5 de outubro de 2015

Com 56 mil, DEM reune mais filiados em MT; PSDB de Taques é 5º - veja os números


O PSDB do governador Pedro Taques é o quinto em número de filiados oficiais no Estado. Possui 29.087 cadastrados junto à Justiça Eleitoral. A tendência é desse universo tucano se ampliar no embalo dos adesistas, aqueles que costumam correr para os braços da legenda que está no poder. Foi assim com todas siglas que tiveram governadores, como o antigo PFL (hoje DEM), PMDB, PPS e PR.
Em todo o Estado apenas 325 mil têm alguma filiação partidária. Curiosamente, o maior em filiados é o DEM, mesmo com pouca representatividade em termo de cargos eletivos. Elegeu em 2012 apenas 11 prefeitos e 121 vereadores e abriga um deputado estadual (Dilmar Dal Bosco, prestes a sair) e nenhum federal. O partido dos irmãos Júlio e Jayme Campos conta com 56.680 filiados, 17,4% do total.


O PMDB, que comandou o Estado com Carlos Bezerra (87/90) e com Silval Barbosa (2010/2014) é o segundo, com 39.597 (12,1%), seguido do PPS (30.099) e do PR (29.087). Tanto o PPS quanto o PR cresceram em filiados na esteira de Blairo Maggi, que atuou nas duas legendas enquanto foi governador e vai se filiar ao PMDB nos próximos dias. Das 32 agremiações com filiados no Estado, as menores são o PSTU, com 87; o PCO, com 9; e o PCB, com apenas 7. RDNews

Agripino pode ter recebido dinheiro teria sido desviado da Arena das Dunas, diz Procuradoria da República

O presidente do DEM, Agripino Maia (RN) (Foto: Antonio Cruz/ABr)A Procuradoria Geral da República pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) abertura de inquérito para investigar o senador José Agripino Maia (RN), presidente do DEM, por suposta prática de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A informação é do G1. O pedido da PGR é resultante de investigações da Operação Lava Jato, que apura desvio de recursos e corrupção na Petrobras. De acordo com o pedido, as investigações apontaram que o senador combinou pagamento de propina com executivos da OAS, uma das empreiteiras alvo da Lava Jato. O dinheiro teria sido desviado da obra do estádio Arena das Dunas, em Natal.
Ao G1, o senador José Agripino disse que se colocará à disposição das autoridades para prestar esclarecimentos. “Apesar de achar essa acusação absolutamente absurda, descabida e inverídica, eu me colocarei à disposição do Judiciário para promover os esclarecimentos que forem necessários”, declarou. O G1 busca contato com a assessoria da construtora OAS, mas não tinha conseguido até a última atualização desta reportagem. Para a procuradoria, o inquérito não tem relação direta com a Lava Jato e, por isso, não deve ficar com o ministro Teori Zavascki, relator no Supremo Tribunal Federal dos casos relacionados à operação.

A Polícia Federal está na Itália para trazer outro amigo de Lula: Pizzolato

A Polícia Federal está na Itália para extradição de Henrique Pizzolato. Outro amigão de Lula preso.
O ex-diretor do Banco do Brasil foi condenado no processo do Mensalão.

Contas de Eduardo Cunha chegam da Suíça

Eduardo-cunha
Os arquivos digitais com as investigações do Ministério Pública da Suíça sobre o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), chegaram às mãos dos investigadores da Lava-Jato. Cautela foi a ordem do dia já na sexta-feira no bunker montado pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot, para abrigar o grupo de trabalho da operação nos tribunais superiores. Nesta semana, eles devem se empenhar em traduzir as informações sobre extratos de contas bancárias atribuídas ao deputado e seus familiares, onde foram localizados US$ 5 milhões aproximadamente.
Há mais um de um banco da Suíça no material enviado pelos investigadores estrangeiros. Mas não se sabe se são referências a contas de outros investigados, que poderia ter abastecido ou se beneficiado das contas bancárias ligadas a Cunha. O deputado nega possuir bens fora do país. “Tudo o que eu tenho está no meu imposto de renda, declarado à Justiça Eleitoral, não sou sócio de nenhuma offshore, não mantenho conta no exterior de nenhuma natureza”, afirmou ele ao Correio em 12 de março. Na sexta-feira, ele reiterou declarações semelhantes feitas naquele dia perante a CPI da Petrobras.

