5 de março de 2016

Juíza suspende nomeação do novo ministro da Justiça

wellington
A juíza federal Solange Salgado, da Primeira Vara da Justiça Federal de Brasília, suspendeu nesta sexta-feira (4), por meio de liminar (decisão provisória), a nomeação, pela presidente Dilma Rousseff, do novo ministro da Justiça, Wellington César Lima e Silva. A decisão atende a pedido formulado na última quarta-feira (2) pelo líder do DEM na Câmara, deputado Mendonça Filho (PE). Ele argumentou que a Constituição Federal proíbe membros do Ministério Público de exercerem outra função pública, salvo a de professor..
O G1 entrou em contato com o Ministério da Justiça, que não havia se manifestado até a última atualização desta reportagem. Na ação, o deputado argumentou que a nomeação de Wellington César “contraria frontalmente os comandos da Lei Maior, além de caracterizar um grave ato contra a moralidade administrativa”.

Abert repudia violência contra jornalistas e pede punição dos responsáveis

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) divulgou uma nota repudiando as agressões sofridas hoje (4) por profissionais da imprensa durante a cobertura do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Polícia Federal, em Congonhas.
“A Abert considera extremamente preocupante a repetição de ataques aos jornalistas no exercício da profissão. É inaceitável que a imprensa seja impedida de atuar na cobertura de fatos de interesse da sociedade”, diz a entidade.
Segundo a Abert, repórteres sofreram ameaças e empurrões durante a cobertura, e duas emissoras de TV tiveram seus equipamentos quebrados. A associação pede às autoridades apuração rigorosa das agressões e a punição dos responsáveis.

Imprensa hostilizada e ato contra a Globo

ato_lula
Protestos contra os meios de comunicação e agressões a jornalistas, principalmente da Rede Globo, marcaram a tarde desta sexta-feira (4). Em São Paulo, na sede do PT, uma repórter da Globo foi hostilizada por um grupo de militantes, que tentaram tomar sua câmera, e refugiou-se na portaria do prédio. Um carro da emissora foi recebido a pontapés. As informações são da Folha de S.Paulo.
Na frente do prédio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo, dois repórteres da emissora foram xingados por manifestantes, informou o “Jornal Nacional”. Além disso, um repórter e um cinegrafista da Rede Bandeirantes foram cercados e relataram que a câmera que usavam foi danificada.
Já em Brasília, um grupo protestou durante cerca de uma hora em frente à sucursal da Rede Globo, no Setor Comercial Norte. Os manifestantes gritavam palavras de ordem e culpavam a Rede Globo pelo fato do ex-presidente Lula ter ido depor na Polícia Federal, em São Paulo. Uma faixa com o logo da emissora foi queimado. Procurada, a Rede Globo não quis se manifestar.

Lula vai dar novo depoimento à Lava Jato no dia 14

bumlai_lula
Além da condução coercitiva para prestar depoimento nesta sexta-feira (4) na 24ª fase da Operação Lava Jato, o ex-presidente Lula também deve depor no próximo dia 14 de março. Desta vez, porém, Lula será ouvido como testemunha de defesa do pecuarista José Carlos Bumlai, na ação que ele responde na 13ª Vara Federal de Curitiba. Nesta sexta, a oitiva foi como investigado.
O depoimento de Lula deve ser prestado em São Paulo e será transmitido por videoconferência a Curitiba, onde ocorrerá audiência da ação penal, conduzida pelo juiz federal Sérgio Moro. Durante a audiência, Lula deve ser interrogado por Moro, pelo Ministério Público e pelos advogados. Como o processo é público, o vídeo do seu depoimento deve ser divulgado na internet logo depois.

“Lula sabia do Petrolão”, diz novo delator

pedro_correia
A revista Época revelou que, em seu pedido de busca e apreensão para a 24ª fase da Operação Lava Jato, os procuradores da força-tarefa expuseram a anatomia do petrolão: “A estrutura criminosa perdurou por, pelo menos, uma década. Nesse arranjo, os partidos e as pessoas que estavam no governo federal, dentre elas Lula, ocuparam posição central em relação a entidades e indivíduos que diretamente se beneficiaram do esquema”.
Os investigadores ainda reforçam que a corrupção só se alastrou devido a “vinculação de legendas políticas que compunham a base aliada do governo federal”. Um exemplo disso, destacado pelo próprio Ministério Público Federal, é o ex-deputado Pedro Corrêa, ex-presidente do Partido Progressista (PP) e preso na Lava Jato há quase um ano. Ele era o responsável por garantir a sustentação de seu partido ao governo.
Em troca, recebia as propinas geradas a partir dos contratos fechados na diretoria de abastecimento da Petrobras, comandada pelo delator Paulo Roberto Costa. Aos 68 anos de idade, Pedro Corrêa, que teve seis mandatos no Congresso desde a década de 1970 e foi condenado no mensalão, sabe de muita coisa.
Testemunhou episódios marcantes da história da República, do general João Figueiredo a Dilma Rousseff. E com base em suas próprias experiências, relatadas em primeira pessoa, ele avança em sua negociação de delação premiada, que está prestes a ser assinada. De acordo com o ex-parlamentar, Lula sabia da existência do petrolão e sabia da função exercida no esquema pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

Com crise, brasileiros “limpam” a poupança para pagar contas

Os saques da poupança ultrapassaram os depósitos em R$ 6,6 bilhões em fevereiro, informou ontem o Banco Central (BC). É o pior resultado para o mês desde o início da série histórica, em 1995. Nos dois primeiros meses do ano, a caderneta já acumula deficit de R$ 18,6 bilhões, um recorde para o bimestre. Os especialistas avaliam que essa será a tendência do ano e apostam que, em 2016, o resultado será pior que o registrado no ano passado, quando os brasileiros resgataram R$ 53,5 bilhões das economias para enfrentar a crise.
Com o aumento do desemprego, os trabalhadores têm recorrido à poupança para tentar manter as contas em dia. Além disso, a inflação em alta, que encarece o preço de produtos e serviços, não tem dado margem para as famílias guardarem qualquer quantia. Para piorar a situação, com a taxa básica de juros em 14,25% ao ano, a caderneta perde a atratividade como modalidade de investimento, já que rende o o equivalente a 6,17% ao ano mais a Taxa Referencial (TR), que é muito baixa. As NTN-Bs, emitidas pelo Tesouro Nacional, por exemplo, pagam um valor que corresponde ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que subiu 10,71% nos últimos 12 meses, mais uma taxa de juros.

Brasil cai para a posição de 9ª economia do mundo

Do Estadão Conteúdo:
Em dólares, o tamanho da economia brasileira diminuiu em um quarto no ano passado. Dados do IBGE e do Fundo Monetário Internacional mostram que o tamanho do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil caiu 24,6% na comparação com 2014 quando convertido para a moeda norte-americana.
Levando-se em conta as estimativas do Fundo para o valor do PIB de 189 países, o Brasil foi ultrapassado pela Índia e Itália e, agora, passa a ser a nona maior economia do mundo.
A conversão do valor do PIB para dólares é uma das medidas mais comuns para comparar o tamanho das várias economias do planeta.
Levantamento feito pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, mostra que, com essa referência, o tamanho da economia brasileira diminuiu mais de US$ 500 bilhões em um ano, para US$ 1,77 trilhão no ano passado a preços correntes.