28 de outubro de 2015

Partidos arrancam R$ 1 bilhão do contribuinte

Deu no Cláudio Humberto:
cofre_vazioA crise atormenta os brasileiros, mas não os partidos, que só este ano já tomaram R$ 608 milhões do fundo partidário, que sai do bolso do contribuinte. Pior: até dezembro, embolsarão R$ 867 milhões no total. A tunga, que na prática consagra o financiamento público, pode chegar a R$ 1 bilhão: o relator do Orçamento, Ricardo Barros (PP-PR), quer acrescentar R$ 600 milhões aos R$ 311 milhões previstos para 2016.

Mossoroense será nova cantora da banda Calypso

tabata
Mossoró Hoje – A cantora mossoroense Thábata Mendes é a nova vocalista da banda Calypso. A informação foi confirmada pelo jornal Extra, do Globo. Segundo o jornal, a cantora será apresentada na próxima semana à imprensa. O material de divulgação está sendo produzido.
O Extra informa ainda que a mossoroense já se prepara para cantar nos palcos com a banda paraense. Thábata Medes tem 28 anos, começou sua carreira artística aos 9 anos. A família é circense e a menina se apresentada nos picadeiros como malabarista e também palhaça.

Processo contra Cunha na Câmara começa a tramitar no início de novembro

eduardo-cunhaO processo contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), começa a tramitar no Conselho de Ética a partir do próximo dia 03 de novembro. O presidente do colegiado, deputado José Carlos Araújo (PSD-BA), disse hoje (28) que o prazo para que a Mesa Diretora encaminhe a representação terminou às 19h de ontem (27) e ele aguarda até o final do dia de hoje para receber o documento. A Mesa tem reunião marcada para o meio-dia e Cunha, que preside as discussões, já antecipou que vai pedir para que outro parlamentar assuma o comando do encontro, quando o tema for colocado em pauta.
O processo enviado para a Mesa no último dia 14 teria de ser devolvido, após três sessões ordinárias. Inicialmente, Araújo esperava começar o andamento ontem, mas como ao longo de outubro a Câmara teve diversas sessões extraordinárias, as três ordinárias só foram concluídas ontem.

Julgamento de Silval Barbosa e Marcel de Cursi é adiado


O julgamento do mérito dos habeas corpus que visam à soltura do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e do ex-secretário de Estado de Fazenda, Marcel de Cursi, que ocorreria na tarde desta quarta-feira (28), foi adiado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Eles estão presos desde setembro,em decorrência da Operação Sodoma, que investiga suposto esquema de corrupção e lavagem de dinheiro, por meio de cobrança de propina para a concessão de incentivos fiscais pelo Prodeic (Programa de Desenvolvimento Econômico e Industrial de Mato Grosso).

No caso de Silval Barbosa, o adiamento ocorreu porque o desembargador Pedro Sakamoto, da 2ª Câmara Criminal, não poderá comparecer à sessão, em razão de problemas de saúde.

Secretário envia foto de mulher de calcinha em grupo no Whats


O celular pessoal do secretário de Justiça do Distrito Federal João Carlos Souto, foi usado para mandar fotos sensuais a um grupo de WhatsApp com o governador Rodrigo Rollemberg, o vice, Renato Santana, a primeira-dama, Márcia Rollemberg, presidentes das empresas públicas e os chefes das outras 15 pastas do Executivo local.

Ele nega que tenha sido o responsável por enviar as imagens e disse que o aparelho também é usado por familiares.

Os três registros mostram uma loira de bruços, apenas de calcinha, sobre uma cama. Souto, que é casado e tem filhos, afirmou não conhecer a mulher. Ele disse ainda ao G1 que preferia não dizer quem enviou as imagens, para não expor outras pessoas.

Governo revisa de novo meta fiscal de 2015 e vê rombo de R$ 51,8 bilhões

dinheiro pelo raloA equipe econômica vai encaminhar nesta terça-feira (27) ao Congresso Nacional uma correspondência revisando para baixo a meta fiscal de 2015 – que ficará novamente no vermelho e que, pelas estimativas do governo federal, terão um rombo recorde, apesar do aumento de vários tributos.
De acordo com o comunicado que será encaminhado pelos ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e do Planejamento, Nelson Barbosa, ao Legislativo a nova meta fixada para 2015 é de um déficit primário (despesas maiores do que receitas, sem contar os juros da dívida pública) sem precedentes de R$ 51,8 bilhões, o equivalente a cerca de 0,8% do Produto Interno Bruto (PIB), informou Hugo Leal, relator do projeto de lei que altera a meta fiscal deste ano, após reunião com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, nesta terça-feira (27).

Prefeitos anunciam acordo por alíquota de 0,38% para CPMF

downloadEntidades de prefeitos anunciaram nesta terça-feira (27) um acordo com o Palácio do Planalto para que a nova CPMF tenha alíquota de 0,38% (0,20% para a União; 0,09% para estados; e 0,09% para municípios).
Criada no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) com o objetivo de financiar a saúde, a Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF) foi extinta pelo Congresso Nacional em 2007. À época, também tributava as operações financeiras em 0,38%.

Câmara finaliza parecer favorável a pedido de impeachment contra Dilma

A área técnica da Câmara dos Deputados está finalizando parecer em que recomenda ao presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB­RJ), que dê seguimento ao principal pedido de impeachment contra Dilma Rousseff.
A informação apurada pela Folha de São Paulo com aliados de Cunha diz respeito ao pedido assinado pelos advogados Hélio Bicudo (ex­petista), Miguel Reale Júnior (ex­ministro da Justiça de Fernando Henrique Cardoso) e Janaína Paschoal, documento que é chancelado pelos principais partidos de oposição e por movimentos de rua anti­Dilma.
Segundo a Folha apurou, a recomendação técnica, que é sigilosa, será entregue a Cunha ainda nesta semana. E será sucinta: afirmará apenas que o pedido se enquadra nos requisitos da lei 1.079/50 (que trata do impeachment), no regimento interno da Câmara, e que traz em seu escopo elementos que apontam a indícios de participação da presidente em supostos crimes de responsabilidade.

PT pede que TSE investigue contas da campanha presidencial de Aécio Neves

aecio davila
O PT entrou hoje (27) com uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na qual pede abertura de investigação sobre supostas irregularidades na contas de campanha presidencial do senador Aécio Neves (PSDB-SP), candidato derrotado à Presidência da República em 2014.
Por meio de análise própria dos dados financeiros entregues ao TSE pela campanha de Aécio Neves, o partido alega que há problemas fiscais em 78% dos recibos apresentados na prestação de contas. Com base no lavantamento, o PT pediu também ao TSE a rejeição das contas do candidato, que ainda não foram julgadas e estão sob a relatoria da ministra Maria Theresa de Assis Moura.
De acordo com o coordenador jurídico Flávio Caetano, a contabilidade apresentada pela campanha de Neves fez lançamentos que não constam em extratos bancários “com indício de caixa 2”, usou recursos do Fundo Partidário e fez gastos antes da abertura de contas destinadas para receber os recursos para a campanha, conforme prevê a legislação eleitoral.

Comissão especial aprova alterações no Estatuto do Desarmamento

armasApesar dos protestos, a comissão especial destinada a votar alterações no projeto de Lei (PL) 3.722/12, que modifica o Estatuto do Desarmamento, aprovou por 19 votos a 8 o texto-base do substitutivo proposto pelo deputado Laudivio Carvalho (PMDB-MG). Além de afrouxar as exigências para compra e porte de armas, o projeto reduz de 25 para 21 anos a idade mínima dos que podem comprá-las.
Os destaques ao projeto, agora chamado Estatuto de Controle de Armas de Fogo, devem ser votados pela comissão especial na próxima terça-feira (3). Pela proposta, basta cumprir os requisitos formais previstos na lei para adquirir e portar armas de fogo para legítima defesa ou proteção do próprio patrimônio. O texto também autoriza o porte de armas para deputados e senadores.

PT defende autonomia da PF só até certo ponto

detetiveEstaJosias de Souza destaca que, no governo e no PT, como se sabe, todos defendem a autonomia da Polícia Federal e a independência da Procuradoria da República. Todas as correntes que coabitam o PT são ninhos de inconformismo com a corrupção. Mas tudo tem limite.
Em reunião do seu Diretório Nacional, nesta quinta-feira (29), o PT divulgará um documento em que proclamará outra unanimidade partidária: Lula e seus familiares, por imaculados, não estão sujeitos a nenhum tipo de investigação.
Assim, o PT convive harmonicamente com a ideia de que é possível viver em dois países simultaneamente. No Brasil da boca pra fora, as boas intenções substituem os fatos. No Brasil real, os fatos desvirtuam as boas intenções. Se Deus descer na reunião do Diretório do PT e ordenar ao partido que opte entre os Lula da Silva e o aparato investigativo do Estado, o petismo daria uma ingela resposta: danem-se os delegados e os procuradores.

Informação sobre prisão de Cunha e afastamento de Dilma movimenta mercado financeiro

dilmacunhaUma informação publicada hoje (28), no jornal Estado de São Paulo, já mexeu com o mercado financeiro.
Foi divulgada ontem a notícia que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, poderia pedir ao STF a prisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha.
Em contrapartida, Cunha poderia levar adiante o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff ainda essa semana.

Bancários terminam greve e voltam hoje ao trabalho

Após mais uma assembleia geral realizada nesta semana, o Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (SEEB/MT), desta vez, resolveu aceitar a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), que ofereceu reajustes de 10% para os salários e 14% de reajuste para o vale refeição.

A maioria dos outros estados da Federação já havia aceitado a última proposta da Fenaban, o que acabou gerando uma saída unificada da greve. Segundo o Seeb-MT, hoje (28) as atividades começam a se normalizar em todas as agências do estado.

Durante 22 dias todas as agências bancárias tiveram suas atividades de atendimento ao público paralisadas. De acordo com o Seeb, por conta da paralização somente funcionaram serviços financeiros como caixas eletrônicos e compensação de cheques.

O Sindicato dos Bancários de Mato Grosso em assembleia nesta segunda-feira (26) tinha recusado a nova proposta, alegando que ela ainda seria insatisfatória. Porém a categoria, em assembleia realizada ontem (27), no auditório do sindicato, resolveu acompanhar a deliberação de outros estados e por fim ao movimento grevista.

A entrega da minuta de reivindicações dos bancários aconteceu em 11 de agosto. A partir daí, foram realizadas cinco rodadas de negociação. No dia 25 de setembro, foi apresentada uma proposta com um reajuste de 5,5% no salário, também na PLR e nos auxílios refeição, alimentação, creche e abono de R$ 2.500.


Depois de 16 dias de greve, no dia 20 de outubro, a Fenaban apresentou uma nova proposta, de 7,5% de reajuste. No dia seguinte, o índice foi de 8,75%. Mas ambos foram recusados pela categoria.