17 de dezembro de 2015

Operação Positus da PF apura fraudes no Fundo de Pensão dos Correios

policiafederal2A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (17) a Operação Positus para apurar fraudes na gestão de recursos do Postalis, o fundo de pensão dos Correios. O prejuízo estimado é de cerca de R$ 180 milhões. Além de dois mandados de busca e apreensão em São Paulo, estão sendo cumpridos três em Brasília, um em Belém e um em João Pessoa.
A 2ª Vara Criminal Federal de São Paulo expediu mandado de prisão preventiva para o principal investigado, ex-gestor dos fundos de investimento de recursos do Postalis. Há alguns meses, o suspeito requereu passaporte italiano em Miami e, há dois meses, viajou para a Espanha.

Análise do STF sobre pedido de afastamento de Cunha fica para fevereiro

cunhafolha
A análise do pedido de afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, entregue ontem (16) ao Supremo Tribunal Federal (STF) será feita apenas em fevereiro. Como o Judiciário entra em recesso amanhã (18) e o pedido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tem quase 200 páginas, não há tempo hábil para a análise do relator, ministro Teori Zawaski. Os trabalhos serão retomados no dia 1º de fevereiro.
Ontem (16), Janot pediu ao STF o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do mandato. Para Janot, Cunha está usando o cargo para intimidar parlamentares e cometer crimes. Na terça-feira (15), as casas de Cunha em Brasília e no Rio foram alvo de buscas uma das fases da Operação Lava Jato. Ele é alvo de três inquéritos oriundos da operação no STF.

Receita Federal realiza apreensões nos Correios de Brasília

CORREIOSServidores da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da 1ª Região Fiscal fizeram operações no CTE (Centro de Tratamento de Encomendas) dos Correios em Brasília/DF.
Durante as ações foram apreendidas mais de quinze encomendas. Incluindo drone, Macbook, Iphones, Apple Watch, Playstation 4, lanternas SY e até uma fechadura eletrônica da Samsung, avaliada em quase R$3 mil. Todos produtos são de alto valor agregado.
Na verificação, constatou-se que eram mercadorias de origem estrangeira e estavam desacompanhadas de documentação que comprovasse a regular importação. Os remetentes serão intimados a apresentar essa documentação e caso não apresentem ou não satisfaçam os requisitos legais, será proposta a pena de perdimento das mercadorias.