23 de novembro de 2015

Vende-se propriedade rural localizada a 6 km de Brasnorte; Alqueire por apenas R$ 20 mil

DA REDAÇÃO


Localizada no município de Brasnorte, região noroeste de Mato Grosso (580 km de Cuiabá) uma propriedade rural de 182 alqueires está à venda por preço bem abaixo do que vem sendo cobrado no interior do estado.

Imóvel tem 100% de sua topografia plana com as mesmas características das excelentes terras do Chapadão do Parecis. E o melhor: já com 82 alqueires desmatados.

A propriedade é rica em água, excelente para formação de pastos, pecuária e/ou plantação de soja, milho, algodão, etc.

Com localização privilegiada, à apenas 6 km da sede do município e a 2 km da MT – 170, frente para o frigorifico de Brasnorte, a propriedade está Escriturada. Pronta para ser transferida para seu futuro dono.

Por essa terra são cobrados R$ 20 mil por alqueire. Como disse: um valor especial em se comparando com o real preço das terras à venda na região.

Valor total do imóvel: R$ 3.640.000,00 (Três milhões, seiscentos e quarenta mil reais.
Condições de pagamento: À vista.

Interessando em adquirir a propriedade deve manter contato com o corretor de imóveis Dorjival Silva (Creci/MT 7730) pelos fones: (whatsapp - 65 9628-5314 ou 66 3592-1634. Se preferir entre em contato também pelo e-mail dorjival@gmail.com. Outros imóveis do corretor podem ser visto no site www.dorjivalsilvaimoveis.com.br

Mosquito aedes aegypti é a principal ameaça à saúde pública do Brasil

DENGUE-55555Os secretários estaduais de saúde do Nordeste, sob coordenação do vice-presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) e secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, se reuniram na sexta-feira (20), em Salvador, a fim de construir uma estratégia agressiva de combate ao mosquito e controle dos agravos.
Há cerca de 30 anos o país convive com o mosquito aedes aegypti e os ciclos de dengue sem que haja resultados efetivos. Ao acrescentar a transmissão de outras doenças pelo mesmo vetor, como chikungunya e zika virus, bem como a suposta associação com o aumento do número de casos relacionados à microcefalia e síndrome de Guillain-Barré, constata-se que o país, sobretudo a região Nordeste, enfrenta uma séria ameaça a saúde pública.
Na pauta com o ministro da saúde, Marcelo Castro, foi entregue um documento com as necessidades conjuntas dos estados e, entre os destaques, o pleito de que o ministério reconheça o mosquito aedes aegypti como a principal ameaça à saúde pública do país (leia íntegra abaixo). “Precisamos de ações enérgicas e estratégias de combate inovadoras, além de uma estrutura de financiamento própria para combater o mosquito e a consequente transmissão das arboviroses e o controle de suas complicações”, destaca Fábio Vilas-Boas.

Reforma ministerial pode ser votada nesta quarta-feira

Está marcada para quarta-feira (25), às 15h, a análise pela comissão mista da Medida Provisória (MP) 696/2015, que extingue ministérios e altera estruturas de órgãos da Presidência da República. A votação estava prevista para a semana passada, mas a reunião foi cancelada.
A MP integra o conjunto de medidas do pacote fiscal, com o qual o governo espera elevar a arrecadação e diminuir gastos públicos. A proposta do Executivo funde os Ministérios do Trabalho e da Previdência Social e determina a extinção do Ministério da Pesca, cujas funções foram transferidas para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Além disso, determina a fusão de três secretarias ligadas à Presidência da República em um único ministério. As secretarias de Políticas para as Mulheres, de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e de Direitos Humanos formaram o Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos.

