6 de outubro de 2015

Esse é um país de políticos canalhas comandados por Dilma, Lula e sua gang

Por Cristina Lôbo (G1)
Mesmo depois de dividir poder, entregando ministérios importantes a partidos aliados, a presidente Dilma Rousseff não conseguiu obter a vitória esperada nesta terça-feira (6) na sessão de votação dos vetos a projetos importantes, que acabou adiada por falta de quórum. É que o interesse de cada partido falou mais alto do que o compromisso assumido com  o Palácio do Planalto ao obter seu quinhão no poder.
Para uns, partidos como PP e PR, que juntos somam 73 deputados (39 do PP e 34 do PR) mandaram um recado ao governo. Juntos, superam o PMDB, que tem 65 deputados e responde por sete ministérios. Mas o presidente do PP, Ciro Nogueira, informa que o partido quer um compromisso da presidência do Senado de que vai colocar em votação o veto presidencial ao projeto relativo ao financiamento de campanha.

Pizzolato: Na véspera de voltar ao Brasil amigo de Lula ganha mais 15 dias na Itália

pizolattoNo dia em que a Corte Europeia de Direitos Humanos rejeitou o último recurso de Henrique Pizzolato, o ministro da Justiça da Itália, Andrea Orlando, comunicou o adiamento da extradição do petista por 15 dias. O novo adiamento foi comunicado ao Brasil através do canal Interpol na véspera da operação montada pela PF para trazer o ex-­diretor do Banco do Brasil de volta ao país. Uma equipe de policiais já está na Itália para trazer Pizzolato de volta.
A reviravolta do ministro se deve à pressão política. Um grupo de senadores do Partido Democrático (centro­esquerda), o mesmo do premiê Matteo Renzi, ingressou com requerimento cobrando explicações de Orlando. A decisão deve ser comunicada oficialmente a diplomatas brasileiros nesta quarta (7). O adiamento acontece um dia após o ministro Orlando declarar a jornalistas italianos que não via possibilidade de uma mudança no curso da extradição do petista, que foi esgotada em todas as instâncias judiciais do país.

Eduardo Cunha arquiva mais um pedido de impeachment contra Dilma

cunha com dilmaO presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse hoje (6) que indeferiu mais um pedido de abertura de processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff. Com essa decisão, já são três os pedidos rejeitados desde a semana passada.
De acordo com a Secretaria-Geral da Mesa, agora são oito os pedidos que ainda aguardam decisão de Cunha. A secretaria informou que o pedido de abertura de processo de impeachment rejeitado nesta terça não cumpria os requisitos exigidos por lei.

Governo recorre ao STF para impedir julgamento das contas de Dilma

dilma dedo rodando
A Advocacia Geral da União (AGU) recorreu nesta terça-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir a suspensão do julgamento das contas de 2014 do governo Dilma no Tribunal de Contas da União. A sessão de análise das contas está marcada para às 17h desta quarta-feira. O governo alega que, como o tribunal não atendeu até agora ao pedido de suspeição do relator, pede que o julgamento no TCU seja adiado até que haja decisão sobre o caso de Nardes.
O advogado-geral da União, Luis Inácio Adams, protocolou na segunda-feira uma arguição de suspeição do ministro Augusto Nardes, relator das contas de 2014 da presidente. A alegação é de que Nardes foi parcial na condução do processo e liberou seu voto pela rejeição antes da análise das defesas da presidente. Com isso, o governo tenta ganhar tempo e adiar o julgamento.
Ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) vêm manifestando em conversas reservadas entre eles a intenção de votar de forma unânime a favor da proposta do relator. O parecer prévio de Nardes é pela rejeição das contas.
Para que o plenário valide esse parecer, são necessários pelo menos cinco dos nove votos levados em conta no julgamento. Essa tendência à unanimidade vem sendo expressa por seis ministros. A posição dos outros três ainda é desconhecida dentro do órgão.

