25 de dezembro de 2019

Reforma da Previdência já foi aprovada em dez estados


Enquanto correm os dois prazos, alguns estados já iniciaram mudanças nos regimes previdenciários dos seus servidores públicos. Levantamento feito pela Agência Brasil indica que proposições que alteram a legislação previdenciária foram aprovadas em dez estados Acre, Alagoas, Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Sul.

No Paraná, um projeto apresentado pelo Executivo já virou lei e o segundo aguarda votação final. Em Goiás e no Pará, as propostas foram aprovadas em primeiro turno. No Mato Grosso e em Sergipe, os respectivos projetos foram aprovados nas comissões de Constituição e Justiça.

Nos estados da Bahia, Paraíba, Roraima, Santa Catarina e São Paulo projetos de lei ou emendas constitucionais estão em discussão em diferentes comissões das assembleias legislativas. Em Minas Gerais, no Rio Grande do Norte e em Rondônia, as propostas de alteração da previdência dos servidores estão em elaboração no Executivo.

Em discurso de Natal, Bolsonaro diz que ano termina ‘sem denúncias de corrupção’




O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou o pronunciamento de Natal em cadeia nacional de rádio e televisão nesta terça-feira para fazer uma defesa do seu primeiro ano de governo. Ao lado da sua mulher, Michelle Bolsonaro , o presidente elencou medidas tomadas pela atual gestão, elogiou seus 22 ministros e disse que o ano termina sem “qualquer denúncia de corrupção”.

O pronunciamento durou em torno de dois minutos e meio. Bolsonaro estava ao lado de Michelle Bolsonaro que vestia uma camisa vermelha com o nome “Jesus” estampado em letras brancas.

Bolsonaro começou seu pronunciamento agradecendo “a Deus” que, segundo ele, lhe deu uma segunda vida, em alusão ao atentado sofrido em 2018 durante as eleições quando ele foi atingido por uma facada desferida por Adélio Bispo e teve que ser submetido a diversas cirurgias. Logo em seguida, ele elogiou seu quadro de ministros.

Em balanço do ano na Record, jornalista recua 17 anos, compara e diz: “O Brasil recuperou o direito de ser otimista” (veja o vídeo)


A Internet em primeiro lugar



Levantamento exclusivo realizado pelo instituto Paraná Pesquisa em todo território nacional para esta coluna e para o site Diário do Poder revela que a maioria dos entrevistados (42,1%) utiliza a internet para se informar sobre notícias nacionais ou regionais. Em segundo lugar está a TV, com 35,7%. O rádio é o terceiro colocado com 5,9% das preferências dos entrevistados. Em quarto está o Facebook, com 5,7%.