11 de outubro de 2015

Baiano diz que pagou R$ 2 milhões em contas do Lulinha

lulinha2
O lobista Fernando Baiano afirmou em delação premiada que pagou cerca de R$ 2 milhões referentes a despesas pessoais do filho mais velho de Lula, Fábio Luis Lula da Silva, conhecido como Lulinha. Este é apenas um aperitivo do que vem por aí. O ministro do STF, Teori Zavascki acaba de homologar o acordo de delação premiada de Baiano, o homem que promete abalar profundamente o cenário político nacional.
Fernando Baiano, que se encontra preso em Curitiba, é o homem bomba do PMDB e pode detonar figuras como o presidente do Senado, Renan Calheiros, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha e as principais lideranças do PMDB. As informações foram obtidas por Lauro Jardim, um dos jornalistas mais bem informados do país, na estreia de sua coluna no jornal O GLOBO.
A delação torna o filho de Lula mais um dos alvos do juiz Sérgio Moro, o homem à frente da Operação Lava Jato. Como a delação ocorreu num depoimento no âmbito da investigação, não há nada que impeça que o juiz solicite a quebra de sigilo bancário e fiscal de Lulinha. Em breve, Lulinha poderá ser intimado à depor em Curitiba para dar explicações sobre os favores que recebeu do lobista no valor de R$ 2 milhões.

Terceirizada, mulher de Eduardo Cunha venceu ação trabalhista contra a TV Globo

claudia_cordeiroA matéria não é recente, mas agora ganha repercussão após a esposa do deputado Eduardo Cunha, jornalista Cláudia Cordeiro Cruz, ser citada no uso das contas que o marido teria no exterior. Ex-apresentadora da TV Globo que prestava serviços como terceirizada para a emissora entre os anos 1989 e 2001, Cláudia ganhou ação no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em 2008, obrigando a empresa da família Marinho a contratá-la com carteira assinada e com todos os direitos trabalhistas.
O caso ganhou notoriedade na imprensa nesta semana pelo fato de a jornalista ser mulher de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara e um dos principais articuladores do projeto de lei 4330/04, que regulamenta e autoriza a terceirização para todas as atividades trabalhistas no Brasil. O fato curioso é que, se a terceirização do trabalho fosse válida há 15 anos, a mulher de Cunha não teria vencido a disputa com a Rede Globo.
Cláudia foi repórter e apresentadora de programas como “Jornal Nacional”, “Jornal da Globo”, “Bom Dia Rio”, “Jornal Hoje”, entre outros. De acordo com o Portal da Imprensa, a jornalista prestava serviços à TV Globo através de uma empresa criada em seu nome (C3 Produções Artísticas e Jornalísticas), o famoso PJ (Pessoa Jurídica), com contratos de “locação de serviços”.
Após Cláudia sofrer uma faringite, a TV Globo informou que o contrato da jornalista não seria renovado. A jornalista usou a faringite, que é considerada doença ocupacional, como base para a ação trabalhista que moveu contra a emissora. Além de pedir vínculo de emprego, a jornalista pediu no processo o ressarcimento das despesas e indenização por danos morais, já que passou por uma cirurgia por causa da doença, e nenhuma despesa foi paga pela TV Globo.
Com base em depoimentos de um editor da emissora, o TRT do Rio de Janeiro reconheceu a existência de vínculo empregatício, uma vez que a jornalista tinha de cumprir horário de trabalho e relação de subordinação com a Globo, características que comprovam o vínculo de trabalho, condenando a emissora a registrar Cláudia em carteira de trabalho por todo o período de contrato, entre maio de 1989 e março de 2001.

