23 de outubro de 2018

É #FAKE que urnas eletrônicas irregulares foram apreendidas em carro particular

Circulam nas redes sociais fotos de urnas eletrônicas dentro de uma caminhonete acompanhadas da frase: "Pessoal repassar nos grupos, urnas eletrônicas do TRE são apreendidas agora a pouco em carro particular com destino a Autazes no Amazonas!". 

Não houve apreensão de urnas. As mensagens são #FAKE. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amazonas e a Polícia Militar do Amazonas dizem que as imagens foram feitas durante uma operação na tarde de sábado (20), mas negam que tenha havido qualquer apreensão ou irregularidade. G1

Bolsonaro será eleito mesmo com ataques criminosos do PT

Bolsonaro presidente


Gente, a campanha que o PT está fazendo nestes últimos dias está ficando cada vez mais repugnante. 

Com a intenção clara e evidente de prejudicar o candidato favorito Jair Bolsonaro (PSL), o poste Haddad, com apoio da grande imprensa vendida, está pintando o sete para diminuir o tamanho da derrota que sofrerá neste 28 de outubro.

São denúncias sobre denúncias, que vão desde a criminosa intenção de ligar o futuro presidente  Bolsonaro com turtura, fake news, afronta ao Judiciário, mentiras e mais mentiras, etc.

O bom de tudo isso é que Bolsonaro vai ser eleito e ninguém até o momento encontrou razões para chamá-lo de corrupto.

Bem diferente dos amigos e padrinhos do poste que ou estão presos ou denunciados por crimes escabrosos praticados contra a Nação.

Podem berrar o quanto quiserem. Podem inventar....

Bolsonaro será o presidente do Brasil para alegria dos brasileiros que cansamos de sofrer nas mãos criminosas da esquerda nojenta e fétida que por anos dominou nosso País.

Tá chegando a hora. O Brasil se verá livre dessa desgraça....


Facebook exclui conta do blogueiro Dorjival Silva

Imagem ilustrativa


Somente uma coisa pode explicar os motivos que levaram o Facebook a excluir minha conta, deletando de vez um perfil com mais de 6 anos, 5 mil amigos, e minhas fanpages, que somadas alcançavam cerca de 50 mil pessoas. 

Fiz muita publicidade favorável ao candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL).

Fiquei chateado? Claro que sim. 

O Facebook excluiu minha conta sumariamente sem sequer me advertir do que eu poderia estar fazendo em contrário às regras da empresa.

Mas, agora já foi. Abri nova conta. E vamos continuar divulgando massivamente o nome Bolsonaro como o melhor para assumir a presidência em 1 de janeiro.

Quem desejar me adcionar como amigo lá em minha nova conta basta acessar facebook.com/dorjivaldasilva 

Grato. 

19 de outubro de 2018

Frente Parlamentar pela Internet Livre vai ao TSE contra PSOL

Por Cláudio Humberto

A Frente Parlamentar pela Internet Livre recorreu ao TSE contra o pedido do PSOL para suspender o WhatsApp na próxima semana, até o domingo da eleição.

 “Não se pode punir 120 milhões de pessoas, em razão do suposto cometimento de irregularidades por alguns poucos indivíduos. Nada justifica essa ofensa ao texto constitucional.”




18 de outubro de 2018

Cápsula do Tempo será guardada no campus da Unic Tangará da Serra

Diretor Furquim, coordenadores Luiz Carlos e Roseli Honorato

Por Dorjival Silva
Blogueiro - Acadêmico do sexto semestre de Direito

A Universidade de Cuiabá (Unic), campus de Tangará da Serra, faz o fechamento, na manhã deste sábado (20), de sua Cápsula do Tempo Cidadã.

Dentro do objeto, professores, alunos, funcionários e convidados depositarão fotos, notícias e mensagens sobre suas perspectivas de futuro.

 Essa Cápsula fará um memorial do tempo presente, contextualizando a universidade, a sociedade e o aniversário de 30 anos de promulgação da Constituição Cidadã de 1988.

De acordo com o coordenador do curso de Direito da instituição, professor Luiz Carlos de Paulo Barbosa, a Cápsula do Tempo será aberta somente em 5 de outubro de 2033.
Luiz Carlos com a Cápsula

Ele acrescenta que a pessoa que estiver à frente da coordenação do curso de Direito, irá presidir a cerimônia de abertura dos documentos naquela esperada quinta-feira.

Acadêmicos ouvidos pelo blog disseram que a iniciativa cria uma sensação de pertencimento para as pessoas que estão passando pela universidade pelo fato de estarem sendo também parte de sua história. 

A Cápsula ficará guardada em um porta chaves feito para o evento, localizado na sala da coordenação. 

PROJETO - O projeto tem o apoio do diretor da universidade, Manoel Aparecido Furquim e de Roseli Honorato de Arruda Carvalho, coordenadora acadêmica.







17 de outubro de 2018

URGENTE: Bolsonaro dispara e passa de 60% nas pesquisas




Bolsonaro deve ser o presidente com maior votos da história da democracia brasileira.
Diz O Antagonista:
A pesquisa exclusiva da Crusoé, realizada pelo Instituto Paraná, mostra Jair Bolsonaro com 60,9% dos votos válidos.
Fernando Haddad tem apenas 39,1%.
A vantagem de Jair Bolsonaro no primeiro turno, que já era imensa, tornou-se ainda maior.
Se os números se mantiverem assim até o dia 27, assistiremos ao maior massacre eleitoral da nossa democracia.
REJEIÇÃO
Fernando Haddad é rejeitado por 55,2% dos eleitores, diz a pesquisa da Crusoé, feita pelo Instituto Paraná.

O número dos que rejeitam Jair Bolsonaro, por outro lado, despencou 10 pontos percentuais desde a nossa última pesquisa, caindo para apenas 38%.


Adoro ver os políticos sonhando!

Taques, Blairo e Jaime: sonhadores
Findo o primeiro turno das eleições e os sonhos dos políticos sem mandato, ou recém-leitos, estão às alturas. 

Blairo Maggi que ficou caladinho na campanha toda, agora resolveu divulgar seu voto em Bolsonaro (PSL) no segundo turno. Ele sonha em permanecer no cargo. 

Ficará apenas no sonho. 

Bolsonaro já tem a pessoa certa para ocupar o Ministério da Agricultura, agora junto ao Meio Ambiente: Nabhan Garcia, presidente da União Democrática Ruralista e amigo de longa data do capitão reformado. 

E até mesmo quem foi eleito, no caso, Jaime Campos (DEM), está sonhando com uma boquinha no governo federal para abrir espaço para o suplente Fábio Garcia assumir sua vaga no senado.

Também ficará apenas no sonho.

Até mesmo o governador dorrotado Pedro Taques (PSDB), segundo as línguas fofoqueiras, divulgou que votará em Bolsonaro, também sonhando com uma salinha em algum Ministério. 

Em Tangará da Serra, o sonho de Vander Masson (PSDB), que recebeu 27.044 votos, é que o deputado eleito por sua coligação, Dr. Leonardo (SD) seja eleito prefeito de Cáceres, em 2020, para sobrar a vagar de deputado federal para ele que é primeiro suplente. 

E o projeto de Vander para em 2020 ser prefeito de Tangará da Serra, vai para as estrelas?

Adoro ver essa gente sonhando!

“O segundo turno deverá determinar o fim do PT”

Fim da linha


Almir Pazzianotto comemora o fim do PT: 

 “Durante 12 anos e alguns meses de regime petista a economia foi desbaratada; a política, aviltada; o País, desindustrializado; o Tesouro Nacional, o BNDES, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal, a Petrobrás e os fundos de pensão, saqueados. 

Torrentes de dinheiro foram canalizadas para apoiar ditaduras africanas e latino-americanas. 

Não satisfeito, usou e abusou do aparelhamento do Estado para se consolidar no governo, ao qual procura retornar com o propósito de arrebatar definitivamente o poder, como declarou José Dirceu.

O apego ao crime pode ser aferido pelo asilo concedido ao terrorista italiano Cesare Battisti pelo presidente Lula (…). 

 O segundo turno deverá determinar o fim do PT como força política, com a derrota do binômio Fernando Haddad-Manuela D’Ávila. 

Aos brasileiros respeitáveis não restará alternativa senão derrotá-lo, ainda que o remédio a alguns possa parecer amargo.” 

 Ligado a Franco Montoro e Tancredo Neves, Almir Pazzianotto foi, entre muitas outras coisas, advogado do sindicato de Lula durante a ditadura. O Antagonista

16 de outubro de 2018

Bolsonaro é o novo presidente do Brasil.

Jair Bolsonaro


A campanha eleitoral está praticamente encerrada.

Não há mais quem duvide que Jair Bolsonaro (PSL) será eleito com larga vantagem em relação ao seu adversário, o poste Fernando Haddad (PT).

Para haver uma virada no jogo, o poste teria que ganhar 1,5 milhão de votos por dia até 28 de outubro. 

Isso será impossível, de acordo com os cientistas políticos. 

Bolsonaro é o novo presidente do Brasil. 

Bolsonaro terá ministério sem raposas velhas

Gosto de ver esses políticos da ala do "deus me acuda" se articulando para fazer parte do governo Bolsonaro.

Caso de Jaime Campos (DEM). 

O cidadão nem foi diplomado ainda e sequer houve o segundo turno, e já está espalhando conversas que poderá ocupar algum ministério ou outro cargo federal.

Para abrir a vaga para o suplente Fábio Garcia (DEM). 

Impressionante como os políticos antigos imaginam sempre que qualquer um que ocupar o Planalto agirá da mesma forma que os demais.

Digo daqui desta página.

Bolsonaro não tem acordo para nomear ninguém para cargo algum. 

O futuro presidente formará um ministério independente. 

De preferência, longe das raposas velhas. 

Esperem para ver!

Rosa Neide mente quando diz que professores são desrespeitados por Bolsonaro

Bolsonaro: Escola sem partido e sem Kit Gay


Com uma gestão pífia, sem reflexo positivo na comunidade escolar de Mato Grosso enquanto esteve à frente da SEDUC, a petista Rosa Neide, que se elegeu deputada federal em 7 de outubro, está cumprindo muito bem o seu papel quando tenta macular a imagem do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) perante os educadores. 

Ela disse em entrevista ao site Olhar Direito que Bolsonaro desrespeita os professores por combater o desastroso Kit Gay. Foi isso mesmo? 

“Vamos respeitar os educadores do Brasil. Vamos respeitar as nossas escolas. Os livros que lá chegaram quando o Haddad era ministro, e eu estava na Seduc, são livros compatíveis com a idade das crianças. Foi para as crianças serem mais felizes e viajarem na literatura. Foi para isso que enchemos as escolas de livros, para agora, um cabra qualquer que tem sete mandatos, com dois filhos deputados, com a família toda dependurada nos cargos vir tecer comentários para agredir a educação do Brasil. A educação no Brasil não vai passar por isso, não vamos aceitar", falou.

É preciso ter muita paciência para lidar com esse pessoal que defende o criminoso Lula, as ditaduras comunistas de Cuba e Venezuela e que gostaria de ver o poste Haddad presidente da República.

Todos os brasileiros sabem que a educação na infame era petista foi um desastre para a Nação. Prova são os índices que estamos colhendo. 

Temos hoje um enorme fracasso escolar justamente pelas políticas educacionais defendidas pelo governo do PT. Que não se preocupou em educar, mas alienar jovens e adolescentes. E até nas universidades. 

Fui acadêmico de Ciências Sociais na Universidade Estadual do Rio Grande na década de 90 e lembro muito bem o tamanho da pressão que sofria nas aulas de Filosofia e Sociologia. 

A escola pública de Mato Grosso, como em todo País, é um caos. Sou professor, por ironia do destino, de Filosofia e Sociologia, e sei o que estou dizendo.

Os professores sempre foram desvalorizados e desrespeitados historicamente no Brasil. 

E foi na era petista que eles mais sofreram terríveis constrangimentos, e ainda sofrem ameaças e até mesmo espancamentos por parte de alunos doutrinados pelo sistema de esquerda do qual Rosa Neide sabe defender muito bem.

Bolsonaro nunca desrespeitou professores, vez que nunca foi gestor. Nem como legislador. 

Quem desrespeita minha classe é a esquerda comunista. Quando trabalha arduamente para nos usar como meros doutrinadores a serviço do sistema.

Quem desrespeita os estudantes é a filosofia esquerdista. Quando trabalha sistematicamente uma "educação" que empobrece e emburrece a todos. 

Quem desrespeitou a Nação levando a nós todos ao abismo econônimo, social e cultural foram os que nos roubaram e nos jogaram na pobreza aguda atual.

Menos, Rosa Neide. 

Lula está preso. O poste vai ser derrotado. O PT já desceu a ladeira. E você foi um fracasso como gestora da educação de Mato Grosso. 

Bolsonaro tem moral para vencer a eleição e acabar com a raça ruim da esquerda da América Latina.

E por cima, valorizar a Educação, os professores e estudantes da educação básica e superior. Aceite que dói menos. 

Delegado e dois investigadores são presos pelo Gaeco em Colniza

Gaeco em ação na cidade de Colniza


O juízo da comarca de Colniza, expediu prisão preventiva na manhã desta terça-feira (16) em desfavor do delegado de polícia e mais dois investigadores que atuam no município.

O trio é suspeito de prática de tortura.

A operação foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), composto por membros do Ministério Público, Polícia Civil e Polícia Militar, e a Promotoria de Justiça de Colniza.

A Corregedoria Geral de Polícia Civil do Estado acompanhou as prisões. 

Rede de Marina vai deixar de existir

Marina está sem rumo

Diz O Antagonista:

A Rede será extinta. 

 Segundo O Globo, “o partido idealizado por Marina Silva deve deixar de existir até o final do ano.

 Após não atingir a cláusula de barreira e ficar sem fundo partidário e propaganda no rádio e na TV, integrantes da legenda conversam com PV e PPS mirando uma fusão nos próximos meses”.

Cid Gomes dispara: PT vai perder a eleição para Bolsonaro

Cid detona o PT em evento pró-Haddad


O senador eleito Cid Gomes (PDT-CE) disse ontem em Fortaleza, o que eu e muitos eleitores brasileiros adorariam dizer a uma audiência formada por lulopetistas fanáticos.

Como amplamente divulgado, Cid desceu o verbo sem dó nem piedade nos cegos que ainda creem que o poste Haddad será vitorioso em 28 de outubro.

"Babaca! Babaca! Isso é o PT, e o PT desse jeito merece perder, pra rimar, só pra rimar. Babaca, vai perder a eleição. É isso aí, é esse sentimento que vai perder a eleição".

Em sua fala acusou ainda de serem os próprios petistas os responsáveis pela certa eleição de Jair Bolsonaro (PSL).

Toma, petralhada!

15 de outubro de 2018

Fim da linha para os dinossauros da política mato-grossense

Serys, Daltro e Eline: fim da linha
A ex-senadora Serys Shessarenko (PRB) tentou uma cadeira na Câmara Federal, mas não foi eleita. Ex-deputada estadual e a primeira mulher eleita senadora de Mato Grosso, à época pelo Partido dos Trabalhadores, Serys recebeu no dia 7 de outubro 33.546 votos. 

 Também na disputa por uma vaga na Câmara Federal, o ex-deputado federal Eliene Lima recebeu somente 9.330 e não se elegeu. 

 O ex-vice-governador e ex-deputado estadual Chico Daltro foi outro que tentou retomar a carreira política. Sua última vitória nas urnas foi em 2010, quando compunha chapa com o então governador Silval Barbosa, que disputou a reeleição. Este ano Daltro tentou voltar a AL, mas teve somente 5.548 votos. 

 O ex-vereador e ex-secretário de Estado e da Prefeitura de Cuiabá Carlos Brito também saiu derrotado na briga por uma cadeira na Assembleia Legislativa. Ele, que já foi prefeito interino de Cuiabá na década de 1990 obteve 5.464. 

 O radialista e ex-deputado federal Lino Rossi também disputou, sem sucesso, uma vaga na Assembleia Legislativa. Ele obteve somente 1.242 votos.

EM TEMPO: O perfil do eleitorado mato-grossense, brasileiro, está mudando e mudando para melhor. As últimas eleições deixaram um recado claro: é tempo de renovação. Adeus, corrupção! Adeus dinossauros! 

Com Olhar Direto. 

PSDB perde seus dias de glória em Mato Grosso

Alckmin recebeu apenas 67.498, ou 4,13% do total em MT

Uma comparação entre os números da apuração presidencial em 2014 e 2018 mostra o tamanho do desastre eleitoral que se abateu sobre o PSDB em Mato Grosso. 

 Em 2014, o então candidato tucano Aécio Neves teve 693.251 votos no Estado, o que correspondia a 44,47%. 

 Já em 2018, Geraldo Alckmin recebeu apenas 67.498, ou 4,13% do total. Estado tradicionalmente tucano em eleições presidenciais, Mato Grosso repetiu o movimento de muitas outras unidades da federação. 

Ou seja, os votos do PSDB migraram em peso para Jair Bolsonaro, escolhido por 981.119 (60,04%).

Haddad diz ao país que não tem carro

Haddad anda apenas de bicicleta?

O cinismo e a falta de vergonha na cara do comunista Fernando Haddad (PT) só é superada pela do seu chefe maior, o criminoso que está preso em Curitiba.

O poste chegou a dizer em rede nacional que não possui carro. Um carrinho, por velho que seja.

É claro que o País inteiro deu uma tremenda risada para o que o pobrezinho falou.

A propósito: ai em São Paulo, o Haddad anda sempre de ônibus, metrô ou carona?

Com a palavra, o cidadão. 

14 de outubro de 2018

Com eleição de Bolsonaro, Blairo estará fora do governo federal

Blairo não permancerá no governo Bolsonaro

Apesar de certa especulação nos últimos dias, o ministro da Agricultura Blairo Maggi não deve permanecer no cargo em um eventual governo Jair Bolsonaro (PSL). 

 Segundo informações da imprensa nacional, em caso de vitória de Bolsonaro, o cargo deverá ser ocupado por Nabhan Garcia, presidente da União Democrática Ruralista e amigo de longa data do capitão reformado. 

 Aliás, caso Bolsonaro vença a eleição, ele vai fundir a Agricultura com Meio Ambiente.

13 de outubro de 2018

Bolsonaro quer propor novo modelo de urna

Bolsonaro quer urna que possa ser auferida


Diz o Antagonista: 

 Jair Bolsonaro disse neste sábado que, se eleito, vai propor um novo modelo de urna eletrônica. 

“É uma forma tranquila de votar, você aproveita a urna eletrônica, mas você tem rapidamente como provar com o voto de papel do lado o resultado das eleições”, afirmou. 

O candidato do PSL também foi questionado se sua proposta não enfrentaria problemas no Judiciário.

“Você vai mudar a forma, nós podemos mudar tudo, até a Constituição. 

O Supremo decidiu que o voto impresso não cabe, tudo bem. 

Agora, uma nova urna eletrônica mesmo, mas com o poder de ser auferida isso nós vamos propor sim”.

Wagner Ramos culpa Taques e Silval por seu fracasso eleitoral

Wagner Ramos está triste pelo fracasso nas urnas

O deputado estadual Wagner Ramos (PSD) aproveitou a oportunidade na primeira sessão, após a eleição, para justificar alguns motivos que conduziram o seu fracasso eleitoral nas urnas em 7 de outubro.

Ele destacou: 

1) A delação do ex-governador Silval Barbosa que jogou seu nome na vala dos corruptos;

2) O Interesse do eleitor por eleger pessoas novas na política;

3) O fracassado desempenho de Pedro Taques em Tangará da Serra e região. 

Ramos que já vinha de dois mandatos na Assembleia, recebeu míseros 8 mil votos e amargou uma derrota histórica. 

Mas, não foi só isso não.

Verdade é que Wagner de tanto prometer e não cumprir com suas promessas, acabou caindo no descrédito da população.

Wagner também mudou muito seu comportamento perante seus eleitores. 

Conversei com dezenas de cidadãos que em todas as eleições, além do voto, prestavam serviços eleitorais voluntários para o candidato.

Esses mesmos cidadãos me disseram ter estado abandonados (sem a presença do deputado) nos últimos anos. Wagner foi bem pouco às suas comunidades ouvir suas necessidades pessoais e coletivas.

Lembro de ter ouvido de influentes cidadãos de Tangará da Serra, que Wagner na Assembleia Legislativa, era um orgulho e uma esperança de avanços económicos e sociais para nossa região.

Não foi, dizem hoje os mesmos que o elegeu.

A verdade é que ele deixou muito a desejar em todos os mandatos. E a prova, é sua derrota. 



MT: LGBT critica público gay e declara voto em Bolsonaro

Madona Arruda: LGBT

A LGBT mato-grossense Madona Arruda, que concorreu pelo PPS a uma vaga na Assembleia Legislativa em 7 de outubro, declarou em emtrevista ao site Mídia News que apoia neste segundo turno a candidatura Jair Bolsonaro (PSL). 

 Em um momento ela diz: 

Agora vamos deixar eles [petistas] voltarem porque você tem medo do Bolsonaro ser homofóbico?”, questionou. "Eu estou defendendo o Bolsonaro porque não quero o PT", disse. 

Num segundo momento, Madona que é uma exemplar servidora pública enfatiza:

 “Os caras acham que quando o Bolsonaro ganhar vão poder colocar um revólver na cintura e sair dando tapa na cara. Eles estão confundindo. Talvez porque o próprio candidato no começo passava agressividade. Mas os caras do PT são iguais”, criticou. 

 “Nós somos 60 mil LGBTs em Mato Grosso. Nós conseguiríamos fazer um federal e dois estaduais. Mas eles não tiveram voto expressivo. Estão preocupados com Bolsonaro, mas não tiveram a preocupação de se unir e fazer um candidato para defender a eles mesmos?”, questionou. 

 “Sabe aquele cara que é preto e racista? Tem o cara que é gay, xinga os amigos gays, mas se alguém falar ‘bichinha’, ele processa. Esse tipo de coisa tem que terminar. Falta tolerância”, afirmou.

Madona recebeu 634 votos, mas não foi o suficiente para conseguir ocupar uma cadeira na Casa de Leis. Com informações do Mídia News.

12 de outubro de 2018

Bolsonaro parabeniza Nelson Barbudo e usa seu chapéu em discurso; Vídeo



Líder nas pesquisas, o candidato a presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), em encontro com todos os parlamentares eleitos pelo seu partido no Brasil ocorrido nesta quinta-feira (12), parabenizou o candidato a deputado federal com mais votos em Mato Grosso, Nelson Barbudo e chegou a usar o seu característico chapéu durante o discurso. 

 “Ele é um homem que acreditou, que apareceu quase que do nada e acreditou em uma proposta. Conversou conosco e foi a luta. Ele sabe que sozinho é muito difícil, não podia contar com nosso apoio por que as condições vocês sabem. Mas ele foi a luta e é o mais votado do Mato Grosso então parabenizo ele”, disse o presidenciável. Do Olhar Direto

Votos de quem pratica violência são dispensados por Bolsonaro

Do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), diante da intolerância e violência entre eleitores divergentes que se revelaram no Brasil como violentos…


Falta de habilidade política tirou Pedro Taques do Paiaguás

Paulo Borges e Pedro Borges


Em entrevista ao Diário de Cuiabá, nesta sexta-feira (12), o presidente regional do PSDB, ex-vereador Paulo Borges, disse que o governador Pedro Taques não conseguiu se reeleger porque lhe faltou habilidade política para lidar com seus aliados, e também com a população mato-grossense.

Põe falta de habilidade nisso!

Tanques começou mal o seu governo quando deu um chute em seus colegas pedetistas, pessoas que se comprometeram para vê-lo chefe do Paiaguás.

Não contribuiu para o presidente do PDT, deputado estadual Zeca Viana ascender à presidência da Assembleia legislativa. 

Fez campanha em favor de um deputado do PSDB, que acabou logrando êxito.

Naquele momento, eram dados por Pedro Taques os primeiros passos para sua derrota no processo de reeleição futura.

O PDT saiu da base do governo e passou a ser uma voz de oposição por meio do deputado Zeca Viana, contando depois com o apoio da deputada Janaína Riva e mais algumas vozes roucas da Assembleia.

A reeleição de Pedro Taques foi comprometida nos primeiros 30 dias de seu governo, com a postura deselegante dele para o deputado Zeca, Otaviano Pivetta, Jaime Campos, Mauro Mendes e tantos outros que contribuíram para sua vitoriosa campanha.

Não demorou muito e o governador começou a ficar isolado. O isolamento foi tanto que o próprio vice-governador Carlos Fávaro, numa atitude elogiável, optou pela renúncia ao cargo.

Quem derrubou Pedro Taques foi ele mesmo. 

A classe política e a sociedade, digo, o eleitorado, ficaram apenas aguardando o momento para aplicação do golpe mortal naquele que poderia ter ficado na história de nosso estado como um grande governador. 

Foi o que aconteceu em 7 de outubro. 

O homem que tinha a máquina na mão recebeu míseros 19% dos votos válidos, o equivalente a 271 mil votos. Ficando abaixo de Wellington Fagundes (PR) que recebeu 280 mil votos mesmo estando sua candidatura atrelada à desgastada esquerda representada pelo poste Fernando Haddad.

Taques, além de desleal com seus amigos, aqueles que o conduziram à chefia do Paiaguás, foi uma decepção também para os outros poderes, e principalmente para os mato-grossenses. 

Justiça foi feita. 





PT joga católicos contra protestantes

Imagem ilustrativa


Diz o Antagonista: 

 Fernando Haddad atacou o “fundamentalismo charlatão” de Edir Macedo depois de sair de uma missa em homenagem a Nossa Senhora Aparecida. 

 Ele está usando a Igreja Católica para se contrapor aos evangélicos que declararam apoio a Jair Bolsonaro. 

 O PT, que sempre jogou pobres contra ricos, negros contra brancos, nortistas contra sulistas, agora tenta jogar católicos contra protestantes. 

A Guerra dos Trinta Anos chegou ao Brasil com quatro séculos de atraso.

Zeca Viana é derrotado mesmo após anunciar apoio a bolsonaro

Zeca Viana: fragorosa derrota nas urnas

O deputado estadual Zeva Viana, chefão do PDT em Mato Grosso, rodou nessas eleições. 

Chegaram a crer que após ele ter anunciado apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), poderia levar vantagem e ser reeleito com folga.

Efeito contrário.

Nem ele e nem a sobrinha, secretária geral da legenda no estado, Renata Viana, que concorreu a uma vaga na Câmara Federal, sequer se aproximaram da eleição. 

Do partido, salvaram-se apenas a eleição do vice-governador Otaviano Piveta na chapa de Mauro Mendes (DEM) e a reeleição de Allan Kardec Pinto.

É o começo do fim do PDT, um partido que já vinha cambaleando em todos os municípios mato-grossenses. 

