23 de julho de 2019

Número de eleitores cadastrados por biometria chega a 69%, diz TSE


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou hoje (23) que o número de eleitores cadastrados no sistema biométrico de votação chegou a 69,57%. Conforme os dados, 101 milhões dos 146 milhões de eleitores brasileiros estão com as digitais inseridas no sistema eletrônico da Justiça Eleitoral.

Segundo o TSE, 11 estados concluíram o processo de cadastramento. Acre, Alagoas, Amapá, Distrito Federal, Goiás, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe e Tocantins atingiram marca de 100% de eleitores identificados pela biometria.

PF deflagra operação e prende suspeitos de invadir celular de Moro


Policiais Federais de São Paulo cumpriram no fim da tarde desta terça-feira (23) dois mandados de busca e apreensão de pessoas suspeitas de terem envolvimento com a invasão do celular do ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Ao menos um homem, que não teve a identidade revelada, foi preso em São Paulo e policias teriam feito buscas em sua casa na cidade de Araraquara, distante 271 km da capital paulista. Há relatos de que os agentes da Polícia Federal fizeram buscas também na casa de familiares desse homem na cidade.

O R7 apurou que a ação foi feita com cautela e sigilo e que a Polícia Federal usou agentes da Diretoria de Inteligência Policial para cumprir os mandados.

Anvisa aprova marco regulatório dos agrotóxicos; veja mudanças


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta terça-feira (23) o marco regulatório para agrotóxicos. Além de atualizar e dar maior clareza aos critérios adotados para avaliação e classificação toxicológica desse tipo de produto, o novo marco prevê alterações nos rótulos e na bula dos agrotóxicos para facilitar a identificação de riscos para a saúde humana. A mudança envolve regras de disposição de informações, palavras e imagens de alerta.

As empresas terão um ano para se adaptarem às novas regras. O prazo contará a partir da publicação do novo marco no Diário Oficial da União, prevista para os próximos dias. Em relação aos produtos que já estão em circulação, a reclassificação será feita pela Anvisa que publicou edital requerendo informações sobre os produtos. De acordo a agência, já foram enviados dados para reclassificação de aproximadamente 1.950 agrotóxicos registrados no Brasil, quase 85% do volume total (2.300) em circulação.

Governador petralha nega segurança da PM ao presidente da República


O governador petralha da Bahia, proibiu a PM de prestar a segurança devida ao presidente da República Jair Bolsonaro em visita de trabalho ao estado na manhã desta terça-feira.

Quero ver seu governador covardão, quando pipocarem rebeliões da bagaça dos presídios ai da Bahia a quem você recorrerá pedindo ajuda!

Com certeza, com o mimimi próprio de vocês petralhas vitimistas, irá pedir socorro ao Ministro da Justiça Sérgio Moro.

Este, por sua vez, não negará absolutamente nada ao querido povo baiano. Assim como atendeu de pronto ao governador do Ceará quando o estado se viu em fumaça promovida pelas quadrilhas chefiadas de dentro dos presídios.

Se cuida, Rui! Para com esse ranço contra o governo de Bolsonaro. A campanha acabou, homi.

Apenas 15 senadores não recebem auxílio-moradia, nem ocupam imóvel


Entre os 81 senadores no exercício do mandato, apenas 15 não são beneficiados com auxílio moradia de R$ 5,5 mil por mês e tampouco ocupam um imóvel funcional. A prática é “novidade” na Casa: 14 dos senadores foram eleitos (ou reeleitos) em 2018. Apenas Álvaro Dias (Pode-PR) conquistou o mandato em 2014 e está no grupo daqueles que não ocupam imóvel funcional e também não levam o auxílio.

O senador Paulo Paim (RS) é o único da bancada do PT no grupo. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder. Os três senadores do DF, Izalci Lucas (PSDB), Leila Barros (PSB) e Reguffe (sem partido) não ocupam imóvel, nem recebem auxílio.

Alessandro Vieira (Cid-SE), Chico Rodrigues (DEM-RR), Confúcio Moura (MDB-RO), Eduardo Girão (Pode-CE) e Espiridião Amin (PP-SC), Siqueira Campos (DEM-TO), Kajuru (PSB-GO), Bittar (MDB-AC), Oriovisto Guimarães (Pode-PR) e Renilde Bulhões (Pros-AL) completam a lista.

Presidiário Lula já custou R$ 4,7 milhões aos brasileiros


Petista condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex, Lula está preso desde 7 de abril de 2018, sob condições especiais, numa sala que era o alojamento de policiais na sede da Polícia Federal, em Curitiba (PR). São 472 dias. 

A PF estima que o custo para manter o petista preso é de R$10 mil por dia, ou seja, já foram R$ 4,7 milhões até o momento. Até o fim do próximo mês o total gasto no petista condenado atinge a marca de R$5 milhões.

Vídeo: vejam só essa declaração do senador Kajuru


Hoje, fiquei sabendo que existem 70 mil políticos remunerados mensalmente com dinheiro do contribuinte no Brasil.

Os cálculos são assustadores, meus amigos.

Vejam Isso: se todos esses políticos abrissem mão de 50% do que percebem, o país teria uma economia nos gastos da ordem de Meio Trilhão por ano. 

Isso mesmo: em dois anos a economia seria de R$ 1 trilhão.

Bolsonaro precisa agir nesse setor também. Em quanto o Brasil não vá à falência financeira.

Briga por federalização de rodovias estaduais é pra quem quer um Estado inchado


O presidente Jair Bolsonaro desenvolve grande esforço para negociar com a iniciativa privada a concessão de rodovias federais de todas as regiões do país.

Sabendo disso, é incoerência apoiar qualquer pensamento que queira que as rodovias estaduais de MT sejam federalizadas.

Precisamos apoiar a diminuição do estado e jamais o inchaço da União.

Privatizar a gestão das rodovias é o caminho correto, justo o que vem fazendo o presidente.

Unemat, Unic, Uniserra e o crescimento da qualidade de vida dos tangaraenses


Terça-feira e eu amanheci arretado.

Com uma vontade danada de saber, em números, qual a contribuição que Unemat, Unic, Uniserra e outras faculdades locais deram nos últimos 10 anos para o desenvolvimento e Tangará da Serra.

Quantas pessoas se graduaram na última década e quantas dessas estariam produzindo para elevação da qualidade de vida dos tangaraenses?

Se o conhecimento científico cresceu, onde está o resultado em proveito da população?

Será possível a divulgação desses dados em 90 dias?