PSDB reavalia apoio a Cunha e estuda ‘saída honrosa’ para o presidente da Câmara

Eduardo-cunha
O PSDB informou nesta terça-feira ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que vai pedir sua renúncia do cargo caso surjam documentos que comprovem que ele possui contas na Suíça. A avaliação entre os tucanos é que a situação está ficando “insustentável” e já se cogita buscar uma “saída honrosa” para o peemedebista.
A bancada do partido se reúne na tarde desta terça para discutir o assunto. Vários parlamentares da legenda já se manifestaram publicamente em defesa do afastamento de Cunha. O deputado Valdir Rossoni, do Paraná, por exemplo, divulgou nas redes sociais as fotos de Dilma e Cunha com uma pergunta: “Quem faz mais mal ao Brasil?”. “Se o MP confirmar (as contas de Cunha na Suíça) a situação de Cunha ficaria insustentável”, diz o deputado Vanderlei Macris (SP).
Na semana passada, o Ministério Público suíço comunicou à Procuradoria-Geral da República no Brasil a transferência de autos de uma investigação criminal aberta no país europeu que identificou ao menos quatro contas atribuídas a Cunha e parentes. Pelo menos US$ 5 milhões teriam sido bloqueados. De acordo com os procuradores da Suíça, ele foi informado sobre o bloqueio das contas – antes, Cunha negara que tivesse sido avisado pelo país europeu.
O presidente da Câmara já foi denunciado no Supremo Tribunal Federal por corrupção e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de receber propina de US$ 5 milhões em contratos de navios-sonda da Petrobrás. Cunha nega envolvimento com os crimes investigados pela Operação Lava-Jato e sustenta que não possui contas na Suíça, a exemplo do que fez em depoimento na CPI da Petrobrás, em março.
Da Agência Estado

Mais de R$ 50 bilhões saem da poupança

poucodinheiroA retirada de recursos superou as aplicações na caderneta em R$ 53,79 bilhões de janeiro a setembro deste ano, informou o Banco Central nesta terça-feira (6). É a maior retirada líquida de valores dessa modalidade de investimento para os nove primeiros meses de um ano desde o início da série histórica do BC, em 1995.
O montante também supera, em muito, o valor de toda a entrada de recursos registrada no ano de 2014 fechado – que foi de R$ 24,03 bilhões.

TSE mantém ação do PSDB para impugnar mandato de Dilma e Temer

dilma_temer
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta terça-feira (6) manter uma ação do PSDB que pede a impugnação dos mandatos da presidente Dilma Rousseff e do vice Michel Temer por suposto abuso de poder político e econômico na eleição de 2014. A ação tinha sido arquivada e agora os ministros decidiram reabri-la.
Por cinco votos a dois, a maioria dos ministros reverteu uma decisão pelo arquivamento dada em fevereiro pela ministra Maria Thereza de Assis Moura . Em outras sessões, já haviam votado pela continuidade os ministros Gilmar Mendes, João Otávio de Noronha, Luiz Fux e Henrique Neves. Contra, havia votado somente Maria Thereza.
O PSDB aponta na ação abuso de poder político, econômico e fraude na campanha do PT do ano passado, o que, segundo os tucanos, tornaria “ilegítima” a eleição de Dilma. A acusação mais grave aponta “financiamento de campanha mediante doações oficiais de empreiteiras contratadas pela Petrobras como parte da distribuição de propinas”, suspeita investigada na Operação Lava Jato.

CCJ da Câmara aprova projeto que permite pedir à justiça remoção de conteúdos da internet

internet sexoA Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou hoje (6) o projeto de lei (PL) 215/20125 que modifica o Marco Civil da Internet. Apesar das polêmicas, os deputados mantiveram o chamado direito ao esquecimento e a remoção de conteúdos da internet.
Os deputados aprovaram o substitutivo do relator, deputado Juscelino Filho (PRP-MA), sem mudanças. O texto permite a qualquer pessoa requerer na Justiça a remoção de conteúdo que “associe o seu nome ou imagem a crime de que tenha sido absolvido, com trânsito em julgado, ou a fato calunioso, difamatório ou injurioso”.
O projeto, que agora segue para o Plenário, também amplia as informações de identificação de usuários da internet, como CPF, conta de e-mail e telefone, que podem ser solicitadas sem autorização da Justiça, assim como filiação e endereço do autor de páginas ou comentários.

