4 de agosto de 2019

o Brasil na era PT


Até hoje, a União gastou R$ 9,9 bilhões com indenizações e pensões pagas a anistiados "políticos." 

Dinheiro suado, do povo ordeiro e trabalhador, pago a 39.370 pessoas ditas perseguidas e autointituladas defensoras da democracia.

o Brasil na era PT (2003 a 2016).

Deputado Juarez Costa é notificado para apresentar defesa em ação criminal


A juíza Rosângela Zacarkim dos Santos, da Primeira Vara Criminal de Sinop (480 km de Cuiabá), determinou que o deputado federal Juarez Alves da Costa (MDB) seja notificado em Brasília, no Congresso Nacional, para apresentar defesa em ação criminal.

"Na resposta, os acusados poderão arguir preliminares e alegar tudo que interesse a sua defesa, oferecer documentos e justificações, especificar as provas pretendidas e arrolar testemunhas", esclareceu decisão.

O Ministério Público (MPE) ofertou denúncia contra Mauro Savi (quando deputado), Juarez Costa (quando prefeito de Sinop) e o ex-diretor da Ong Vale do Teles Pires, também conhecida como Casa de Amparo Tio Mauro, Leonardo Fuga.  

Os três foram acusados por crimes de responsabilidade. Consta na denúncia, formulada por meio do Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco), da Procuradoria Geral de Justiça, que as irregularidades foram praticadas entre os meses de maio a novembro de 2009.

Bolsonaro: “Eu não peço, certas coisas eu mando”


Jair Bolsonaro foi questionado neste domingo sobre se pediu ao ministro Marcos Pontes a demissão de Ricardo Galvão do comando do Inpe. Ele respondeu:

“Está a cargo do ministro. Eu não peço [a demissão], certas coisas eu mando, por isso sou presidente”, afirmou.

“Após as declarações dele a meu respeito, pessoais, não tinha clima para continuar, mesmo que ele viesse provar que os dados estavam até mesmo certo, não tinha mais clima.”

Das vítimas de violência doméstica, 7% são menores de idade


Os relatos são repletos de dor, revolta e mágoa. Descrevem a força de um soco, a potência de um chute e a angústia de uma tentativa de estrangulamento. A narrativa da covardia se repetiu 14.985 vezes no ano passado. Esse é o número de ocorrências de violência doméstica registradas nas delegacias do Distrito Federal em 2018.

A cada 35 minutos, uma mulher desesperada expôs detalhes de seu martírio a uma autoridade policial. Milhares de outras vítimas apanharam em silêncio, sem denunciar a violência física e psicológica. 

Parte das ocorrências relacionadas à Lei Maria da Penha revela agressões ainda mais covardes — os crimes causaram o sofrimento de crianças e adolescentes. No ano passado, foram registrados 1.048 casos de violência doméstica em que as vítimas tinham menos de 18 anos, o que representa 7% do total.