São os novos tempos. Ou seja, a renovação que chegou pra valer. 

PSD perde 80% de sua bancada na AL de Mato Grosso.

AL/MT. Foto do Gogle

O mundo gira.

O PSD de Mato Grosso que já foi o bam bam bam da Assembleia Legislativa, perdeu 80% de suas cadeiras.

Quem tinha 5 deputados antes das eleições, agora chora ao ver apenas uma cadeira sendo ocupada pelo partido. 

O péssimo desempenho eleitoral nas urnas do presidente regional da legenda, ex-governador Carlos Fávaro, que concorreu a uma vaga no senado, pode ser a explicação.

Ponha ai também o histórico do partido. 

Ondanir Bortolini, o Nininho, é o único representante da sigla na AL. 

É o fim da legenda em Mato Grosso. 


Blogueiro dá resposta à nota de repúdio publicada pela Adunemat

Quem são os agressores nesta foto?
A Associação dos Docentes da Universidade do Estado do Mato Grosso (Adunemat), divulgou nota de repúdio em desfavor de professores e acadêmicos da Unemat que defendem a candidatura do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

Na nota, é alegado que pessoas contrárias à candidatura Bolsonaro,, diga-se, (que  defendem o prisioneiro Lula, a ex-presidente impichada Dilma Roussef, todo mal praticado no País pelo PT e o  poste Fernando Haddad), estariam "perseguindo" os esquerdistas da instituição.

Menos, rapaziada. 

Vocês e todos nós sabemos que quem sempre usou métodos de perseguição, intimidação, coação e outros meios não publicáveis, para tomar ou se manter no poder, foi a esquerda.  

Nem preciso descrever no meu blog o que vocês da esquerda já fizeram mundo afora contra quem não reza em sua cartilha.

Cito apenas o exemplo da Venezuela que vocês admiram e defendem. Naquele País, a direita é de fato perseguida como se barata fosse pelas forças do ditador Maduro que a esquerda imoral aplaude. 

No Nordeste, digo porque sou de lá, a esquerda coage e intimida os dependentes do Bolsa Família a seguir votando em seus candidatos, sob pena de ficarem sem a pequena ajuda que o governo federal os repassam mensalmente.

Não foram poucos os casos em que tomei conhecimento pela internet de professores berrando em sala de sala, alguns até mesmo humilhando alunos e outros colegas, justamente por não defenderem o sistema petralha.

Agora, vocês querem posar de vítimas? 

Quem lascou uma facada mortal no candidato Jair Bolsonaro? Foi um idiota criminoso que sempre esteve à serviço da esquerda, certo?

Os bolsonaristas, como eu, queremos um país unido e não dividido como defende a esquerda. 

Os bolsonaristas, como eu, queremos um país onde as famílias sejam valorizadas e não despedaçadas como defende a esquerda. 

Os bolsonaristas, como eu, queremos um país sem corrupção e não com endeusamento da corrupção e de defensores de criminosos corruptos presos como defende a esquerda.

Enfim, gostaria de dizer a Adunemat, que nós bolsonaristas defendemos a bandeira verde e amarela, que significa a paz social e o respeito às instituições.

Então, pare de vitimização, porque essa postura não cola mais. Acabou. 

Deixou para reflexão um comentário de uma pessoa identificada como Zeca, no site Olhar Direito, onde a infantil nota de repúdio foi publicada:

"É de praxe os comunistas cometerem terrorismos e apontar como fosse os seus opositores. É de praxe os comunistas não aceitarem derrotas políticas e dizerem que foi golpe! É de praxe os comunistas quando percebem que vão perder democraticamente o poder, usarem da maquiavelice de dizer que estão sendo perseguidos. Para finalizar, é de praxe os comunistas usarem frases de teóricos comunistas como Marx, Nietzche para tentarem se safar da verdade. Além disso, os provocantes, intolerantes e desrespeitosos são eles!"





11 de outubro de 2018

Jair Bolsonaro recebe apoio do PSDB de Mato Grosso

Vander, Pedro Taques e Saturnino Masson

Os tucanos de Mato Grosso declararam nesta quinta-feira (11), apoio total à candidatura do presidenciável Jair bolsonaro (PSL).

Isso inclui o governador Pedro Taques que foi candidato a reeleição e não logrou êxito. 

O anúncio foi feito pelo presidente regional da legenda, ex-vereador Paulo Borges Júnior.

Em Tangará da Serra, já no primeiro turno, os candidatos tucanos Saturnino Masson e o filho Vander Masson haviam não só declarado apoio, mas distribuído santinhos com Bolsonaro. 

Também no primeiro turno, o deputado federal e candidato a senador derrotado Nilson Leitão, já havia manifestado apoio ao presidenciável do PSL.

Nós bolsonaristas agradecemos todo apoio. Sejam bem-vindos!


Tendência de renovação política deve aumentar em 2020

Selma arruda, eleita senadora, é um exemplo de renovação e oxigenação
 na política de Mato Grosso. Imagem do Google

Da bancada de oito deputados federais de Mato Grosso, apenas um, o cacique Carlos Bezerra (MDB), se reelegeu.

Na Assembleia Legislativa, dos 24 parlamentares, retornaram apenas dez. 

Essa tendência de renovação deve acontecer também nas eleições de 2020 em prefeituras e Câmaras de Vereadores.

O eleitor tem entendido cada vez mais que é necessário renovar os poderes. 

Ar novo, vida nova.  