Mulheres elegem tamanho e largura do pênis ideal


Mulheres elegem tamanho e largura do pênis ideal
Foto: Getty Images
 No estudo, 75 mulheres tiveram 100 moldes de pênis diferentes à disposição, com variações de larguras e comprimentos, e escolheram aqueles que pudessem satisfazer melhor seus desejos em diferentes circunstâncias, como parceiros para um relacionamento mais duradouro ou apenas um sexo casual.

Para os parceiros de longo prazo, as mulheres escolheram um tamanho com 16 centímetros de comprimento por 12,2 centímetros de espessura. As medidas eleitas para o sexo casual foram maiores: 16,3 centímetros de tamanho e 12,7 centímetros na sua circunferência.
"As nossas mulheres participantes preferiram os pênis que estavam um pouco acima da média", disse ao site "PLOS One" a psicofisiologista sexual Nicole Prause, uma das responsáveis pela pesquisa. A média do pênis ereto entre a população americana é de 15,2 centímetros de comprimento por 12,7 centímetros de espessura.
O que elas odeiam no sexo? Veja na galeria abaixo
1. Obsessão pelo orgasmo da parceira: "A impressão é a de que o orgasmo feminino existe para satisfazer o ego masculino". Foto: Thinkstock/Getty Images
2. Homem muito afobado: "Ele não quer perder tempo, quer chegar e penetrar. Vai, coloca e acabou". Foto: Thinkstock/Getty Images
3. Insegurança: "Está bom? Você gosta? E assim? E daquele jeito? É muito chato. Mostre que sabe o que faz". Foto: Thinkstock/Getty Images
4. Se preocupar só com o desempenho: "Esquece que ao redor dos genitais tem uma pessoa. Se concentra apenas nos buracos". Foto: Thinkstock/Getty Images
5. Ficar perguntando o que a mulher acha do seu pênis. Foto: Thinkstock/Getty Images
6. Desleixo com a cueca: "O homem tem fetiche pela calcinha, a mulher também quer uma cueca limpa". Foto: Thinkstock/Getty Images
7. Higiene. "A mulher quer um pênis cheiroso. Isso é básico", avalia Amaury. Foto: Thinkstock/Getty Images
8. Insistir para não usar camisinha, inclusive com o papo de confiança e de que não tem problema. Foto: Thinkstock/Getty Images
9. Transar, olhar para o relógio e ir embora. Foto: Thinkstock/Getty Images
10. Enfiar a língua dentro da orelha como se a sua vida dependesse disso. Foto: Thinkstock/Getty Images
"Para maximizar as chances de receber todos os benefícios na hora do sexo, faz sentido que as mulheres prefiram um pênis com uma circunferência maior, já que esse traz a glande do clitóris mais perto do ponto de atrito e também estimula ainda mais o clitóris internamente", completou Prause.
Um dado curioso foi constatado no estudo. Das 75 moças que participaram do experimento, 20% admitiram que terminaram relacionamentos por conta do pênis pequeno dos seus respectivos homens. Por outro lado, 6,6% afirmaram o membro grande do parceiro foi o responsável pelo término do namoro ou casamento.

Presidente do PSB, Edelo Ferrari participa de evento de sua legenda em Cuiabá

Fábio Garcia, Edelo Ferrari, Mauro Mendes (prefeito de Cuiabá) e Oscar
Presidente do PSB de Brasnorte, o empresário Edelo Ferrari participou no dia 26 de setembro de Encontro Estadual da legenda ocorrido nas dependências do Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá. Na companhia de Edelo, estavam o vice-presidente Glauco Bruno e a secretária geral Patrícia Rocha.

O evento com a finalidade de empossar a nova diretoria estadual do PSB contou com a presença dos deputados federais Fábio Garcia e Adilton Sachetti, dos deputados estaduais Eduardo Botelho, Max Russi e Oscar Bezerra e do prefeito da capital, Mauro Mendes.

Em contato com o Diário de Tangará no início desta semana o empresário contou que foi muito gratificante participar desse encontro estadual. Ele disse que teve a oportunidade de conhecer e se tornar ainda mais conhecido das principais lideranças de seu partido no estado de Mato Grosso.

