PMDB lavou as mãos ao governo Dilma

charge-pmdbO gesto sincronizado dos principais caciques do PMDB, que deixaram a presidente Dilma Rousseff livre para definir os nomes do partido que podem integrar a nova equipe, foi interpretado no Palácio do Planalto como o início do desembarque da legenda em relação ao governo. “O sinal dado é que que o PMDB lavou as mãos”, disse ao Blog um ministro petista.
Pela manhã, o vice-presidente Michel Temer evitou comprometer-se com a nova composição do primeiro escalão, deixando Dilma à vontade para fazer suas escolhas no partido. À tarde, foi a vez do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), repetir o mesmo discurso. Por telefone, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi na mesma linha.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis