19 de fevereiro de 2016

Ministro diz que PF vai investigar FHC se houver indício de delito

FHC
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, não descarta a investigação, pela Policia Federal (PF), do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC). O sociólogo é suspeito de usar ilegalmente uma empresa no exterior para pagar pensão a uma jornalista, com quem teve um relacionamento extra-conjungal duradouro. Ela vivia fora do país.
Hoje, durante vistoria de segurança de evento-teste da Olímpíada de 2016, no Rio de Janeiro, o ministro disse que, antes de decidir abrir ou não um inquérito, os orgãos do governo vão analisar se há indício de delito contra FHC. Ele explicou que o procedimento é padrão e antecede qualquer investigação da PF.
“Isso passará por um estudo técnico e jurídico, todos aspectos que envolvem uma situação de ocorrerem eventuais delitos. Obviamente, havendo indícios de delitos puníveis, de competência federal, seguramente a Polícia Federal fará investigação por meio de inquérito policial”, disse.

Projeto prorroga fim dos lixões para 2024

lixao
A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei Complementar (PLP) 14/15, que amplia prazos e obriga a União a oferecer apoio técnico e financeiro a estados e municípios na elaboração e execução dos respectivos planos de saneamento básico e de resíduos sólidos. Pelo texto, os estados ficam obrigados a também oferecer o mesmo tipo de apoio a municípios, incluindo os agrupados em consórcios.
Autor da proposta, o deputado Odelmo Leão (PP-MG) afirma que o objetivo é assegurar o cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10) e dos prazos nela previstos. Pelo texto, os municípios passarão a ter até 2 de agosto de 2024 para assegurarem o fim dos lixões, com a disposição final ambientalmente adequada da totalidade dos seus rejeitos sólidos.

Ministro do STF manda soltar senador Delcídio do Amaral

delcidioO ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou hoje (19) a soltura do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso em novembro do ano passado. O parlamentar está custodiado no Quartel do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar do Distrito Federal.
Não há detalhes sobre a decisão, que está em segredo de Justiça. Além de Delcício do Amaral, o chefe de gabinete do senador, Diogo Ferreira, também foi solto.
A prisão do senador foi embasada em uma gravação apresentada à Procuradoria-Geral da República por Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Segundo a procuradoria, o senador ofereceu R$ 50 mil por mês para Cerveró e sua família, além de um plano de fuga.
Segundo os procuradores, o objetivo de Delcídio era evitar que o ex-diretor fizesse acordo de delação premiada. Os fatos ocorreram em uma reunião da qual participaram Bernardo Cerveró, o ex-advogado de Cerveró Edson Ribeiro e o senador Delcídio.

Robôs sexuais estão sendo feitos para substituir os homens até 2025

robos-sexuais
Sexo com robôs sexuais vai se tornar prática comum até 2025, ultrapassando mesmo sexo entre humanos, segundo o futurologista Ian Pearson. O relatório dele sobre o futuro do sexo foi publicado em parceria com Bondara, uma das maiores lojas de brinquedos sexuais do Reino Unido.
Em 2030 o sexo virtual vai se tornar tão casual como navegar por sites pornográficos e, em 2035, muitos terão brinquedos que interagem com a realidade virtual, de acordo com o relatório. Na verdade, grupos de alta renda poderiam começar a usar algumas formas de sexo com robô já em 2025, antes da prática ultrapassar o sexo entre seres humanos totalmente em 2050.
“Inicialmente, as pessoas vão achar que é difícil se adaptar a essa nova atividade sexual, mas acabarão por se acostumarem com isso, assim como eles abraçaram pornografia”, diz Pearson. “Quando a aparência de robôs melhorar, a opinião das pessoas também vai mudar”, acrescentou.
“Muitas pessoas ainda têm ressalvas sobre sexo com robôs, mas gradualmente, à medida que se acostumarem a eles, como com o comportamento de inteligência artificial e mecânica,  além da melhora de sensação, eles podem começar a se tornar amigos com laços emocionais fortes. E a tendência é que algumas pessoas abracem o robô sexual, livre de relacionamento, assim que eles podem pagar um, já em 2025. E  ele não terá muita chance de ultrapassar o sexo com os seres humanos, em geral, até 2050 “, explicou Pearson.
Fonte: Testosterona