Edelo Ferrari participou durante o evento de várias palestras, entre elas, “Legislação Eleitoral”, “Marketing Político” e “Como formar um time de vencedor” – esta proferida pelo ex-jogador de basquete Oscar Schimdt.

PRÉ-CANDIDATURA – Em entrevista ao Jornal da Amazônia, mês passado, o empresário Edelo Ferrari confirmou que seu nome está à disposição da sociedade brasnortense para uma possível candidatura majoritária em 2016. Caso seja viabilizado, deverá contar com apoios irrestritos da bancada federal e estadual de seu partido. Veja Imagens do evento... 
Edelo ladeado pelos pelos deputados: Max, Fábio e Oscar

Edelo e Patrícia Rocha
No auditório
Com o federal Fábio Garcia

Glauco Bruno, Fábio Garcia e Edelo Ferrari

Auditório lotado

Fábio Garcia, Edelo Ferrari, Mauro Mendes (prefeito de Cuiabá) e Oscar





Policiais lançam campanha contra a ‘policiofobia’

pracas_PM
Representantes da Ordem dos Policiais do Brasil lançaram uma campanha contra a ‘policiofobia’, termo usado para designar a promoção do ódio, preconceito, descrédito e desmoralização das forças de segurança do País. A campanha foi lançada no último domingo (4) e pede que haja uma união entre a sociedade e os policiais para combater a fobia contra os policiais e a criminalidade no país.
A campanha faz um apelo à população para que apoiem os policiais. “Não se combate a criminalidade vestindo camisas brancas e pedindo paz (…). É preciso que a sociedade entenda em sua plenitude o velho adágio romano: si vis pacem, para bellum, que, nos dias de hoje, significaria: se queres paz, apoie a polícia”.

Após gasolina, usinas reajustam etanol em 12,3%

tumblr_lzaygzAwdp1qj1kplAproveitando o aumento da gasolina, que foi reajustada em 6% na refinaria desde o dia 1 deste mês, as usinas elevaram o preço do etanol hidratado em 12,3% na semana passada, a maior alta semanal em cinco anos e meio, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP.
O anidro, que é misturado na gasolina, subiu 10,2% entre 28 de setembro e 2 de outubro. O aumento se refere ao reajuste nas usinas e deve chegar ao consumidor, embora o percentual não seja, necessariamente, o mesmo.

O PT comprou o PMDB. Dois partidos “bandidos”

O governo está convencido de que, com a reforma ministerial anunciada ontem, a presidente Dilma Rousseffganhou uma sobrevida. O PT comprou o PMDB. Literalmente. Dois partidos “bandidos” e que se completam.
Apesar do discurso positivo no Planalto, o clima é de apreensão. Mesmo as pessoas mais próximas da presidente admitem que ela deu a última cartada ao ampliar a participação do PMDB no governo. O problema é que Dilma, no desespero, entregou seu mandato a uma ala extremamente podre do partido, um grupo – ou uma gangue, como ressaltam técnicos da equipe econômica – que não tem o menor compromisso com a ética e a fidelidade. Está mais interessado em tirar o maior proveito possível dos bilhões de reais que vai administrar.

Brasileiro planeja gastar menos no Dia da Criança

presenteA próxima data comemorativa esperada pelo setor varejista deve sofrer com os mesmos efeitos da crise econômica que as últimas sofreram, apresentando um menor volume de vendas. Um levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em todas as capitais, mostra que 41,2% dos consumidores pretendem gastar menos com presentes no Dia das Crianças deste ano, na comparação com a mesma data do ano passado.
Em 2015, o indicador do SPC Brasil de consultas para vendas a prazo mostrou recuo em todas as datas comemorativas até agora, na comparação com o ano anterior: -4,93% na Páscoa; -0,59% no Dia das Mães; -7,82% no Dia dos Namorados e -11,21% no Dia dos Pais. Segundo o presidente da CNDL, Honório Pinheiro, a sondagem das vendas para o Dia das Crianças mostra que, assim como nas demais datas comemorativas, o resultado de vendas deve ficar abaixo do registrado em 2014.

