PMDB lavou as mãos ao governo Dilma

charge-pmdbO gesto sincronizado dos principais caciques do PMDB, que deixaram a presidente Dilma Rousseff livre para definir os nomes do partido que podem integrar a nova equipe, foi interpretado no Palácio do Planalto como o início do desembarque da legenda em relação ao governo. “O sinal dado é que que o PMDB lavou as mãos”, disse ao Blog um ministro petista.
Pela manhã, o vice-presidente Michel Temer evitou comprometer-se com a nova composição do primeiro escalão, deixando Dilma à vontade para fazer suas escolhas no partido. À tarde, foi a vez do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), repetir o mesmo discurso. Por telefone, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi na mesma linha.

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra