11 de março de 2016

Amigão pede dispensa de Lula como testemunha de defesa

bumlai_lulaA defesa do pecuarista José Carlos Bumlai pediu hoje (11) ao juiz federal Sérgio Moro dispensa do depoimento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva como testemunha de defesa do empresário. O depoimento foi marcado para segunda-feira (14), às 9h, por meio de videoconferência, na Justiça de São Paulo.
Em troca do depoimento presencial, Lula mandou esclarecimentos por escrito ao juiz. O presidente disse que é amigo de Bumlai desde 2002 e que nunca tratou de assuntos políticos com o pecuarista. Lula também informou que nunca teve conhecimento de que Bumlai tenha usado a amizade com ele para obter vantagens em qualquer tipo de negócio. Os depoimentos ocorrem na ação penal em que Bumlai e mais 10 investigados na Operação Lava Jato foram denunciados pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Impeachment de Dilma poderá ser analisado em 45 dias

Eduardo-Cunha7
O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, reafirmou nesta sexta-feira (11) que dará prosseguimento à abertura do processo de impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff, tão logo o Supremo Tribunal Federal decida sobre os recursos da Câmara contra o rito de tramitação do impeachment definido pelo próprio STF. A decisão final do STF sobre o caso está marcada para a quarta-feira (16). Segundo o presidente, 45 dias são um prazo razoável para a tramitação do impeachment na comissão especial encarregada de analisá-lo.
Cunha, no entanto, disse não poder garantir que a comissão será instalada já na quinta-feira (17). “Na quinta eu darei prosseguimento, mas não posso dizer que vou instalar [a comissão especial]; vai depender do que o Supremo decidir. Eu quero dizer que o processo voltará ao curso da continuidade, cumprindo a decisão do Supremo”, explicou.

Radialista é morto enquanto apresentava programa sertanejo

valdecirUm radialista da cidade de São Jorge do Oeste, sudoeste do Paraná, foi morto enquanto apresentava o seu programa na noite de quinta-feira (10). Segundo informações do G1, João Valdecir de Borba, 51 anos, foi atingido por tiros ao abrir a porta da rádio Difusora AM.
De acordo com a Polícia Militar do Paraná, o crime foi cometido por duas pessoas ainda não identificadas. Uma funcionária da rádio, Eliziane Conter, disse que Borba estava apresentando um programa de músicas quando, por volta das 21h, foi chamado na porta da rádio. “Como a porta de entrada da rádio fica trancada durante a noite, acreditamos que ele abriu para atender quem o chamou. Não há marca de arrombamento na porta. Assim que ele abriu foi atingido na altura do abdômen”, contou ao G1.
Borba era funcionário da Difusora AM há dez anos e apresentava programas de músicas sertanejas. Ele era casado e tinha dois filhos. O corpo do radialista foi velado na manhã desta sexta-feira (11) e enterrado no Cemitério Municipal de São Jorge do Oeste.

Ex-presidente da OAS entregou 45 deputados federais e senadores

O empresário Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, listou 45 deputados federais e senadores na sua delação. As informações disponíveis até o momento são as de que há políticos envolvidos de todas as siglas do establishment, governistas e oposição.

STF concede perdão de pena ao ex-tesoureiro do PT

delubio soaresO ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu hoje (10) perdão de pena ao ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, condenado a seis anos e oito meses em regime semiaberto na Ação Penal 470, o processo do mensalão, em 2013. Com a decisão, Delúbio recebe perdão do restante da pena e não deve mais nada à Justiça.
O ex-tesoureiro do PT cumpriu dois anos e três meses de prisão e atualmente estava em regime aberto. O ministro Barroso atendeu a pedido dos advogados para que Delúbio seja beneficiado com base nos requisitos definidos no decreto anual da Presidência da República, conhecido como indulto natalino, publicado em dezembro do ano passado.

Lula Jararaca dá um chega pra lá em Dilma

Lula, o “jararaca” foi convidado hoje por Dilma Rousseff para assumir a Casa Civil, um convite surpreendente.
Mas a presidente acaba de receber a resposta do ex-presidente: Lula não topou, desarticulando a operação que que incluiria também a transferência de Jaques Wagner para o Ministério da Justiça.
Por Lauro Jardim

Ministro da Justiça adia decisão

O novo ministro da Justiça, Wellington Lima e Silva, avalia deixar para a próxima semana a decisão de permanecer ou não no Governo. Segundo assessores da pasta, Lima e Silva entende que são necessários alguns dias para conversar com conselheiros políticos antes de definir uma posição. Ele é procurador do Ministério Público da Bahia e não pode acumular a carreira com um cargo no governo, segundo decisão do Supremo Tribunal Federal tomada.

Protestos devem atingir nível de março do ano passado

protesto
Os últimos acontecimentos da política brasileira devem inflar as manifestações previstas para o próximo dia 13. Os organizadores do evento esperam número de manifestantes semelhante ao de um ano atrás, quando mais de 1 milhão de pessoas participaram dos protestos em 26 estados e no Distrito Federal.
De acordo com Ricardo Honorato, um dos organizadores da manifestação em Brasília, a princípio já era esperado um número relevante da participantes, pois a data está marcada há meses. Porém, os protestos seriam menores, como os anteriores já vinham demonstrando.
No entanto, com o depoimento de Lula para a Polícia Federal na última sexta-feira (4) e o indiciamento do ex-presidente ocorrido ontem (9) pelo Ministério Público de São Paulo, por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, a quantidade de pessoas deverá aumentar.
Além do impeachment de Dilma Rousseff e do combate à corrupção, os movimentos em todo o país vão pedir a aprovação da PEC 412, que determina a autonomia financeira e independência orçamentária da Polícia Federal.

Lula passou a mão no que não era dele no Palácio do Planalto

Deu no Cláudio Humberto:
lula_ricoO ex-presidente Lula enfrenta a suspeita de apropriação de objetos do Palácio da Alvorada que pertenceriam à União. No café da manhã com senadores, quarta-feira (9), Lula desdenhou disso e fez uma revelação espantosa: além dos itens encontrados no sítio em Atibaia pela Polícia Federal na 24ª fase da Lava Jato, “tem umas 400 caixas”da sua mudança em imóvel do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo.