18 de março de 2020

Todos os atos referentes à eleição suplementar deverão ser anulados, defende desembargador


O desembargador Gilberto Giraldelli, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE), afirmou que a medida "mais plausível" a ser tomada neste momento é a anulação de todos os atos realizados até agora referentes à eleição suplementar ao Senado.

O pleito suplementar, que deveria ocorrer no próximo dia 26 de abril, foi suspenso pela ministra Rosa Weber, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em determinação divulgada na tarde desta terça-feira (18).

No despacho, Weber citou o risco à saúde coletiva com a disseminação do novo coronavírus, o Covid-19.

Com a determinação, questionamentos sobre os atos já realizados – como convenções e registros de candidaturas – foram levantados. Giraldelli afirmou que ainda não há um entendimento sobre o caso, e quem deve deliberar sobre isso é a ministra.

Tangará da Serra adota diversas medidas para evitar propagação do coronavírus


Resultado de imagem para tangará da serra

Aos poucos a cidade de Tangará da Serra vai fechando todas as entradas por onde se dissemina com maior facilidade o coronavírus.

Já estão com as aulas suspensas, todas as universidades e o Instituto Federal de Educação de Mato Grosso. E a partir de segunda-feira, dia 23, estarão fechadas todas as unidades escolares do município.

As medidas adotadas pelo poder executivo também alcançam a Feira do Produtor, local de grande concentração de pessoas, especialmente às quartas-feiras e domingos, e o Shopping Popular (camelódromo).

Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública também já estão adotando medidas visando proteger seus servidores e a população.

Grandes concentrações em praças públicas, eventos esportivos e culturais estão sendo proibidos.
A cidade não registrou até o momento, nenhum caso positivo da doença. Apenas três casos estiveram na lista de suspeitos.

Apesar de todo esforço empreendido pelas autoridades, a população tangaraense está temerosa quanto a possibilidade de a pandemia fazer vítimas no município.

Presidente do Santander Portugal morre em decorrência do coronavírus


O presidente do Santander Portugal (ainda conhecido no país como Santander Totta), António Vieira Monteiro, morreu nesta quarta-feira, 18, segundo a imprensa local.

Ele estava em quarentena e faleceu no hospital Curry Cabral, em Lisboa, depois de ser infectado com a covid-19. O Santander ainda não fez nenhum comunicado oficial sobre o falecimento de seu principal executivo em Portugal.