10 de setembro de 2014

Brasil pode começar vacinação contra meningite B em 2015

meningite-2O Brasil deve começar em 2015 a vacinação contra a meningite do tipo B, de acordo com expectativa da presidenta da Comissão de Revisão de Calendários da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Isabella Ballalai. Ela explicou que a doença meningocócica é a causa mais comum de meningite bacteriana no Brasil, que “tradicionalmente é um campeão neste tipo de enfermidade na América Latina”, e os estados do Rio de Janeiro e de São Paulo são os que registram as maiores incidências. Dados do Ministério Saúde registram 1,54 episódio para cada grupo de 100 mil habitantes em 2013.
Segundo Isabella Ballalai, até 2010 o meningococo [bactéria causadora da doença] do tipo C era responsável por 80% de meningites no país. A partir daí, com a vacinação em crianças com menos de 2 anos, determinada pelo Ministério da Saúde, os casos diminuíram, embora o vírus ainda circulasse em maiores de 4 ou 5 anos de idade, nos adolescentes e nos adultos. A médica acrescentou que para a faixa com imunidade, o vilão passou a ser o meningococo do tipo B.

Ex-diretor da Petrobras recebeu R$ 36 milhões

paulo roberto costa
O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, acusado de comandar esquema de corrupção na estatal, recebeu R$ 36,9 milhões em contas de cinco bancos, abertas em seu nome. O genro de Costa, Humberto Sampaio, recebeu R$ 42 milhões. Segundo a Polícia Federal, ele é dono do Grupo Pragmática, alimentado com recursos de fornecedores da estatal. Já as duas filhas do ex-diretor, Arianna e Shanni Azevedo, obtiveram, respectivamente, R$ 5,7 milhões e R$ 4,4 milhões.
Os dados constam das quebras de sigilo remetidas à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras, que investiga o caso. A oposição tenta marcar novo depoimento de Costa para dar detalhes do esquema, delatado por ele, que teria beneficiado políticos e partidos da base aliada. O ex-diretor colabora com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, em troca de redução de pena.

Mensalão: Delúbio pode sair da prisão e cumprir resto da pena em casa

delubio PT
O Globo revelou que o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, condenado no processo do mensalão a seis anos e oito meses de prisão por corrupção ativa, pode ser libertado a qualquer momento. Segundo a Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal, ele já cumpriu um sexto da pena e, por isso, pode pedir a progressão de regime.
Hoje, ele está preso no regime semiaberto, em que a pessoa pode sair para trabalhar durante o dia e voltar para a cadeia à noite, para dormir. Ele já tem o direito de ir para o regime aberto – e, dessa forma, cumprir o resto da pena em casa. Delúbio terá sua libertação antecipada porque, segundo a legislação brasileira, a cada três dias trabalhados, o preso pode diminuir um dia na pena total.

Petrobras alertou Dilma sobre ação de diretores

dilma petrobrasUma diretoria com liberdade de ação acima do desejável, em que a presidência da estatal não tinha controle total sobre algumas de suas decisões, o que gerava terreno fértil para irregularidades. Este relato, feito em 2012 pela direção da Petrobras à presidente Dilma no período de troca de diretorias da estatal, segundo assessores, foi relembrado nos últimos dias no Planalto depois do vazamento das primeiras informações do teor da delação premiada de Paulo Roberto Costa.
Ex-diretor de Abastecimento da estatal, Costa, preso na Operação Lava Jato da Polícia Federal, foi substituído em meados de 2012 dentro de um processo de reformulação da empresa encomendado por Dilma à nova presidente da empresa, Graça Foster. Segundo a Folha apurou, a diretoria de Abastecimento tinha um “grau de autonomia elevado” e, seu titular, respaldo de partidos aliados – PMDB e PP – para isto.

Cara de… de quê mesmo?


Olho nos jovens, PT cria os ‘isoporzinhos com Dilma’

20140910123551_cv_isoporzinho-300x273_gdeNa tentativa de resgatar as históricas campanhas de rua e de quebra se aproximar do público jovem, apoiadores da presidente Dilma Rousseff começaram a organizar “isoporzinhos com Dilma”. Além do tradicional isopor de cerveja, os apoiadores levam bandeiras, faixas e adesivos para fazer campanha nos espaços de lazer das cidades.O primeiro foi realizado em Brasília, no feriado de 7 setembro, e deve se repetir todos os domingos até as eleições. A informação é de Mel Bleil Gallo, no blog Poder Oline.
No dia 14, será a vez de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. A estratégia também ajuda a compensar a dificuldade da campanha em distribuir material gráfico pelos estados. Os chamados “isoporzinhos” – encontros marcados em espaços públicos, para beber com os amigos –  viraram febre entre em cidades que sediaram a Copa do Mundo, para protestar contra os altos preços nos meses que antecederam o mundial.

Petrobras:o bicho é maior, mais feio e mais assustador

20140909091250_cv_BICHOhunter-550x324_gdeCircula no Congresso que a “delação premiada” do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa é mais cabeluda do que se imagina. Não se tratariam apenas de depoimentos gravados em vídeo, como se imaginava, mas de acusações fundamentadas em provas materiais — extratos bancários, contratos, ligações telefônicas etc. —, que comprometeriam todos os suspeitos de receberem propina.

Dilma: “Sabe de nada, inocente”…!

20140902114347_cv_INACIOdilmalula1_gdeTal criador, tal criatura.
Lula negou mais de três vezes que soubesse do esquema de compra de votos de deputados federais para aprovar no Congresso projetos de interesse do governo. Batizou-se o escândalo de mensalão.
Dilma já negou pelo menos uma vez que soubesse do desvio recursos da Petrobras para financiar campanhas de políticos da base de apoio ao governo. O escândalo recém-descoberto ainda não tem nome.
O mensalão quase derrubou Lula, que sobreviveu a ele com a ajuda até de parte da oposição. O PSDB, por exemplo.
É cedo para apostar que o escândalo da Petrobras abalará Dilma. Ninguém nega sua honestidade pessoal. Nada apareceu contra ela até aqui. O difícil é acreditar que ela desconhecesse por completo o que estava em curso sob seu nariz.
Enquanto se roubou na Petrobras, Dilma foi ministra das Minas e Energia – ou seja: respondeu pelo ministério ao qual a Petrobras estava subordinada. Foi presidente do Conselho de Administração da Petrobras. E é presidente da República.
É tal a paixão dela pela Petrobras que é inconcebível que tenha sido feita de boba. De resto, onde fica a gestora que Lula apresentou ao país em 2010 como melhor gestora do que ele?
Por mais boa vontade que se possa ter com Dilma, que se deva ter com uma pessoa que transpira seriedade, sinto muito, mas na melhor das hipóteses ela foi negligente. Inocente, portanto, não é.
Do blogue do Noblat

Depois de citado no mensalão da Petrobras, ministro tira férias

edison lobaoCitado em depoimento do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa à Polícia Federal (PF), o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, está em férias desde terça-feira e permanecerá fora do trabalho até sexta. Em seu lugar, atuará como ministro interino o secretário-executivo da pasta, Márcio Zimmermann. Lobão passou o fim de semana no Maranhão e voltou ontem à noite a Brasília. Nesta quarta ele está na capital federal, mas seu destino até o fim desta semana não foi informado.
Segundo o Estadão, não é a primeira vez que Lobão entra em férias neste ano. O ministro também saiu de férias entre os dias 28 de julho e 1.º de agosto. Ele foi mencionado por Costa como um dos beneficiários do esquema de desvios de recursos e lavagem de dinheiro investigado pela PF na operação Lava-Jato. E ainda não se pronunciou sobre o assunto. A presidente Dilma Rousseff já disse que Lobão negou participação no caso. “Ele deu explicações para mim e por escrito. Ele nega veementemente tais fatos”.

7 de setembro de 2014

DORJIVAL SILVA: "Quero dedicar parte de minha vida parlamentar buscando melhorias para a educação"

Sofia (filha do candidato a deputado estadual Dorjival Silva)
no detalhe com colegas no desfile cívico desde
7 de Setembro de 2014
Como poucos em nosso País e apesar de ser filho de um agricultor e uma dona de casa paraibanos, Francisco Deoclécio e Alzenir Custódio da Silva, estudei Ciências Sociais na Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, me graduei em Teologia pela Faculdade de Teologia Filadélfia do Recife e em Pedagogia pela Faculdade de Educação de Tangará da Serra.

Também tive a felicidade de me especializar em Pedagogia Empresarial, Jornalismo Político e em dezembro, concluo MBA em Comunicação Eleitoral e Marketing Político pela Universidade Estácio de Sá.

Estou registrando isso para dizer, com muita felicidade, que cursei todos os meus estudos básicos em escolas públicas. Eu acredito na escola pública.

Hoje, assisti minha filha Sofia Katarine, 9 anos e dezenas de outras crianças, adolescentes, jovens e adultos desfilando em homenagem à Pátria, ela como aluna da rede pública estadual de ensino no município de Brasnorte – MT.

Assistir ao desfile cívico como pai e como candidato a deputado estadual de Mato Grosso. E no momento em que presenciava tanta criatividade de nossos professores, coordenadores e diretores das escolas cresceu ainda mais em minha pessoa o desejo de querer contribuir ainda mais com a educação de nossos jovens mato-grossenses, dos profissionais da educação e das unidades escolares. Quero dedicar parte de minha vida parlamentar buscando melhorias para a educação.

Sou fruto da educação pública. E graças a Deus e a muitos esforços consegui superar muitas barreiras na vida. Porque sempre acreditei que a educação não só liberta como faz do indivíduo um ser social melhor e produtivo em sua sociedade.


