3 de novembro de 2016

Preso fica entalado em vaso sanitário ao tentar fugir de delegacia de Nova Ubiratã

Uma tentativa de fuga terminou de forma bizarra, na madrugada desta quarta-feira (02), em Nova Ubiratã.

Um jovem, de 18 anos, ficou entalado na rede de esgoto da Delegacia de Polícia Judiciária Civil do município, onde era mantido sob custódia depois de ser acusado pelo crime de estupro.

O suspeito ficou entalado pela cintura e só conseguiu sair do buraco com a ajuda de policiais civis e militares que foram acionados por vizinhos que ouviram os pedidos de socorro vindos da delegacia.

“Ele [preso] arrancou o vaso sanitário do piso e em seguida cavou um buraco pela rede de esgoto. Ele só errou no cálculo já que por ser um rapaz de porte físico avantajado precisaria de um espaço maior para conseguir passar”, explicou o Investigador Charles Jordão, da Polícia Civil.

O jovem permaneceu preso no buraco por quase duas horas. Os policiais precisaram utilizar ferramentas, como enxada e enxadões, para retirar o excesso de terra e resgatar o bandido trapalhão.

Para evitar uma nova tentativa de fuga o suspeito foi transferido de cela. Segundo a Policia Civil ele será recambiado, nas próximas horas, para o Centro de Ressocialização de Sorriso (CRS). De acordo com a Polícia Civil o jovem havia sido preso, horas antes, acusado de estuprar a própria tia, uma dona de casa de 33 anos.

Peritos da Politec de Sorriso foram acionados e devem realizar ainda hoje uma perícia no local, conforme procedimento padrão.


Falta de estrutura – Devido o número reduzido de policiais a delegacia permanece desguarnecida durante o período noturno e as fugas do local já se tornaram frequentes.

Alunos se unem e impedem ocupação de escola no Paraná

Alunos da cidade de São Mateus do Sul, no estado do Paraná, que são contra as ocupações nas escolas, se uniram e não deixaram ocorrer uma invasão na #Escola São Mateus. Eles decidiram seguir o caminho oposto de outros alunos do estado. Segundo a direção da escola, alguns estudantes souberam da provável invasão e se uniram através do Facebook para impedir.

Em vista do ocorrido, foi promovida uma reunião com o grêmio estudantil e alunos favoráveis à ocupação. Foi debatido o assunto e abertas todas as possibilidades possíveis, para chegarem a um acordo.

A votação contrária à ocupação ganhou, e foi acordado que a escola não seria ocupada. Porém, alguns alunos tentaram invadir o local, mas foram contidos por aproximadamente 800 pessoas da turma da noite. As autoridades foram chamadas e cerca de 40 minutos passados, o grupo que estava querendo invadir, desistiu.

Parabéns molecada. É assim que se faz. Bom exemplo.