Reforma política: atenção! Vagas por partidos nas câmaras municipais

– O Partido Político poderá indicar até 14 candidatos em municípios, cujas Câmaras de Vereadores tenha 09 cadeiras, ou seja 150%, e assim sucessivamente nas casas legislativas com o número maior de edis.

Reforma política: Brasnorte só poderá ter 6 vereadores

Seis vereadores homens!
– Com a reforma política aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pela presidente Dilma Rousseff, uma coligação formada por dois ou mais partidos, só poderá apresentar candidatos  a igual número de cadeiras existentes nas Câmaras Municipais.  Exemplo:  Brasnorte tem 09 vereadores, uma coligação só poderá indicar 09 candidatos, sendo que 03 vagas pertencem ao sexo feminino.

‘Petista bom é petista morto’, diz panfleto atirado em local de velório de Dutra

petista bom
Passageiros de um carro jogaram na frente do Funeral House, em Belo Horizonte, onde acontecerá nesta segunda-feira (5) o velório do ex-senador José Eduardo Dutra (PT), panfletos com a frase “Petista bom é petista morto”. O ex-parlamentar morreu no domingo (4) na capital mineira, vítima de câncer. A polícia vai investigar os responsáveis pelos panfletos, a partir da identificação do veículo usado neste ato.
O grupo também jogou outro panfleto, no qual uma montagem mostra uma foto da presidente Dilma Rousseff (PT) como se estivesse sentada em um vaso sanitário, e a frase “Só faz cagada”. Abaixo, o número 7%, referência ao índice de aprovação do governo, e uma imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Dutra morreu na madrugada de domingo em Belo Horizonte, onde estava morando com a mãe. O ex-parlamentar morreu aos 58 anos vítima de câncer. Dutra foi também presidente da Petrobras e do PT nacional. Dentre os presentes no velório do ex-senador estão o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, ao chegar, não falou com a imprensa.

Reforma ministerial: Dilma cria o ministério das Mulheres. Conheça os novos nomes

dilma_ministros
A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (5), em discurso durante cerimônia de posse de novos ministros, que a nova composição do ministério dará “mais equilíbrio” à coalizão de governo. Na última sexta-feira, Dilma anunciou uma reforma que reduziu de 39 para 31 o número de ministérios, aumentou o poder do PMDB (passou de seis para sete ministérios, incluindo o da Saúde) e diminuiu o do PT (de 13 para 9 pastas). Outros sete partidos detêm ministérios no governo Dilma: PTB, PR, PSD, PDT, PCdoB, PRB e PP (um cada).
“Queremos garantir mais equilibrio à coalizão que me elegeu e deve governar comigo”, afirmou Dilma na cerimônia.
O principal objetivo da reforma foi assegurar a governabilidade, com a formação de uma nova base de apoio partidário no Congresso, a fim de o governo obter maioria parlamentar, evitar as derrotas que vinha sofrendo e conseguir a aprovação das matérias de seu interesse na Câmara e no Senado.
Ministros empossados
Veja abaixo os ministros que tomaram posse nesta segunda-feira no Palácio do Planalto:
– Casa Civil: Jaques Wagner (PT)
– Ciência e Tecnologia: Celso Pansera (PMDB)
– Comunicações: André Figueiredo (PDT)
– Defesa: Aldo Rebelo (PCdoB)
– Educação: Aloizio Mercadante (PT)
– Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos: Nilma Lino Gomes (sem partido)
– Portos: Helder Barbalho (PMDB)
– Saúde: Marcelo Castro (PMDB)
– Secretaria de Governo: Ricardo Berzoini (PT)
– Trabalho e Previdência: Miguel Rossetto (PT)
Gafe do cerimonial
Logo no início da cerimônia, Dilma corrigiu o cerimonial do Palácio do Planalto por ter errado o nome do novo Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, formado a partir de três secretarias.
A ordem das palavras foi invertida, deixando a palavra “Mulheres” ao final, e Dilma chamou a atenção. “As mulheres vão entender por que vou insistir. É Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos”, disse, sob aplausos.
G1

Mais de 2,6 milhões acessaram cartão de inscrição do Enem na internet

Até às 8h desta segunda-feira (5), 2.602.377 participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) acessaram o cartão de confirmação de inscrição, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). No cartão, estão informações como o local em que o estudante fará as provas, nos dias 24 e 25 de outubro. Pouco mais de 5 milhões de participantes ainda não acessaram o cartão. Neste ano, o acesso é exclusivamente na internet, na página do Enem.
O acesso aos cartões de confirmação foi liberado na última sexta-feira (2) e, segundo o Inep, o sistema está estável e o acesso no primeiro final de semana ocorreu dentro da normalidade. O cartão pode ser salvo, em formato PDF, na máquina do estudante, mas a recomendação do Inep é que ele imprima e leve para o local de prova.