TSE deverá abrir investigação inédita contra campanha de Dilma e Temer

temerdilmaO TSE (Tribunal Superior Eleitoral) deve abrir hoje investigação contra a campanha da presidente Dilma Rousseff e do vice-­presidente Michel Temer.
A decisão atende a um pedido do PSDB, que pretende esquadrinhar as contas das eleições de 2014 referentes à chapa presidencial para saber se houve desvio de recursos da Petrobras para a campanha.
É a primeira vez que a corte abrirá uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime) contra um presidente empossado.
O instrumento está previsto na Constituição mas nunca foi usado. A única tentativa tinha sido a de discutir, em 2011, se Dilma poderia presidir o Brasil já que havia uma “suspeita” de que ela era búlgara (a presidente é brasileira nata).
A Folha apurou que o placar hoje será desfavorável ao governo, com ao menos quatro dos sete magistrados votando pela abertura das contas. Será a primeira vez que o tribunal decidirá que um presidente e um vice já empossados sofram uma devassa tão grande em suas contas eleitorais.A investigação poderá, por exemplo, compartilhar provas com outros tribunais. Isso significa que depoimentos prestados por delatores na Operação Lava Jato poderão ser examinados pelos ministros do TSE e incluídos entre os elementos que constituiriam evidências ou provas de que a campanha de Dilma e Temer usou recursos obtidos de forma irregular.

Você não disse que tinha pago essa porra, Lula!!!

pago essa porra

Cristo Redentor é iluminado de rosa para conscientizar sobre o câncer de mama

978762-05102015-_dsc3324
Dentro das ações do Outubro Rosa, mês de conscientização para o combate ao câncer da mama, o monumento Cristo Redentor recebeu pacientes que enfrentam a doença para marcar a campanha e foi iluminado com a cor de rosa. Houve apresentação musical com a DJ Scarlet e a violinista Daiana Mazza e uma missa foi celebrada no local.
A presidenta da Fundação Laço Rosa, uma das entidades promotoras do evento, Marcelle Medeiros,  diz que a estimativa é que 57 mil novos casos devem ser diagnosticados no Brasil este ano. Segundo ela, a campanha Outubro Rosa, que tem ações no Brasil desde 2002, ajudou a tornar o assunto mais conhecido e discutido.

Um ano após 1º turno, Dilma contraria discurso, corta programas sociais e penaliza trabalhador

Há um ano, no dia 5 de outubro de 2014, a presidente Dilma Rousseff vencia o primeiro turno da eleição presidencial depois de uma dura campanha contra seus adversários, a quem imputava a vontade de governar para os bancos e mexer em programas sociais. Hoje, o eleitor vê o governo federal reduzir direitos, cortar programas sociais e aumentar juros, sem conseguir controlar a inflação.
“A rejeição recorde da presidente prova que a população não aceita tamanho estelionato eleitoral. Durante a campanha, a presidente acusou a oposição de planejar medidas antipopulares e agora é ela quem as coloca em prática”, critica o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira.
Depois de negar à exaustão a existência de uma grave crise econômica no Brasil, Dilma chamou para sua equipe Joaquim Levy, um economista do Bradesco. Poucos meses depois da eleição, o governo federal propôs alterar regras do seguro-desemprego e da pensão por morte com objetivo de cortar gastos. “A população paga a conta por uma crise provocada pela incompetência da presidente”, disse Siqueira.
Na campanha eleitoral, Dilma também se gabava do tamanho de sua base aliada e colocava em dúvida a capacidade da então candidata do PSB, Marina Silva, de conseguir apoio no Congresso em um eventual governo. “Hoje, a população vê a presidente entregar ministérios importantes em um toma-lá-da-cá para garantir apoio à aprovação de impostos e evitar o risco do impeachment”, afirma.

Menor só poderá atuar como ator e atleta com autorização dos pais

criançaA Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou, nesta terça-feira (6), o PLS 231/2015, que altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para regular a participação de menores em manifestações artísticas e desportivas.
A proposta permite que crianças e adolescentes possam atuar como atores ou atletas, mas desde que haja autorização expressa de seus responsáveis. NO caso de menores de 14 anos, será exigido ainda o acompanhamento na atividade por um dos pais ou responsável, ou autorização judicial específica em sua ausência.