Parlamentares mato-grossenses gravam vídeo de apoio a Jair Bolsonaro



Pipocam cada vez mais em todos os cantos do Brasil, importantes apoios ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

Em Mato Grosso, onde ele recebeu expressiva maioria de votos, parlamentares gravaram um vídeo em apoio ao candidato.

No vídeo aparecem o senador Cidinho Santos e os deputados federais Fábio Garcia, Vitório Galli Filho e Adilton Sachetti.

Começo desta semana, o senador José Medeiros, eleito deputado federal, viajou em companhia do também senador Magno Malta (PR/PR) para defender o nome de Bolsonaro no estado do Tocantins.

Como se percebe, a campanha cresce ainda mais neste segundo turno das eleições. 

A vitória de Bolsonaro agora é questão de dias. Exatos, 19 dias. 

10 de outubro de 2018

Alckmin dá canelada ao não apoiar Jair Bolsonaro

Geraldo Alckmin

Alguém precisa dizer a esse senhor Geraldo Alckmin (PSDB/SP) que ele há muito tempo faz parte do núcleo dos políticos ultrapassados do País. Pré-históricos. 

O cara fez uma campanha milionária, tendo o maior tempo de rádio e televisão e não soube aproveitar essa benesse para se comunicar corretamente com a sociedade.

Não vi uma só aparição dele na TV, senão para falar mal de seus principais adversários. Uma hora descia a porrada em Fernando Haddad (PT), noutra em Jair Bolsonaro (PSL).

Esse tipo de politicagem se tornou algo nojento, repreensível pelos cidadãos de bem de nosso País. 

Tivesse tido melhor assessoria de marketing, por certo teria dado maior importância ao seu plano de governo, que ficar metendo o cassete nos adversários.

Era isso que o eleitorado mais queria: ouvir as propostas dos candidatos para depois decidir melhor o voto. Inclusive dele.

Alckmin fez o que sempre soube fazer de melhor: atacar seus adversários. E nessa marcha acabou caindo no precipício do descrédito eleitoral. 

Agora, quando poderia melhorar um pouco sua imagem de político "gagá", deu outra grande canelada ao deixar de orientar seus eleitores a votar corretamente. Preferiu ficar em cima do muro.

Uma atitude muito deselegante de quem sempre se mostrou ser anti-petista. 

Seu apoio ao candidato Jair Bolsonaro era esperado, mesmo tendo falado muito mal da direita no decorrer de sua campanha. 

Tudo bem. 

Já começo a entender que não apoiar Bolsonato não fará muita falta, visto que 90% dos tucanos farão isso de bom grado. 

Como disse a senadora Ana Amélia (PP/RS): "Apoio Bolsonaro sem querer nada em troca. Apenas para não ver nunca mais a petralhada de volta ao poder".

Por certo, ao ficar neutro, Geraldo ainda sonha em duelar com o petismo. 

Bola fora. 





30% do eleitorado tangaraense se abstiveram de votar

Imagem captada do Google

Diário da Serra divulgou hoje que 30% do eleitorado tangaraense não compareceram às urnas em 7 de outubro. 

Isso significa que para cada três eleitores, um não compareceu para votar. 

A situação coloca Tangará da Serra como o município que registrou maior abstenção no estado do Mato Grosso.

Por sua vez, Mato Grosso também foi o campeão de abstenções de todos os estados brasileiros. 

É uma pena que nosso município com tanta gente trabalhadora e honesta tenha desprezado tanto a oportunidade de mudar através do voto o que urgentemente precisa ganhar um novo rumo no País. E por que não dizer: na cidade?

MT: 75% dos parlamentares eleitos têm ensino superior completo

Imagem Ilustrativa
Levantamento feito pelo site Folhamax indica que dos 24 deputados estaduais eleitos em 7 de outubro, 18 possuem ensino superior completo. 

Apenas 1 tem ensino fundamental e 5 ensino médio.

Vejo com bons olhos essa elevação de nível "intelectual" dos que farão o parlamento estadual na próxima legislatura.

E espero que essa formação venha a servir para o bem do nosso  sofrido estado do Mato Grosso. 

EM TEMPO: Essa tendência deverá seguir também nas eleições municipais de 2020. 

9 de outubro de 2018

Ficam sem representação política importantes regiões do Mato Grosso

Dr João: único deputado eleito em Tangará da Serra

Cerca de meio milhão de matogrossenses residentes em municípios das regiões de Diamantino (Médio Norte), Juína (Noroeste) e Alta Floresta (Norte), ficarão sem representação política a partir de 1 de janeiro vindouro, na Assembleia legislativa e Câmara Federal. 

Por pouco, Tangará da Serra (Sudoeste) não ficará também. 

Neste município, o eleitorado regional não renovou os mandatos dos dois deputados estaduais Wagner Ramos (PSD) e Saturnino Masson (PSDB).

Por um triz foi eleito o médico nefrologista João Mattos (MDB) que concorreu a uma vaga na AL com apoio do prefeito tangaraense Fábio Junqueira e alguns vereadores.

João Mattos, popularmente conhecido por Dr. João, será assim, o único parlamentar para atender as demandas dos municípios de todas essas regiões órfãs. 

Não é que faltaram candidatos nas regiões mencionadas. 

Juína, por exemplo, teve pelo menos quatro candidatos disputando o pleito. O que mais se avizinhou de uma vaga na Assembleia Legislativa foi o ex-prefeito da cidade, Hermes Bergamim (SD). 

Em Alta Floresta, também concorreram pelo menos 5 nomes da política regional. Entre eles, o deputado Romualdo Júnior (MDB), que não foi reeleito e Maria Izaura Dias (PDT), ex-prefeita e ex-deputada estadual que não conseguiu votos suficientes para eleição.