Petrobras: R$ 200 milhões com investigações internas

imagesFoco de um dos maiores escândalos de corrupção da história do país, a Petrobras gastará R$ 200 milhões com a contratação de escritórios de advocacia para a realização de investigações internas sobre os crimes revelados pela Operação Lava Jato.
Os contratos foram assinados após a posse do atual presidente da estatal, Aldemir Bendini, com dois escritórios de advocacia e uma assessoria para apurar “natureza, extensão e impacto das ações cometidas no contexto da Operação Lava Jato”.
Os contratos foram feitos com dispensa de licitação. A estatal argumenta que são “serviços técnicos de natureza singular” e, nesses casos, a legislação permite a contratação direta das empresas.

Cunha vai ‘partir pra cima’ e vira ameaça a Dilma

dilma e cunha
Sob fogo cerrado, em razão de suspeitas de envolvimento no assalto à Petrobras e da acusação de manter quatro contas secretas em bancos da Suíça, com dinheiro de origem suspeita, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, promete reagir e “partir pra cima” dos adversários. Aliados mais próximos avisam que Cunha “jamais cairá sozinho” e que, se necessário, ele não hesitará em “arrastar” a presidente Dilma.
ESTRATÉGIA
Cunha está inclinado a acatar um dos treze pedidos de impeachment. Ou arquivar todos e ser docemente derrotado por recurso no plenário.
CONTABILIDADE
São necessários 257 votos para a Câmara aprovar o impeachment ou afastamento imediato de Dilma do cargo. A oposição já contabiliza 285.

Datafolha: metade dos brasileiros acredita que “bandido bom é bandido morto”

pesquisa1Metade da população das grandes cidades brasileiras acredita que “bandido bom é bandido morto”. A constatação aparece em pesquisa Datafolha encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, ONG que reúne especialistas em violência urbana do país. O levantamento foi realizado no final de julho e fará parte do 9º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que será divulgado nesta semana. O instituto ouviu 1.307 pessoas em 84 cidades com mais de 100 mil habitantes.
Para a pergunta se bandido bom é bandido morto, 50% disseram concordar, 45% discordaram e o restante não soube responder ou não concorda nem discorda. Como a margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos, há empate técnico, e a pesquisa indica a sociedade dividida.
Para o sociólogo Renato Sérgio de Lima, vice-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, essa divisão no país é um bom sinal. “Como o copo está meio cheio e meio vazio, metade da população é contra [à afirmação], e isso pode ser visto com uma janela para a construção de políticas públicas. Há espaço para mudança.”

Procuradoria Geral da República investiga cerca de 50 políticos

275569_Papel-de-Parede-Na-Mira-do-Sniper_1600x1200Procuradoria Geral da República já investiga cerca de 50 políticos, entre deputados, senadores, governadores e ex-parlamentares. O procurador-geral Rodrigo Janot já denunciou criminalmente ao Supremo além do presidente da Câmara, o senador Fernando Collor(PTB-AL), também por corrupção e lavagem de dinheiro. Janot ainda apresentou denúncia contra o deputado Arthur Lira (PP-AL) e seu pai, o senador Benedito de Lira (PP-AL), pelos mesmo crimes. Todos negam recebimento de propina do esquema instalado na Petrobras.

Fantástico: Escutas mostram grupo de PMs recebendo até galinhas como propina no RN

924
Durante dezoito dias, um carro da polícia militar do Rio Grande do Norte circulou com um gravador de áudio escondido (CLIQUE AQUI para acessar a matéria). Sem saber que estavam sendo gravados, os policiais escancararam a rotina de achaques, tráfico, roubo e tortura. Com a descoberta do que acontecia na viatura 924 – a viatura do mal – 12 policiais foram presos.