Primeira viagem oficial do novo presidente da Argentina será para o Brasil

macri
O Brasil será o destino da primeira viagem internacional do presidente eleito da Argentina, Mauricio Macri, após tomar posse. A intenção do argentino foi manifestada hoje (23) durante um telefonema com a presidenta Dilma Rousseff, que ligou para cumprimentá-lo pela vitória na eleição de ontem (22).
A posse de Macri está marcada para o dia 10 de dezembro. Na conversa, que durou menos de 10 minutos, de acordo com a Secretaria de Imprensa da Presidência da República, Dilma convidou o presidente eleito argentino para vir ao Brasil antes de assumir oficialmente a Casa Rosada. Macri disse que vai tentar conciliar as agendas para se reunir com Dilma antes do próximo dia 10.
O presidente eleito também disse a Dilma que seu governo pretende dar “nova vitalidade ao Mercosul” e ter uma relação “fluida e dinâmica” com o Brasil. Nos últimos anos, políticas protecionistas dos governos de Néstor Kirchner e Cristina Kirchner enfraqueceram estratégias econômicas do bloco. No dia 21 de dezembro, Macri vai representar a Argentina na Cúpula do Mercosul, no Paraguai.

Brasileiro não tem cultura de doar sangue

sangueO Brasil é um país que tem estatística de doação inferior à proposta pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a qual cita que a autossuficiência em componentes sanguíneos deve ser conseguida quando o número de doações de sangue for de 3 a 5% da população. No Brasil chega a quase 2% para atender a toda a demanda transfusional. Em 25 de novembro, é datado o Dia Internacional do Doador de Sangue.
De acordo com Dante Langhi, diretor financeiro da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH), o brasileiro não tem cultura de doar sangue, mas é um ato imprescindível que possibilita o tratamento de inúmeros pacientes.
“É importante as pessoas se conscientizarem que a doação é um ato totalmente altruísta”, explica o hematologista. A doação de sangue ocorre de forma rápida e pode ser realizada até quatro vezes ao ano no caso dos homens e até três para as mulheres e cada doador voluntario precisa ser um agente multiplicador.

ARTIGO: Reflexo da má qualidade da educação básica na formação de novos profissionais graduados

Por Andressa Bertoldi

É possível perceber que os números de novos profissionais graduados vêm crescendo a cada ano graças as diversas oportunidades e auxílios que o governo federal disponibiliza, mas esse auxilio por vezes não vem sendo utilizado por estudantes dedicados, o que acaba por formar profissionais menos eficientes em sua área de trabalho.

Quando encontramos um graduando com sérios problemas de aprendizagem em sua área de ensino, observamos o quanto à qualidade da educação básica vem diminuindo, planos e projetos educacionais são vinculados as redes de educação, porem, a qualidade vem caindo mais com abandono escolar, a não alfabetização, falta de concentração dos alunos, desinteresse, violência e indisciplina que corroboram com a cronicidade dos problemas de aprendizagem.

A fim de entender a possível causa do aparecimento de novos profissionais com qualificações, por vezes, inferior aos antigos, este trabalho vem pesquisar o interesse de alunos de anos finais do ensino fundamental e seus interesses para o futuro, para analisar se há relação entre a educação básica inicial fraca e a formação de profissionais de mesmo nível.

O trabalho foi realizado em adolescentes de 13 a 16 anos de series finais do fundamental, a fim de abordar este problema de forma publica para haja maior dedicação dos órgãos públicos com as séries iniciais.

O que preocupa os professores é pensar em que forma esses jovens chegaram a séries avançadas e a graduação sem saber ler e escrever, ou fazendo isso ineficientemente.

Para compreender o que os jovens da educação básica esperam de seus futuros profissionais realizou-se um questionário com alunos de séries finais do ensino fundamental de uma escola municipal de bairro mais carente da cidade de Sorriso- MT.

O questionário aborda de forma subliminar se aluno saber ler, escrever e interpretar, as perguntas são referentes à profissão que pretendem seguir quando adultos e os caminhos que pretender tomar para alcancem esse desejo.

Analisando os questionários foi possível notar o índice de jovens com grandes dificuldades na escrita, sendo 47%, um valor alarmante se tratando de jovens prestes a ingressar no ensino médio.

Dos 53% restantes, os quais estavam respondidos e que existia coerência nas respostas, observou-se que os alunos entendem a importância da escola para seu futuro, sabem da função de lhes ensinarem o básico para entrarem no mercado de trabalho e então em uma universidade, e destes 78%, pretendem cursar o ensino superior.