Na região Médio Norte, Werner Santos (PP), irmão do senador Cidinho Santos (PR), andou muito longe de uma vaga na AL. 

Outros nomes também se aventuraram por vagas nos legislativos estadual e federal. Em Tangará da Serra, Vander Masson (PSDB) e Rogério Silva (MDB) queriam ser deputados federais e além de Saturnino e Wagner, o médico Lidioney (PSL) e Éster Ferreira (DEM) queriam atuar na AL. 

O eleitorado local, principalmente, não deu votos suficientes para eleição destes.

Resta agora aos municípios dessas regiões prepararem o canequinho para mendigar alguns pingos de bondade dos parlamentares eleitos noutras localidades. 




Historiadora p...da vida porque Ciro não foi eleito presidente

Imagem ilustrativa captada do Google

Ontem, ao cair da tarde, uma professora historiadora me disse ter ficada "p... da vida" por seu candidato Ciro Gomes (PDT), não ter sido mais votado "como deveria ter sido", segundo ela, pelo eleitorado brasileiro. 

Mais, "p... da vida" estava a educadora, pelo fato de o candidato Jair Bolsonaro (PSL) ter todas as chances de ser eleito presidente neste segundo turno, como ela disse crer.

Nem precisou ela me dizer que era cabo eleitoral do poste Fernando Haddad (PT). 

Por ai, dá para gente imaginar com quem estão nossos filhos no dia a dia das salas de aula. 


O insípido Amoêdo se declara neutro no segundo turno

João Amoêdo: Nem sal nem açúcar

Grandes veículos de comunicação informando que o ex-candidato à Presidência, João Amoêdo (Novo), ficará neutro neste segundo turno das eleições. 

Uma grande bobagem. 

Melhor seria ter o ex-candidato permanecido silente, visto que as peças mais importantes e influentes do Novo já declararam apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). 


O maior exemplo vem de Minas Gerais, onde Romeu Zema, futuro governador daquele estado, sendo do Novo, anunciou  apoio a Bolsonato ainda no primeiro turno. 

Aliás, João Amoêdo deveria ser um pouquinho grato pelo fato do candidato de seu partido em Minas, ter ganhado notoriedade uma semana antes das eleições e ido para a disputado de segundo turno, após ter anunciado apoio a Bolsonaro. 

Amoêdo não é sal nem açúcar. E por isso mesmo o Brasil não atendeu aos seus apelos de que seria o "novo" na propaganda eleitoral gratuita. 

Nem mesmo os milhões de reais que ele torrou na campanha sensibilizaram o eleitorado. 

Mulher acende vela em agradecimento por derrota de Wagner Ramos

Imagem do Google

Uma cidadã tangaraense me disse nesta manhã, ter acendido uma vela branca para a Santíssima Trindade quando soube que o deputado estadual Wagner Ramos (PSD), não conseguiu votos para se reeleger. 

Ela não explicou os motivos para tanto agradecimento à Divindade do Cristianismo.

Mas, fato é que WR só angariou 8049 votos em Tangará da Serra, sua principal base eleitoral e regiões médio norte e noroeste. 

À boca pequena, as más línguas vêm comentando que o deputado foi derrotado nas urnas devido à repercussão negativa causada pela delação do ex-governador Silval Barbosa. 

Na citada delação, Wagner Ramos foi acusado de pedir R$ 10 milhões para que o ex-gestor não fosse indiciado na CPI das Obras da Copa.

O parlamentar sempre negou que tivesse se enlameado. 

Outros parlamentares tiveram mesmo destino de WR. Acabaram derrotados supostamente por conta de seus nomes estarem na lista negra de Silval.

Confira a tal lista:

ROMOALDO JUNIOR - 18467 VOTOS - Citado na delação de Silval Barbosa; alvo da Operação Bereré e de outros processos

SILVANO AMARAL - 18068 VOTOS - Citado na delação de Silval Barbosa, acusado de cobrar dinheiro para ajudar na aprovação das contas de Governo de 2014

PEDRO SATELITE - 13860 VOTOS - Citado por José Riva entre os deputados que recebiam mensalinho

ZECA VIANA - 12603 VOTOS - Alvo da Operação Déjà Vu, acusado de usar notas frias para gastos com verbas indenizatórias

OSCAR BEZERRA - 11827 VOTOS - Citado por Silval Barbosa por cobrar propina de R$ 15 milhões

MAURO SAVI - 11683 VOTOS - Alvo da Bereré e beneficiado por esquemas no Detran; acusado de receber mensalinho

DALTINHO - 7528 VOTOS - Citado em delação de Silval. Acusado de ter gravado uma reunião em que parlamentares da gestão passada discutiam como fariam para receber mais “mensalinhos” do Executivo, e usado a gravação para se manter no mandato, uma vez que era suplente na época

GILMAR FABRIS – 22.913 - Aparece em vídeo recebendo suposta propina; condenação a 6 anos e 8  meses pela prática de peculato

SATURNINO MASSON - 13434 VOTOS - condenado por improbidade administrativa, referente ao período em que foi prefeito de Tangará da Serra, em razão de um esquema de fraude no pagamento de servidores municipais

EZEQUIEL FONSECA - 32410 VOTOS - Aparece em vídeo recebendo maços de dinheiro que seriam mensalinho para os deputados estaduais

VALTENIR PEREIRA - 44135 VOTOS - Acusado por Silval de pedir R$ 6 milhões de propina em obras de pontes