16 de fevereiro de 2016

RELACIONAMENTO À DISTÂNCIA: É preciso maturidade e paciência para manter a relação 100% mesmo longe da pessoa amada

Fernanda Viola


Manter um relacionamento à distância nunca é tarefa fácil. Por mais que o casal esteja alinhado quanto aos sentimentos, sempre existe saudade e ciúme que, se não forem bem controlados por ambos, podem acabar com uma relação, por mais forte que ela seja.

Paulo Henrique e Janny se conhecerem em 2006 durante uma festa, na qual pouco conversaram. Mas, mesmo em pouco tempo, ele já havia se encantado e conseguiu o telefone da garota. Três dias depois, tomou coragem, ligou e, a partir daí, começaram a se falar diariamente. 10 dias depois, mesmo sem nenhum outro encontro presencial, Paulo a pediu em namoro. Sem hesitar, Janny aceitou, até que um mês depois, eles tiveram seu primeiro encontro oficial como namorados e, enfim, deram o primeiro beijo. Parece história de filme, mas é real. E como toda história real, sempre existe contratempos.

No entanto, por serem muito jovens, 15 e 14 anos, o namoro durou apenas nove meses, pois ambos queriam focar nos estudos e no futuro. Este término durou três anos, até que, depois de muita conversa, optaram por uma nova chance, que já dura seis anos. Mas engana-se quem acha que essa foi a única ‘separação’ do casal. Como sempre foram muito focados em suas formações, em 2014 os dois decidiram sair do Brasil para estudar. Paulo foi morar por sete meses no Canadá, Janny 1 ano nos EUA e, neste período, não se encontraram nenhuma vez pessoalmente.

“Foi um período difícil para o relacionamento porque as brigas ficavam mais evidentes e a saudade era enorme. Para tentar amenizar um pouco, conversávamos todos os dias por meio de aplicativos de mensagem e vídeo no celular. Isso ajudou a manter o nosso namoro”, conta Paulo, que voltou para casa seis meses antes da namorada. Inclusive, para ele, esta foi a pior parte. “O mais difícil foi estar aqui enquanto ela estava lá. Quando você está em outro país, por mais que você sinta falta da pessoa, você pelo menos está se distraindo e vivendo algo diferente do dia a dia em sua casa”, explica.

Agora, depois de tantas idas e vindas, o casal se considera mais maduro e consciente em virtude das experiências que tiveram ao longo desses 10 anos. “Voltamos e agora somos mais felizes do que nunca. Todo o esforço valeu a pena”, comemora o namorado.


Lava Jato: 11 países querem investigar construtoras

índiceA Procuradoria Geral da República já recebeu pedidos de cooperação internacional de 11 países interessados em documentos da Operação Lava Jato. São pedidos para compartilhamento de provas relacionadas a investigações sobre construtoras que, assim como se envolveram em desvios em obras na Petrobras, podem estar ligadas a irregularidades em obras fora do país.
O compartilhamento de provas precisa de aval da Procuradoria Geral da República e servirá para que esses países conduzam investigações próprias e independentes, que podem levar a uma nova frente de investigação internacional de empreiteiras. Os países que suspeitam da participação de construtoras em crimes envolvendo contratos públicos são Peru, Costa Rica, Dinamarca, Itália, Guatemala, Porto Rico, Suíça, Uruguai, Andorra, Litcheinstein e Panamá.
Há casos como o do Peru, em que a PGR já autorizou o compartilhamento de provas que serão enviadas para subsidiar investigações conduzidas pelas autoridades desses países. Investigadores dizem que nem sempre a cooperação ocorre de forma rápida. É o caso do Panamá, que pediu provas ao Brasil, mas é considerado pelo MP o país que menos colabora com informações entre os países que têm cooperação internacional com a Procuradoria Geral da República.