Justiça que tarda já falhou

Um velho ditado diz que a Justiça tarda, mas não falha. No Brasil, a prática mostra que a Justiça que tarda já falhou. Os criminosos sempre contaram com o tempo para escapar do castigo. A regra favorecia os réus mais ricos, com advogados capazes de estender seus processos até o infinito.
Até aqui, todo condenado podia recorrer em liberdade enquanto a sentença não fosse confirmada em definitivo pelo Supremo Tribunal Federal. A corte alterou a regra nesta quarta, ao permitir a prisão após julgamento em segunda instância. A mudança deve reduzir a longa demora dos processos. Causas que se esticavam por 20 anos poderão ser encerradas em 5. É o que previa o ex-ministro Cezar Peluso ao defender um freio à farra dos recursos.
images (1)

Defesa de Delcídio alega ilegalidade das provas e prisão inconstitucional

delcidio_senadoA defesa do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) contra a representação protocolada no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar foi apresentada nesta quinta-feira (18). Dois advogados entregaram o documento, que alega que a prisão preventiva do senador é inconstitucional e que as provas existentes contra ele foram obtidas de forma ilegal.
Delcídio foi preso em novembro pela Polícia Federal por suspeita de obstrução da Operação Lava Jato, que investiga esquema de corrupção na Petrobras. O senador aparece em gravação de áudio especulando formas de tirar da cadeia o ex-diretor da estatal Nestor Cerveró. Para a defesa, porém, a gravação foi “sorrateiramente obtida”.
O documento alega que Delcídio “não tinha a mais remota consciência de que pudesse estar sendo gravado”. O responsável pelos áudios foi o filho de Cerveró, Bernardo, que, segundo os advogados, atuou como “provocador das declarações captadas”.

Humor: Lula canta “Ta tranquilo, tá favorável”

A mania que a gente tem de transformar as pessoas em heróis é anormal

federalTem gente que tem a mania de transformar as pessoas que cumprem seu papel na sociedade, em função dos cargos que exercem, em verdadeiros heróis e logo querem  transformá-los em personalidades políticas.
Ora! Chega uma hora que esse negócio enche o saco.
De repente o tal do Capitão Styvenson sei lá o que… sim… Valentin – trabalha na lei seca – passou a ser herói potiguar e o homem já tem o nome lembrado até para candidatar-se a prefeito de Natal ou até mesmo vereador.
Outro caso atípico é o japonês-federal, que aliás é brasileiro, Newton Ishii, ser convidados para disputar uma vaga na câmara dos deputados tudo por causa de sua atuação na prisão dos pilantras do PT envolvidos na Operação Lava-Jato.
Ora! Ora! Ora! Minha gente!
Esses senhores não fazem mais do que as suas obrigações. São os ossos do ofício.
Eles servem mais na missão que estão cumprindo rigorosamente ou na câmara dos deputados onde serão apenas mais dois naquele antro de corrupção?
Deixem os caras quietos!

Após repercussão, Claudia Leitte desiste de publicar livro de R$ 356 mil

claudia_leite
Após ter o projeto de um livro promocional aprovado via Lei Rouanet, Claudia Leitte desistiu de utilizar o mecanismo para lançar a publicação, que seria distribuída gratuitamente no país. O “Livro Claudia Leitte”, proposto pela Ciel Empreendimentos Artísticos, produtora que tem a cantora como sócia, foi autorizado pelo MinC (Ministério da Cultura) a captar R$ 356 mil junto a empresas privadas.
Procurada pelo UOL, a assessoria de Claudia Leitte, que inicialmente solicitou a quantia de R$ 540 mil, não se manifestou sobre o caso até a publicação deste texto. Já o MinC afirmou que soube nesta quinta-feira (18) da desistência e que a repercussão negativa do episódio provavelmente foi um dos motivos para o recuo da cantora.

Doente, ministro da Integração Nacional vai entregar o cargo

gilberto_occhi
O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, vai se licenciar do cargo para uma cirurgia de câncer de próstata. Occhi já informou a presidente Dilma Rousseff sobre seu estado de saúde e afirmou ter posto o cargo à disposição do PP, partido que o indicou, caso a legenda queira substituí-lo.