Bancários entram em greve em 20 estados e no Distrito Federal

Os bancários de instituições públicas e privadas entraram em greve, por tempo indeterminado, a partir de hoje (6). A categoria reivindica 16% de reajuste salarial (incluindo reposição da inflação mais 5,7% de aumento real), entre outras demandas, como o fim do assédio moral e das metas abusivas, informou a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). Entre 2004 e 2014, os bancários tiveram 20,7% de ganho real nos salários e 42,1% no piso, conforme a Contraf.
Segundo a Contraf, estão em greve os trabalhadores nos seguintes estados: Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Paraíba, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Roraima, São Paulo, Sergipe, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Rondônia e no Distrito Federal.

Navio com 5 mil cabeças de gado afunda no Pará - fotos e vídeos

(Foto: Reprodução)Um navio de bandeira libanesa afundou, na manhã desta terça-feira (06/10),  após sofrer um acidente no porto de Vila do Conde, em Barcarena, no nordeste do Pará. As informações são do jornal Diário do Pará.

Segundo a Capitania dos Portos, o navio transportava cerca de 5 mil bois, quantidade que ainda não confirmada. 


De acordo com a Capitania, uma equipe já foi enviada para o local para averiguar o ocorrido e dar início às investigações. 

A maior parte do gado foi arrastado pela correnteza enquanto outra permaneceu nas celas, morrendo afogada. O acidente já estaria causando problemas ambientais na área. 

Segundo relatos de uma moradora ao jornal Diário do Pará,  as pessoas que estavam na embarcação já foram resgatadas. Não se sabe o que causou o acidente.

Dilma chegou ao volume morto

Presidente pode enfrentar pedido de impeachment antes do tempo

Diante da intenção do Governo de afastar o relator das contas de Dilma Rousseff no TCU, ministro Augusto Nardes, parlamentares da oposição indicam que vão tentar o impeachment antes mesmo do julgamento do órgão. Segundo o líder do DEM, deputado Mendonça Filho, o Congresso não vai esperar o órgão para tratar da questão: “O pedido está baseado nas pedaladas que já foram rejeitadas pelo TCU, não precisa da aprovação das contas. A rejeição apenas reforçaria a tese”, afirmou.

Deputado quer PM matando mais no Brasil

O polêmico deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) mais uma vez quebrou o decoro parlamentar ao defender a execução sumária de suspeitos pela Polícia Militar. O deputado, antes de ofender os funcionários da Anistia Internacional, afirmou que a alta letalidade policial no Brasil ainda é pequena, mesmo que nós tenhamos umas das polícias que mais mata no mundo.
Em vídeo postado pelo seu filho, o também deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), o parlamentar fluminense afirmou que “violência se combate com violência”, e não com bandeiras de direitos humanos, como as defendidas pela Anistia Internacional: “Eu acho que essa Polícia Militar do Brasil tinha que matar é mais. Quase metade dessas mortes são em combate, em missão. Então, a Anistia Internacional está na contramão do que realmente precisa a segurança pública do nosso país”, afirmou.

Bancários entram hoje em greve em todo o país

greve_bancarios
Bancários de instituições públicas e privadas de todo o país iniciam nesta terça-feira (6) greve por tempo indeterminado. Eles querem reajuste salarial de 16% (reposição da inflação mais 5,7% de aumento real), entre outras reivindicações.
A paralisação foi decidida depois mais de 40 dias de negociações entre representantes dos trabalhadores e a Federação Nacional dos Bancos. A Fenaban ofereceu 5,5% de reajuste para os salários e vales. A proposta inclui abono de R$ 2,5 mil, não incorporado ao salário.
“Esse aumento proposto pelos bancos é inimaginável”, disse o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), Roberto von der Osten. “Reividicamos também garantia de emprego, melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas que adoecem os bancários, e igualdade de oportunidades”, acrescentou. Os bancários também pedem participação no lucros equivalente a três salários mais R$ 7.246,82.
Em nota, a Fenaban informou que continua aberta às negociações e que a proposta apresentada às lideranças sindicais prevê a participação nos lucros dos bancos, de acordo com uma fórmula que, aplicada, por exemplo, ao piso de um caixa bancário, de R$ 2.560,00, pode garantir até o equivalente a quatro salários. Quanto à participação nos lucros, a entidade propõe a distribuição de 5% a 15% do lucro líquido aos bancários, como regra básica, além da parcela adicional que distribui mais 2,2% do lucro de cada instituição.

