25 de maio de 2019

Parabéns aos Professores Livres de Tangará da Serra

Meus parabéns aos professores que disseram 'não' à greve que a esquerda quer deflagrar na semana que vem.

Parabéns aos Professores Livres!

Livres de Sindicatos

Livres de Centrais

Livres do poderio, em declínio, de uma esquerda que jogou o país na corrupção.

Mais uma vez: parabéns professores! Nós somos Livres!

Prefeito Fábio Junqueira expõe pensamento sobre o "Centrão"

Prefeito Fábio Junqueira

No Facekook, o prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira (MDB), comentou sobre as pretensões do chamado “Centrão” ao tentar a todo tempo atrapalhar o crescimento do governo Bolsonaro:

O Centrão atuou da mesma forma no mandato de Jânio Quadros. Levou Jânio Quadros a renunciar. Depois o Centrão fez uma PEC às pressas transformando o regime político em Parlamentarista. Deu posse ao vice João Goulart apenas como Chefe de Estado e o Deputado Tancredo Neves foi eleito pela Câmara dos Deputados como Primeiro Ministro e Chefe de Governo. A pratica do Centrão é sempre essa. O povo brasileiro elege Presidente e o Centrão "domestica". É o que dizem: renuncia ou (se) suicida. Dia 26 quem tem que responder é o povo de bem

Até governo petista está perdendo a paciência com grevistas

Governador da Bahia, Rui Costa (PT)

No Paraná, o governador Ratinho Junior (PSD) está descontando do salário dos professores, os dias em que ficam paralisados por participação em protestos.

Na Bahia, o governador Rui Costa (PT), decidiu cortar o salário dos professores universitários grevistas.

Veja: até o governador petista está bravo com grevistas.

No Distrito Federal, 22 mil professores viram o contracheque do mês de abril com abatimento de dias parados, mesmo com a reposição das aulas em andamento.

Em Mato Grosso, o caldo será mais grosso ainda. O Estado avalia demitir recém-empossados por concurso público mesmo sem participar em mobilizações grevistas.

Nebuloso ficará após a regulamentação do (PLS 116/2017 – Complementar) com as regras para a demissão de servidor público estável por "insuficiência de desempenho", aplicáveis a todos os Poderes, nos níveis federal, estadual e municipal.

Daqui a pouco vão jogar a culpa em Bolsonaro.

Dois advogados são suspensos pela OAB em Mato Grosso


Licínio Vieira de Almeida Júnior e Luiz Henrique Senf.

A Ordem dos Advogados do Brasil, Mato Grosso, proibiu de exercerem a advocacia, por um prazo de 90 dias, os advogados Licínio Vieira de Almeida Júnior e Luiz Henrique Senf.

Eles são acusados de aplicar golpes de indenização por danos morais.

Duas vítimas relataram que foram condenadas na Justiça a pagar mais de R$ 3 mil reais, por causa da tentativa dos advogados de agir com má fé.

Licínio Vieira e Luiz Henrique apareceram em uma reportagem do Fantástico em dezembro de 2018.

Reveja aqui a reportagem e se inteire melhor sobre o caso.


MT: Servidores efetivos em estágio probatório poderão ser demitidos

Rogério Gallo
Ao site Mídia News, o secretário de Estado de Fazenda Rogério Gallo admitiu que o Executivo pode optar por demitir, em breve, servidores efetivos que estão em estágio probatório, caso não se enquadre na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para gastos com folha salarial.

Conforme o secretário, atualmente, o Governo gasta mais de R$ 1 bilhão acima do permitido.

Conforme dados do primeiro quadrimestre, o Executivo usou 58,55% de sua receita para pagar folha salarial.

A LRF determina que o limite máximo é de 49%.

E o Sintep querendo enfiar na cabeça dos recém-empossados que deflagrem uma greve neste grave momento porque passa a economia de Mato Grosso.


Melhor ficar quietinhos agora. Porque o que está ruim pode ficar pior. 

Site revela existência de 'maconhódromo' na Unemat de Tangará da Serra

Nota divulgada pelo site A Bronca Popular revelou que acadêmicos do Curso de Jornalismo da Unemat, campus de Tangará da Serra, estariam usando maconha no interior da universidade. 

A Unemat não pode ficar calada diante dessa denúncia. 

Nossa universidade tem nome e prestígio e aceitar que no seu interior exista um fumódromo para uso de entorpecentes não cai nada bem.

Aguardamos esclarecimento por parte da instituição. 

Sintep quer fazer greve para pirraçar contra governo Bolsonaro

Professores da rede estadual de ensino, lotados em escolas de Tangará da Serra, não atenderam à incitação do Sintep desta vez.

Temendo se desgastarem mais ainda perante a opinião pública, os educadores recuaram e não participarão da greve que mesmo fraca, deve ser levada adiante pelo sindicato.

Muitos professores disseram ao blog estar desconfiados que essa greve seja apenas para os sindicalistas (braços do PT), continuarem a pirraça contra o governo Bolsonaro (PSL), para quem perderam as eleições.

"Se a greve realmente tivesse como pauta, luta em favor de nós educadores e das reformas necessárias na infra-estrutura das unidades escolares, com certeza, apoiaríamos. Mas, está claro que os sindicalistas têm outros objetivos. Como por exemplo: pedir a libertação do presidiário de Curitiba, exibir bandeiras da CUT, tentar impedir a necessária reforma da Previdência, etc. Nisso somos contrários ao sindicato", disse um educador ao blog.