Deputados questionam no Supremo ações de Eduardo Cunha

Dois mandados de segurança foram protocolados por deputados federais no Supremo Tribunal Federal (STF) contra ritos seguidos na Câmara dos Deputados pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Os mandados foram entregues nesta sexta-feira (9) pelos deputados Rubens Pereira Júnior (PCdoB-MA) e Wadih Damous (PT-RJ). Eles questionam a tramitação adotada para recursos nos quais contestam resposta de Cunha sobre o rito a ser adotada da Câmara para a votação de pedidos de impeachment.
Pereira Júnior explicou que durante uma sessão, parlamentares apresentaram questão de ordem à Casa sobre como seria o rito de cassação de presidente do Executivo por crime de responsabilidade. Segundo ele, Cunha teria usado em sua resposta elementos que não estariam na lei. “Ele aplica ora o regimento interno e ora cria novo processamento, e a Constituição Federal é bem clara” disse ele.

Eduardo, Agripino e Dilma serão o “foco da semana”

Da senadora Fátima Bezerra:
– A semana começa com o deputado Eduardo Cunha dedicado a justificar as novas denúncias que lhe foram imputadas e com a abertura de processo no STF contra o senador José Agripino por corrupção e lavagem de dinheiro. Que fique claro: não quero aqui fazer julgamento prévio, apesar da gravidade da situação. Que os dois se defendam e provem que são inocentes. Ou que a Justiça, após investigação dos órgãos de controle, os julgue – e os penalizem, se os considerarem culpados.

Soberba, autoritarismo, incompetência

dilma de banda
Dilma Rousseff reclama e cobra dos novos ministros o apoio parlamentar que imaginou que estava comprando com a última “reforma” do Ministério, mas parece não se dar conta da armadilha em que se meteu no desespero para salvar seu mandato: o gigantesco aparelho estatal jamais será suficientemente grande para saciar o apetite dos políticos espertos que se sentem fortes para obter vantagens de um governo politicamente fraco.
E a ironia dessa situação é que ela é produto exatamente da soberba e do autoritarismo com que o lulopetismo pretendeu eternizar-se no poder, estimulando o fisiologismo para obter uma base de apoio parlamentar ampla “como nunca antes na história deste país”. Funcionou enquanto Lula e o PT, num período de prosperidade, contaram com respaldo popular. Mas aí veio à luz, graças à incompetência de Dilma Rousseff, a insustentabilidade do modelo populista. E, hoje, o governo que prometia o paraíso está reduzido à humilhante condição de refém do que existe de pior na política brasileira.
Soberba e autoritarismo. Esse o binômio que caracterizou a ascensão e decretou a decadência do modelo lulopetista de governar.
É curioso notar que, em suas origens, aquilo que se pode chamar de núcleo gerador do Partido dos Trabalhadores (PT) era um movimento sindical restrito à elite do operariado industrial, os empregados da emergente e próspera indústria automotiva, concentrada no ABC paulista. Luiz Inácio da Silva projetou-se no panorama político nacional porque seu carisma e sua capacidade de liderança tinham um foco muito bem definido: os interesses da categoria especial de trabalhadores que representava. Nessa época Lula não escondia que tinha ojeriza pela política.
Estado de São Paulo

Dilma vai comprar todos temendo o impeachment. Ela é capaz de tudo!

Na próxima terça-feira, 13, Dilma Rousseff se reunirá com os integrantes da coordenação política do governo e levará o assunto ao encontro. A intenção é se posicionar e montar uma estratégia para barrar o avanço do pedido de afastamento. O governo tem trabalhado para ampliar o diálogo com a base e cumprir os acordos de distribuição de emendas e cargos de segundo e terceiro escalão determinados na configuração anterior da articulação política.

Descobertas mais contas secretas de Cunha na Suíça

dinheiro_fabricaAlém de contas secretas no Julius Baer, Eduardo Cunha guardava dinheiro em outro banco suíço, o BSI. A informação consta dos documentos enviados pelo Ministério Público da Suíça às autoridades brasileiras na semana passada. O BSI, que desde julho é controlado pelo brasileiro BTG Pactual, não confirma a informação dos procuradores suíços.
Evidentemente, não há qualquer conta em nome do presidente da Câmara. Segundo o dossiê recebido, porém, Cunha seria o beneficiário final das contas. Segundo Lauro Jardim – O Globo, existem quatro contas bloqueadas no BSI a pedido da Lava-Jato. Uma delas pertence ao ex-operador de (parte do) PMDB na Petrobras João Augusto Henriques, cujo bloqueio ocorreu em novembro. No depoimento à PF, Henriques admitiu que fez transferências de dinheiro para uma conta de Cunha no exterior.