Oposição quer criar “impeachômetro”

Líderes pró-impeachment esperam o fim do julgamento das contas do governo no Tribunal de Contas da União (TCU) para fortalecer um clima no Brasil pela saída de Dilma Rousseff da presidência, criando ações para que isso ocorra. As informações são da Folha de S.Paulo.
O plano prevê a estruturação de acampamentos na porta da casa de parlamentares contrários ao afastamento da presidente e a construção de um placar, que seria instalado nas principais capitais do País, para servir de termômetro que mediria a evolução de votos dos deputados contrários e a favor ao impeachment.
A novidade seria parecida com o conhecido “impostômetro”, painel luminoso da Associação Comercial de São Paulo que registra diariamente os impostos arrecadados pelo governo federal. A atualização do “impeachômetro” seria feita com base em enquetes diárias realizadas pelos próprios parlamentares.

"Eu errei", afirma pastor em relação a vídeo sobre boato de terra de cemitério em colchões

Pastor Alisson Rafael dá sua versão do fato (Foto: Parecis.Net)Pastor Alisson Rafael dá sua versão do fato (Foto: Parecis.Net)
O pastor Alisson Rafael, de uma igreja de Campo Novo do Parecis deu sua versão sobre o boato que se espalhou em uma rede social e que deu grande repercussão. No vídeo, ele afirma que a terra usada nos colchões da empresa Gazin, são oriundas do cemitério.
A repercussão foi tão grande que, um diretor do Grupo Gazin esteve em Campo Novo do Parecispara fazer um boletim de ocorrência. O diretor falou ser uma calúnia o que disseram sobre a substância colocado nos colchões, que na verdade nada mais é do que um produto usado para conter a umidade.

Versão do Pastor

No dia 29, o pastor afirmou ter recebido um telefonema de uma família por volta da meia-noite, dizendo ter recebido um vídeo em que mostra que o produto usado nos colchões da empresa Gazin, são provenientes de terra de cemitério.
Segundo o Pastor, a família entrou em desespero. "baseado na minha fé e naquilo que nós cremos, as demais pessoas que abriam suas camas e encontravam aquela substância, me pediram para que eu como pastor, fizesse um vídeo alertando sobre o fato, passar para as pessoas para acalmá-las. Por isso coloquei o meu rosto, falei que eu era pastor, para dar às pessoas o conforto e a segurança e que aquilo não causaria mal a ninguém, tudo isso baseado no vídeo que circulava em uma rede social", disse o Pastor.
- A afirmação que fiz, infelizmente é equivocada. Porque me baseei na emoção de ver a família desesperada e no vídeo, (o vídeo em questão é um boato sobre o mesmo teor produzido por alguém do estado do Acre há aproximadamente dois meses).
- Essa divulgação foi totalmente contrária ao objetivo que eu tinha. Não tive o objetivo de denegrir a imagem da Gazin nem do senhor Mário Gazin. A única intenção do vídeo era trazer paz naquela situação que a família passava. Eu errei em afirmar, sem conhecimento técnico, uma coisa baseado em um vídeo.
- Após eu ter o conhecimento da repercussão, pedi para as pessoas não divulgarem mais o conteúdo, pois não era essa a minha intenção (denegrir a imagem da Gazin) confusão.
- Estou me retratando publicamente nas redes sociais, sites e televisão, pedindo perdão pelo meu erro. Sou pastor, mas sou ser humano e falhei mesmo, eu errei.
- Assim como eu afirmei uma coisa sem saber antes, que as pessoas quando verem meu vídeo avaliem meu erro e levem para a vida. Não reproduzam este tipo de conteúdo sem ter a certeza do que está falando, para não errar na mesma linha que eu errei.