23 de novembro de 2016

Sobrinha-neta de Sarney foi estuprada antes de ser assassinada


A sobrinha-neta do ex-presidente da República José Sarney, Mariana Costa, de 33 anos, foi estuprada antes de ser assassinada pelo cunhado, o empresário Lucas Porto, de 37, segundo informou a Polícia Civil do Maranhão. Os laudos periciais foram apresentados nesta quarta-feira, 23, na sede da própria Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA).

O assassino confesso vai responder por três crimes: estupro, homicídio e feminicídio.
 
O empresário Lucas Leite Porto foi
preso após prestar depoimento
De acordo com o secretário de Segurança Pública, Jeferson Portela, o crime foi extremamente violento. "Foi um crime cometido com extrema violência e crueldade contra uma mulher, sem chances de defesa. Ele podia ter ido embora quando ela estava apenas desmaiada, mas ele a sufocou usando um travesseiro", disse.

As investigações policiais apontam que Mariana estava dormindo e despida quando o cunhado entrou em seu apartamento. A polícia concluiu que ele a estuprou, depois a esganou e por fim a asfixiou. Houve luta corporal.

O aconteceu em 13 de novembro, no condomínio Garvey Park em São Luís.

Facebook e Google fecham cerco contra notícias falsas

O Facebook e o Google anunciaram medidas para combater sites que propagam notícias falsas, impedindo que estas plataformas utilizem seus serviços de publicidade. Apesar da decisão das duas companhias, as “fake news” continuarão aparecendo nas buscas e poderão ser compartilhadas.
As duas gigantes da tecnologia declararam guerra aos sites de notícias falsas após o Facebook ser acusado de influenciar no resultado das eleições dos Estados Unidos, pois haveriam sido difundidas informações falsas que teriam beneficiado Donald Trump, o candidato eleito. Segundo o El País, a notícia fictícia mais criticada foi a de que o papa Francisco havia dado seu apoio ao candidato republicano.
“Não queremos mais notícias falsas no Facebook, nossa meta é que tudo tenha sentido. E entre nossas responsabilidades está evitar que as notícias falsas sejam difundidas. Isso me importa muito, mas nos custa identificar ‘a verdade’. Enquanto algumas histórias falsas podem ser desmascaradas facilmente, outras nem tanto”, disse o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, em texto publicado na própria rede social.

Procon e Proteste alertam sobre fraudes na Black Friday

Na próxima sexta-feira (25), estabelecimentos comercias e lojas virtuais vão colocar à venda milhares de produtos com preços promocionais. É a Black Friday (em português, sexta-feira negra), uma ação comercial criada nos Estados Unidos e que vem ganhando a adesão dos empresários do Brasil nos últimos anos. Entidades ligadas à defesa do consumidor, como os Procons e a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), alertam para possíveis propagandas enganosas no período.
A Proteste destaca que a Black Friday no Brasil é lembrada pelo grande número de fraudes praticadas no comércio e pede cautela nas compras. A dica é para que o consumidor não feche o negócio se notar que os descontos são enganosos e que o anúncio de oferta não passa de um artifício para vender mais, o que é comum no período, segundo a Proteste. A sugestão é fazer pesquisas em outras lojas para ter certeza de que o preço é realmente promocional.

Filho mata próprio pai para defender a mãe em União do Norte

O homicídio ocorreu na manhã desta terça-feira (22-11) no bar do Patinho no Assentamento Vida Nova I em União do Norte, distrito de Peixoto de Azevedo.

Segundo informações o senhor identificado como Avelino Silva de Souza, tentou contra a vida de sua esposa com uma faca, a mesma conseguiu fugir e pedir ajuda para seu filho, ao retornarem ao estabelecimento comercial encontraram o senhor alterado e em posse de um revólver calibre 38 que chegou a efetuar dois disparos contra a mulher e filho, porém nenhum acertou os mesmos.

O filho em posse de uma espingarda calibre 20 disparou aproximadamente três disparos contra o pai, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local, após toda a ação o rapaz foragiu do local.

A Polícia Militar, a Polícia Judiciária Civil juntamente com a Politec foram acionados e estiveram presente no local para realizar as primeiras investigações.