9 de junho de 2019

Esquerda joga sujo para prejudicar aposentados e mais pobres da população


Não conseguem mais nem esconder: Não se trata do Brasil nem dos mais pobres, é pura ânsia para prejudicar o presidente Jair Bolsonaro e voltar ao poder.

Pouco importa se no caminho prejudicarem aposentados e miseráveis que dizem defender.

O Brasil está vendo, não conseguirão.

Juntos pelo Brasil

O Brasil não irá 'parar' dia 14 só porque quer o Partido dos Traidores


O Partido dos Traidores da pátria, se esforça para levar adiante seu plano maligno de boicotar, atrapalhar e incomodar o bom andamento do governo federal.

Agora, faz chamamento aos brasileiros para paralisarem suas atividades no dia 14 deste mês. Mais uma atitude insana e clara de quem ainda chora e geme a derrota sofrida para o governo Bolsonaro.

Sob o manto fúnebre de oposição à Reforma da Previdência, o Partido dos Traidores, quer mais uma vez sair às ruas usando servidores públicos e trabalhadores em geral, na verdade, para continuar urrando por ‘lula livre’.

Em Mato Grosso, onde o Partido dos Traidores nunca foi idolatrado, servidores públicos e demais trabalhadores não cairão mais no papo furado da esquerda de que as greves e paralisações pontuais são em favor disso ou daquilo.

Nós já sabemos que qualquer movimento incitado pela esquerda não objetiva contribuir em absolutamente nada com a sociedade. Mas, em proveito próprio.

Sendo assim, é certo que professores, estudantes e trabalhadores em geral não paralisarão suas atividades neste dia 14 numa atitude repulsiva ao chamamento maquiavélico do partido dos traidores.

Manteremos nossas atividades normalmente no dia 14, trabalhando em favor do crescimento e desenvolvimento do Brasil novo que queremos construir, vez que a esquerda o jogou no lamaçal do atraso e do sofrimento social..

Professores passarão por 'testes regulares', defende ministro da Educação

O Globo publica fala de ministro da Educação: 


“Quais os instrumentos para entregar o que o Brasil precisa? Não tem uma bala de prata. A gente tem que valorizar o professor, pagar mais ao professor da base. Tem que ter testes para professores e alunos. Quando a gente não tem método nem critérios, quem paga é a criança. Sou a favor de testes mesmo que a gente precise pagar mais, gastar mais para realizar”, ministro da Educação , Abraham Weintraub