O que preocupa os professores que estão em sala é que parte desses alunos que pretendem cursar uma universidade não estarão aptos a compreender com qualidade o que se é trabalhado em um curso superior, e que em alguns casos, devido essa dificuldade acabam por desistir, ou fazem de qualquer jeito, prejudicando os demais que seriam mais esforçados, e a qualidade das aulas dos professores, que tem de repassar conteúdos de educação básica em classe universitária.

Através desses estudos entende-se que a educação brasileira não esta em seu melhor momento, observa-se que o problema se inicia no fundamental I onde as crianças deveriam ser alfabetizadas, e uma boa parte chegam ao ensino médio sem saber ler e escrever, ou não sabendo interpretar o que esta lendo, o que também é muito grave no ponto de vista de compreensão e aprendizagem.

Neste contexto é possível ver desde já como será o futuro do país já que essa deficiência na aprendizagem hoje será refletido nos jovens que entraram nas instituições de ensino superior sem o conhecimento básico para formar bons profissionais habilitados, dessa forma diminuindo os níveis de qualificações.

Referências
AFONSO, S. A. M. A indisciplina e a escola. Um estudo de caso  sobre as representações dos docentes do 2º e 3º CEB. Universidade Portucalense, Porto, 2006.
BELINTANE, C. Leitura e alfabetização no Brasil: uma busca para além da polarização. Universidade de São Paulo, Educação e Pesquisa, São Paulo, v.32, n.2, p. 261-277, 2006.
COLOSSI, N., CONSENTINO, A. e QUEIROZ, E.G. de. Mudanças no contexto do ensino superior no brasil: uma tendência ao ensino colaborativo. Rev. FAE, Curitiba, v.4, n.1, p.49-58, jan./abr. 2001
CHALITA, G. Educação: a solução esta no afeto. Editora Gente, 1º Ed. São Paulo, 2004.
DIGIÁCOMO, M. J. e DIGIÁCOMO I. de A. Estatuto da Criança e do Adolescente Anotado e Interpretado Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 (atualizado até a Lei nº 12.796/2013, de 04 de abril de 2013)
GRACINDO, R.V. Democratização da educação e educação democrática:duas faces da mesma moeda. 18º reunião da ANPEd, 1995.
MAZER, S.M., BELLO, A.C.D. BAZON, M.R. Dificuldades de Aprendizagem: revisão de literatura sobre os fatores de risco associados. Psic. da Ed., São Paulo, 2009, pp. 7-21.
MEC, INEP – Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais Anísio Teixiera – IDEB – Indice de Desenvolvimento de Educação Básica, >http://ideb.inep.gov.br/resultado/resultado/resultado.seam?cid=9184252<. Acessado em: 14/08/2014, acessado em 14/03/2015 às 14:20
PORTO, C. e RÉGNIER, K.  O Ensino Superior no Mundo e no Brasil – Condicionantes, Tendências e Cenários para o Horizonte 2003-2025 Uma Abordagem Exploratória. Dezembro, 2003.
SANTOS, M.S.de.O., Resolução N. 262/02-CEE/MT, Cuiabá – MT, 2002
VOLPATO, R.,CEE/MT. Resolução sobre Escola Ciclada, 2002, >http://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/CEE-MT-publica-Resolu%C3%A7%C3%A3o-sobre-Escola-Ciclada.aspx<. Acessado em: 12/02/2015 às 10:32. >
OLIVEIRA, R.P. e ARAUJO, G.C.de. Qualidade do ensino Revista Brasileira de Educação 5 Qualidade do ensino: uma nova dimensão da luta pelo direito à educação. Revista Brasileira de Educação. 2005.


AUTORA: Andressa Bertoldi . Reside em Sorriso – MT; CEP.

