28 de maio de 2019

Seduc gasta 93% do orçamento com salários e afirma que reajuste tira dinheiro das escolas


A Secretaria de Educação de Mato Grosso (Seduc) divulgou um levantamento feito pela revista Nova Escola, especializada na área, que mostra que o salário pago pelo Estado aos professores é o terceiro melhor do país. Além disto, informou que 93% do orçamento é gasto somente com o pagamento dos vencimentos dos servidores e que o reajuste tirará o dinheiro que mantém as escolas funcionando. Leia mais AQUI

Casa Civil anuncia que professores que aderiram à greve já estão tendo ponto cortado


O secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho, 
que confirmou corte de ponto de grevistas
O secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho afirmou que o Governo do Estado já cortou o ponto dos profissionais da Educação que aderiram ao movimento grevista iniciado na última segunda-feira (27).

Segundo ele, a medida segue uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de 2016, que estabeleceu o corte de ponto assim que os servidores se ausentarem do seu expediente em razão de greve.

“Isso é uma decisão do STF e nós vamos cumprir. Quem aderiu à greve já está com ponto cortado. A decisão diz que qualquer funcionário e servidor que entrar em período de greve deverá ter seu ponto descontado e é isso que vamos fazer. E já estamos fazendo desde ontem”, disse Carvalho. Fonte: Mídia News

Mendes diz que folha está na casa de 58,55% e não haverá reajuste para professor

O governador Mauro Mendes: reunião com deputados - Foto - Assessoria

Governador Mauro Mendes (DEM) se reuniu no finalzinho da manhã de hoje com os deputados estaduais para falar sobre a greve da educação que o Sintep insiste em levar adiante.

Ele disse que não há como reajustar o salário da categoria neste momento, visto que o estouro da folha já está na casa dos 58,55%, sendo 49% o limite máximo.

No encontro, Mendes se comprometeu em agendar um encontro com os sindicalistas ainda nesta semana.

NOTA DO BLOG – Essa greve patrocinado pelo Sintep, ligado à CUT, braço direito do PT, está com cara de ser mais um daqueles movimentos que temos acompanhado desde que Jair Bolsonaro (PSL) ganhou as eleições.

A galera do ‘Ele Não’ na verdade vem usando esses movimentos para esgoelar nas praças e avenidas o infame “lula livre”.

Em Tangará da Serra, mesmo com barulho e blá, blá, blá no interior das escolas estaduais, o que se tem visto até agora, tem sido um redondo NÃO na cara dos sindicalistas para a incitação deles.

Em nossa cidade as escolas não aderiram a greve.

Bem feito! Tangará não aceita mais o blá, blá, blá nem o mimimi de sindicato pelego.  




64,7% apoiam o pacote anticrime

Deu no O Antagnista:


Segundo pesquisa encomendada pelo Estadão ao Atlas Político, 45,5% dos brasileiros apoiam a reforma previdenciária e 64,7% apoiam o pacote anticrime de Sergio Moro.

Quanto à marcha bolsonarista do domingo, 47,4% se disseram favoráveis e 43,3% contrários.