Falta d’água pode contribuir para mais casos de chikungunya, diz professor

As febres chikungunya e zika vírus trazem diversas preocupações para o país. Uma delas pode estar relacionada à crise no abastecimento de água em diversos estados brasileiros, que pode facilitar a proliferação do mosquito Aedes aegpyti, transmissor das duas doenças, embora não haja ainda uma comprovação científica sobre isso, diz Rivaldo Venâncio da Cunha, professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul e pesquisador da fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).
Ao participar do 32º Congresso Brasileiro de Reumatologia, Cunha disse que a proliferação do mosquito e o consequente aumento dos casos preocupam, em primeiro lugar, por que são doenças relativamente novas no país. “Portanto, a rede de saúde e os profissionais de saúde ainda não estão habituados a identificar esses casos. E preocupa também porque a inexperiência clínica para lidar com esses casos tem dificultado o diagnóstico precoce. “E uma das razões, especialmente em relação ao chikungunya, que podem contribuir para uma evolução desfavorável ou crônica é justamente o diagnóstico tardio”, alertou o pesquisador.
Segundo Cunha, outro fator que preocupa é que as doenças são transmitidas pelo mesmo mosquito, que também transmite a dengue, e existe em milhares de cidades no país. “Conhecemos as condições ambientais nas quais o mosquito prolifera. E a associação com as dificuldades no abastecimento de água tem contribuído, aparentemente, para a proliferação em relação à dengue”.

Círio de Nazaré leva 2 milhões de fiéis às ruas de Belém

cirio_nazare
Manifestações de fé, emoção e solidariedade transformaram a capital paraense neste domingo. O Círio de Nazaré, maior procissão católica do país, reuniu mais de 2 milhões de pessoas em Belém, de acordo com a organização do evento. A romaria ocorre todo segundo domingo de outubro.
Durante as cinco horas de procissão, paraenses e devotos brasileiros e estrangeiros pagaram promessas e prestaram homenagens à Nossa Senhora de Nazaré, considerada padroeira do Pará e Rainha da Amazônia. A imagem peregrina da santa partiu da Catedral de Belém, no Largo da Sé, às 6h30, após missa celebrada pelo Arcebispo metropolitano de Belém, dom Alberto Taveira.
O percurso, de 3,6 quilômetros, foi concluído por volta das 11h30, quando então a imagem chegou à Praça Santuário. Cerca de 7 mil pessoas conduziram a corda que puxa a berlinda com a imagem de Nossa Senhora. Considerada um grande símbolo da festa, a corda tem 400 metros e é disputada centímetro a centímetro pelos fieis.

Professores das federais aprovam fim da greve entre 13 e 16 de outubro

Os professores em greve das Instituições Federais de Ensino (IFE) aprovaram a saída unificada da greve nacional entre 13 e 16 de outubro, segundo comunicado divulgado hoje (9), pelo Comando Nacional de Greve (CNG) do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN). Os professores estão em greve desde o dia 28 de maio.
Segundo o sindicato, a greve, que já ultrapassou os 131 dias, é a mais longa da história das instituições. A decisão pelo fim da greve foi aprovada por ampla maioria dos professores durante as assembleias nas bases entre 6 e 8 de outubro. De acordo com balanço da entidade, a paralisação atingia 33 instituições federais, entre universidades e institutos federais.

Dilma retorna a Brasília após viagem a Porto Alegre

dilma bravaApós passar menos de 24 horas em Porto Alegre, a presidenta Dilma Rousseff desembarcou hoje (11) em Brasília por volta das 15h. Ela viajou nesse sábado (10) para a capital gaúcha, onde moram a filha e o neto.
Até o momento, não estão previstos compromissos oficiais na agenda presidencial neste domingo e segunda (12), feriado de Nossa Senhora Aparecida.
Ontem, antes de deixar Brasília, a presidenta reuniu o novo núcleo duro do governo no Palácio da Alvorada, residência oficial.