Banco Mundial: 702 milhões de pessoas vão viver na pobreza extrema em 2015

pratoRelatório divulgado neste domingo (4) pelo Banco Mundial diz que, pela primeira vez na história, menos de 10% da população mundial vai viver abaixo da linha da pobreza em 2015, ou seja, com menos de 1,9 dólares norte-americanos por dia.
“Esta é a melhor notícia no mundo de hoje – estas projeções mostram que somos a primeira geração na história humana que pode acabar com a pobreza extrema”, disse o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, que realiza sua reunião anual de 9 a 11 deste mês, em Lima, juntamente com o Fundo Monetário Internacional (FMI).
De acordo com projeções do Banco Mundial, cerca de 702 milhões de pessoas, ou seja 9,6% da população mundial, vão viver abaixo da linha da pobreza este ano, principalmente na África Subsaariana e na Ásia. Em 2012, o total era de 902 milhões, ou seja, cerca de 13% da população mundial. Em 1999, o percentual era 29%.

Advocacia-Geral quer afastamento de relator do TCU que analisa contas do governo

O advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, criticou hoje (4) o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes, que é relator do processo que analisa as contas do governo federal em 2014, por ter dado declarações à imprensa de que vai recomendar a rejeição das contas.
Segundo Adams, o ministro do TCU não pode antecipar seu voto publicamente porque isso violaria a Lei Orgânica da Magistratura. Adams informou que a Advocacia Geral da União (AGU) deve apresentar amanhã (5) uma arguição de suspeição contra Nardes ao presidente do TCU, para afastá-lo do caso. A decisão será do plenário do tribunal.

Impeachment contra Dilma é empurrado com a barriga

dilma dedo rodando
Uma possível abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff no Congresso, baseado nas pedaladas fiscais do governo, deve ficar apenas para 2016, avaliam líderes da base governista com base no calendário apertado deste final de ano.
Os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) devem se reunir na próxima quarta-feira para emitir um parecer a respeito das maquiagens feitas pelo governo no Orçamento da União do ano passado. A decisão dos ministros será posteriormente analisada pelos congressistas e, a depender do resultado, dar origem a um processo de impedimento.
O primeiro passo após a decisão do TCU é o recebimento do parecer por parte da Comissão Mista do Orçamento (CMO), que o transformará em um Projeto de Decreto Legislativo.
O prazo para votação do texto é de até 85 dias. A quantidade de propostas na pauta da comissão, como o Orçamento de 2016, é mais um potencial empecilho para se avançar nas discussões em torno da prestação de contas. Outro ingrediente a favor do Palácio do Planalto é o recesso dos parlamentares, a partir de 23 de dezembro.

PMDB comandará orçamento maior do que o PT nos ministérios

00 OrcamenA reforma ministerial deu fôlego à presidente Dilma Rousseff, mas ela virou refém do PMDB e seus auxiliares temem que o partido cobre faturas cada vez mais altas para emprestar apoio ao Palácio do Planalto, se a crise não arrefecer. O PT nunca esteve tão enfraquecido na correlação de forças com os partidos da coalizão governista desde que chegou ao Planalto, mostra levantamento feito pelo jornal Estado de São Paulo.
No novo arranjo da Esplanada, o PMDB tem previsão de administrar ao menos R$ 99 bilhões do Orçamento para 2016, ante R$ 75, 5 bilhões programados para as pastas petistas. O levantamento também deixa claro que, ao longo dos mandatos, a era petista vem sendo corroída pelo arranjo de forças para dar sustentação ao projeto do partido, alvo de denúncias de corrupção e sob constante ataque dos adversários. Se em 2003, início da primeira gestão Lula, o partido tinha 19 dos 35 ministérios (54% do total de pastas), agora os petistas estarão à frente apenas de 9 das 31 pastas (29% do total).

Lei que multa quem joga lixo na rua deve demorar a virar realidade

lixo (1)Aprovado na Comissão de Meio Ambiente do Senado nesta semana, o projeto de lei que obriga os municípios e o Distrito Federal a estabelecerem multas para quem jogar lixo na rua deve demorar para virar realidade e pode ter efeitos limitados.
Com a emenda apresentada pelo relator, senador Jorge Viana (PT-AC), foi retirada a previsão de prazo para a regulamentação da medida em cada cidade, o que pode comprometer a efetividade da nova regra. Como foi votado em decisão terminativa, o texto segue para Câmara dos Deputados, a menos que haja um pedido para ser votado em plenário, o que deve acontecer até 8 de outubro.