STJ gastará R$ 1,3 milhão em carros para ministros

sedanO Superior Tribunal de Justiça (STJ) fará sua parte e dará incremento à indústria automotiva que anda em baixa. A Corte vai desembolsar R$ 1,3 milhão para a aquisição de oito veículos oficiais de representação específicas. Os automóveis atenderão demandas oriundas do presidente, do vice-presidente e dos ministros do STJ, claro, para o desempenho de funções públicas.
De acordo com o edital de licitação da compras, os veículos são do tipo sedan, de porte e novinhos em folha, já que devem ter até 60 quilômetros rodados no momento da entrega. Os carros terão ano de fabricação igual ou superior ao ano da assinatura do contrato e modelo 2016 ou superior.
Outras características são motor com potência mínima de 250 e máxima de 280 CV/HP, seis cilindros e capacidade cúbica mínima de 3,0 litros, tração dianteira, câmbio automático com no mínimo seis velocidades, direção com assistência elétrica ou hidráulica, suspensão traseira independente e pintura da carroceria na cor preta.

Estratégia dos líderes do governo é deixar Eduardo Cunha à própria sorte

Interessados em concluir logo as votações e partir para o recesso, os líderes do governo fixaram três projetos prioritários na agenda destas próximas quatro semanas de funcionamento do Congresso, colocando na geladeira qualquer movimento que possa favorecer o presidente da Câmara, Eduardo Cunha.
“Conselho de Ética não é tema de governo. A minha missão é garantir a agenda econômica, e isso nós estamos fazendo”, diz o líder da presidente Dilma Rousseff na Câmara, José Guimarães (PT-CE). Os três projetos pinçados na extensa pauta de votações da Casa são a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o PLN nº 05, que altera a meta fiscal, e a Desvinculação de Receitas da União (DRU).

Movimento do comércio cai 2,2% em 12 meses

comercio2
O movimento do comércio caiu 2,2% em outubro, na variação acumulada em 12 meses (novembro de 2014 até outubro de 2015 contra os 12 meses antecedentes), de acordo com dados nacionais do varejo, sem ajustes sazonal, apurados pela Boa Vista SCPC. No acumulado do ano até outubro houve recuo de 2,6% frente ao mesmo período de 2014, ainda na análise dos dados sem ajuste. Para a variação mensal, houve elevação de 0,4% na análise dos dados ajustados sazonalmente.
Desde julho deste ano, o indicador entrou em território negativo e em suas últimas aferições vem acelerando esta tendência. Fatores macroeconômicos como elevação de juros, piora do mercado de trabalho e inflação em patamar elevado continuarão afetando de forma intensa a confiança e o poder de compra do consumidor. Dois mil e quinze deverá marcar a atividade varejista como um ano recorde na diminuição das vendas, efeito que provavelmente se estenderá também para 2016.

BNDES cai em descrédito junto a empresários

bndes-size-598Empresários de peso andam dizendo que não compram um carro usado do presidente do BNDES, Luciano Coutinho, após o banco se recusar a conceder financiamento de longo prazo para bancar a Sete Brasil, responsável pela cadeia do pré-sal.  A informação é de Ntuza Nery, n sua coluna desta segunda-feira na Folha de S.Paulo.
Segundo a colunista, instituições financeiras alegam que entraram no negócio porque o banco de fomento se comprometera a reembolsá-las. O setor privado diz que Coutinho perdeu o controle da burocracia interna e não deu aval às prometidas operações de crédito.
Empresários alegam que ajustes foram feitos para melhorar os contratos, mas nem assim o acordo saiu. O descrédito em relação ao banco federal pode atrapalhar futuros planos do governo de usar o BNDES para girar a economia.

Instituições financeiras projetam inflação acima do teto da meta em 2016

A projeção de instituições financeiras para a inflação em 2016 ultrapassou o limite da meta. Na 16ª alta consecutiva, a estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 6,50% (teto da meta de inflação) para 6,64%. Essa projeção faz parte de pesquisa semanal feita pela Banco Central (BC) com instituições financeiras.
Para este ano, a estimativa subiu pela 10ª vez seguida, ao passar de 10,04% para 10,33%. O BC abandonou o objetivo de alcançar o centro da meta de inflação (4,5%) em 2016. Devido às indefinições e alterações na política fiscal do governo, o BC espera que a inflação fique na meta somente em 2017. Na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), o BC diz que as indefinições e alterações significativas na meta fiscal mudam as expectativas para a inflação e criam uma percepção negativa sobre o ambiente econômico.