ministros da corte também possam analisá-lo.

Temer aconselha Dilma a não fazer reforma ministerial

temer_dilma
O vice-presidente Michel Temer aconselhou a presidente Dilma Rousseff a não fazer reforma ministerial neste momento para evitar criar arestas com os partidos da base no momento em que o governo precisa aprovar as medidas de ajuste. Segundo ele, as mudanças poderiam gerar “instabilidade no Congresso”. A presidente se reuniu com Temer nesta segunda-feira, antes do encontro de coordenação política.
Ao ouvir de Dilma que ela não poderia voltar atrás na decisão já anunciada publicamente, Temer disse para ela ficar a vontade em relação aos ministérios do PMDB e que ele não fará indicação de nomes. Temer afirmou à presidente que é hora de cortar gastos e que o PMDB não será um empecilho para isso. Apesar do vice dizer que não nomeará ninguém, outros peemedebistas pressionam por mais espaço no governo.
De acordo com O Globo, a cúpula do PMDB tenta fechar posição para que o partido não faça novas indicações de nomes. A ideia está sendo trabalhada com os principais caciques do partido e a intenção é fechar um acordo interno para apresentar uma postura única nesse sentido.

Dilma morde outra isca

RicoDilmaO reencontro com Michel Temer, que voltou da longa turnê pelo leste europeu, não foi nada agradável para Dilma Rousseff. Nesta segunda, o vice disse à presidente que não fará indicações para a reforma ministerial. Dilma ouviu o mesmo do deputado Eduardo Cunha e do senador Renan Calheiros.
O PMDB encostou a faca no pescoço presidencial. Como o partido não costuma esnobar cargos e orçamentos, sobram duas alternativas possíveis. Na primeira, elevou as ameaças para arrancar mais do que foi oferecido até aqui. Na segunda, decidiu antecipar o desembarque do governo.
Os peemedebistas detestaram o primeiro rascunho da reforma. Não conseguiram derrubar o petista Aloizio Marcadante e não garantiram seu sonho de consumo, mandar na Saúde ou na Educação. Sem resposta positiva até aqui, restou a velha tática da ameaça para obter o que desejam.

Justiça condena Duque a 20 anos de prisão e Vaccari, a 15 anos


Ex-diretor de Serviços da estatal, acusado de ter recebido R$ 36,3 milhões em propinas, pegou a mais alta pena já imposta pela Justiça na Operação Lava Jato; ex-tesoureiro do PT intermediou repasse de R$ 4,2 milhões para o partido


Renato Duque (à esquerda) e João Vaccari. Fotos: Estadão
Renato Duque (à esquerda) e João Vaccari. Fotos: Estadão
Texto corrigido às 12h32
Por Fausto Macedo, Julia Affonso, Ricardo Brandt, Mateus Coutinho e Andreza Matais
A Justiça Federal condenou nesta segunda-feira, 21, o ex-diretor de Serviços da Petrobrás Renato Duque a 20 anos e oito meses de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e associação criminosa. É a mais alta pena já imposta pela Operação Lava Jato contra envolvidos no esquema de propina que se instalou na estatal entre 2004 e 2014.
Na mesma sentença, o juiz federal Sérgio Moro condenou o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, também por corrupção, a 15 anos e 4 meses de prisão pelos crimes atribuídos a Duque. É a primeira condenação aplicada ao ex-diretor de Serviços, apontado como elo do PT no esquema Petrobrás, e também do ex-tesoureiro na Lava Jato.
duque1
Trecho da sentença
duque2
Trecho da sentença
Também foram condenados outros envolvidos no esquema. Os operadores Adir Assad, Sônia Mariza Branco e Dario Teixeira Alves Junior foram condenados a 9 anos e 10 meses, cada um, por lavagem de dinheiro e associação criminosa.
O juiz Moro condenou, ainda, os delatores Mário Góes (lobista – 18 anos e 4 meses de prisão), Pedro Barusco (ex-gerente de Engenharia da estatal – 18 anos e 4 meses), Augusto Mendonça (empresário – 16 anos e 8 meses), Julio Camargo (lobista – 12 anos) e Alberto Youssef (doleiro – 9 anos e 2 meses). Como colaboradores, eles cumprirão as penas definidas nos acordos com a força-tarefa da Lava Jato.
O juiz federal Sérgio Moro afirma que Duque recebeu propina de R$ 36 milhões. “A prática dos crimes corrupção envolveu o recebimento de pelo menos R$ 36.346.200,00, US$ 956.045,00 e 765.802,00 euros à Diretoria de Serviços e Engenharia da Petrobrás (Consórcio Interpar, Consórcio CMMS, Consórcio Gasam e contrato do Gasoduto PilarIpojuca). Um único crime de corrupção envolveu pagamento de mais de vinte milhões em propinas”, sentenciou Moro.
vaccari1
Trecho da sentença
vaccari2
Trecho da sentença
Sobre Vaccari, o magistrado afirmou. “A prática dos crimes corrupção envolveu o recebimento pelo Partido dos Trabalhadores, com intermediação do acusado, de pelo menos R$ 4.26 milhões de propinas acertadas com a Diretoria de Serviços e Engenharia da Petrobrás pelo contrato do Consórcio Interpar, o que representa um montante expressivo.”
COM A PALAVRA, O CRIMINALISTA LUIZ FLÁVIO BORGES D’URSO, QUE DEFENDE JOÃO VACCARI NETO
O criminalista Luiz Flávio Borges D’Urso, que defende João Vaccari Neto, disse que ainda não teve acesso à sentença condenatória do ex-tesoureiro do PT a 15 anos de prisão em um dos processos das Operação Lava jato. Nos últimos meses, desde que Vaccari foi preso – abril de 2015 -, o criminalista reitera que o ex-tesoureiro jamais arrecadou dinheiro ilícito para o partido. “As acusações são baseadas nas palavras de delatores e palavra de delator não é prova de nada”, tem afirmado o advogado. “O sr. Vaccari arrecadou doações lícitas, sempre doações lícitas, todas entregues ao PT, devidamente contabilizadas e declaradas às autoridades competentes.” Fonte: Estadão