Deputados estão atônitos com a capacidade de sobrevivência de Cunha

cunha_IP
Os deputados federais estão atônitos com a capacidade do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de sobreviver ao tiroteio. Ao chegar em Brasília, ontem, para o início das atividades do Congresso, o deputado Jorge Corte Real (PTB) procurou se informar de imediato como Cunha conseguiu zerar o processo de abertura do seu processo de cassação no Conselho de Ética da Câmara. “Ele (Cunha) é um regimentalista nato”, dizia Real, estupefato com o noticiário.

Janot pede ao TSE arquivamento de ação contra Dilma e Temer

Rodrigo Janot
Rodrigo Janot
O procurador-geral Eleitoral, Rodrigo Janot, enviou parecer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pelo arquivamento de uma das ações em que o PSDB pede a cassação dos mandatos da presidenta Dilma Rousseff e do vice, Michel Temer. Para o procurador, as alegações do partido não demonstram gravidade capaz de autorizar a inelegibilidade de Dilma e Temer.
A ação do partido foi protocolada no TSE em outubro de 2014, antes da diplomação da presidenta para exercer seu segundo mandato. O PSDB alegou que os mandatos devem ser cassados por supostas irregularidades na campanha eleitoral, como o envio de 4,8 milhões de panfletos pelos Correios sem carimbos de franqueamento, utilização de propaganda em outdoor com projeção de imagens de órgãos públicos, utilização de entrevista de ministros na campanha eleitoral, uso das instalações de uma unidade de saúde em São Paulo em um vídeo da propaganda eleitoral e suposto uso do pronunciamento de Dilma no Dia do Trabalho, em 2014, para fins eleitorais.

Comissão da Câmara aprova criação do Plano Nacional de Redução de Homicídios

arma_sangueA Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 2026/15, que institui o Plano Nacional de Redução de Homicídios (PNRH). O projeto, do deputado Rodrigo de Castro (PSDB-MG), estabelece prioridade para os entes federados que apresentem taxas de homicídio superiores ao dobro da taxa nacional e também para as regiões metropolitanas.
Conforme o projeto, a execução do PNRH e o cumprimento das metas a serem estabelecidas serão objeto de monitoramento contínuo e de avaliações periódicas, realizados pelo Ministério da Justiça; pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados; pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado; e pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Ministro alerta que dinheiro desviado da Petrobras pode abastecer eleições em 2016

gilmar_mendes
O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta segunda-feira, 15, que as próximas eleições municipais poderão ser abastecidas com recursos desviados da Petrobras. Ele anunciou a criação de uma área de Inteligência no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cuja presidência assume em maio, para que o País “não seja surpreendido” no pleito marcado para outubro.
“Essa é uma questão delicada sobre a qual vamos ter que discutir. Se de fato houve apropriação de recursos ilícitos em montantes muito significativos pode ser que esses recursos venham para as eleições na forma de caixa 2 ou até na forma disfarçada de caixa 1. Vamos ter as doações de pessoas físicas. Pode ser que esses recursos sejam dados a essas pessoas para que façam a doação aos partidos políticos ou aos candidatos. Tudo isso precisa ser olhado com muita cautela”, alertou Gilmar Mendes à Agência Estado.

Denúncias de violência contra a mulher ao Ligue 180 crescem 174% no carnaval 2016

180A Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 registrou um aumento de 174% de procura pelo serviço no carnaval de 2016 em relação ao de 2015. Neste ano, o disque-denúncia recebeu 3.174 relatos de violência, entre os dias 1º e 9 de fevereiro. No período de 10 a 18 de fevereiro de 2015, foram registrados 1.158 denúncias.
Do total de relatos de violência em 2016, 50,94% (1.892) foram encaminhados para autoridades policiais e Ministério Público, a pedido das denunciantes. Segundo a secretária de Enfrentamento à Violência, Aparecida Gonçalves, os números são uma demonstração de que as mulheres a cada dia perdem o medo de denunciar.