Neste 7 de Setembro, em nome de minha pequena Sofia, de todos estudantes e professores de Brasnorte, saúdo Mato Grosso e nosso querido Brasil.

6 de setembro de 2014

Conheça quem são os nomes citados no escândalo da Petrobras

A edição da revista Veja que começou a circular traz o nome dos seguintes políticos envolvidos com negócios sujos da Petrobras:
Edison Lobão, ministro das Minas e Energia, PMDB
João Vaccari Neto, secretário nacional de finanças do PT
Henrique Eduardo Alves, presidente da Câmara dos Deputados, PMDB
Renan Calheiros, presidente do Senado, PMDB
Ciro Nogueira, senador e presidente nacional do PP
Romero Jucá, senador do PMDB
Cândido Vaccarezza, deputado federal do PT
João Pizzolatti, deputado federal do PT
Mario Negromonte, ex-ministro das Cidades, PP
Sergio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro, PMDB
Roseana Sarney, governadora do Maranhão, PMDB
Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco, PSB – morto no mês passado em um acidente aéreo
Na época em que era diretor da Petrobras Paulo Roberto conversava frequentemente com o então presidente Lula, segundo contou à Polícia Federal.
Henrique se defende e diz que não está envolvido no esquema:


29 de agosto de 2014

Dorjival Silva diz que, se eleito, em 2015 destinará 50% de emendas para a Saúde Pública e 50% para rodovias


Candidato a deputado estadual, o professor e jornalista Dorjival Silva (PDT), disse hoje que, se eleito, vai canalizar o valor total de suas emendas no primeiro ano de mandato para melhoria das rodovias da região noroeste (50%) e na Saúde Pública (50%).

“Vou dar uma atenção especial na questão das rodovias e da Saúde Pública por conhecer de perto a realidade e o sofrimento dos moradores dessa região devido a tantos problemas nesses setores”, observou.

A falta de manutenção das rodovias e a pavimentação asfáltica de outros trechos têm prejudicado a vida de muita gente. O sofrimento devido ao problema se estende a todos os cidadãos que precisam diariamente dessas rodovias. Segundo Dorjival Silva, praticamente todos os moradores dessa região já tiveram ou estão tendo algum tipo de prejuízo devido à péssima situação das estradas. “Como parlamentar quero muito trabalhar por melhorias de nossas rodovias”, completa Dorjival.

A situação da Saúde Pública é ainda mais delicada por afligir diretamente à pessoa. Para Dorjival Silva não há como resolver o problema de uma hora para outra. Mas há como o governo fazer investimentos pontuais e amenizar o sofrimento da população neste primeiro ano.   

“Defendo a construção de um hospital regional em Tangará da Serra e ampliação e adequações dos pequenos hospitais das cidades menores do interior. Destinando 50% das minhas emendas parlamentares para a Saúde, sei que muita coisa pode ser feita em favor dos moradores de nossa região”, comentou.

O candidato a deputado estadual (12.221) conta com o apoio de cada eleitor e o voto dos mato-grossenses para que seus planos possam se tornar realidade e população ganhe melhores rodovias e uma saúde pública mais estruturada e humanizada a partir de janeiro vindouro.

Assessoria de Imprensa 

22 de agosto de 2014

Senador diz que Bolsa Família é o “maior programa de compra de votos do mundo”

claudio humberto novo
Os valores espetaculares de recursos públicos fazem do Bolsa Família, conforme o definiu o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), “o maior programa de compra de votos do mundo”.

Candidatos “apelam para todos os santos”

imagesJá tem candidato fazendo reza para todos os santos para acabar o período de campanha.
Motivo: A campanha não está empolgante como se pensava. No entanto, o jeito é continuar remando o barco para não ficar mais feio!
É aquele velho ditado: Entrou na chuva é para se molhar!

Candidatos continuam com discurso sem consistência

lingua_boiAlguns candidatos que buscam uma vaga na Assembleia Legislativa continuam com o discurso do “vou fazer” sem dizer “o mote de como conseguirá”.
Quer ver…
Vou solucionar o problema da segurança. Como?
Vou garantir ensino público de qualidade. Como?
Vou assegurar ao cidadão acesso aos serviços de saúde pública.Como?
É muita conversa para boi dormir…
…que você ou outro político quer fazer todo mundo já sabe, agora diga “como fará”!

Suicídio de Getúlio Vargas completa 60 anos

getulio vargas
Em quase 19 anos como presidente, Getúlio Vargas nunca havia sido atingido por ataques tão pesados quanto os desferidos em agosto de 1954. A exigência de que renunciasse ecoava no Congresso Nacional, nas Forças Armadas, na imprensa e na sociedade. Getúlio não renunciou. Na manhã de 24 de agosto, ainda vestindo pijama, deu um tiro no coração. O fatídico suicídio completa 60 anos neste domingo.
O governo estava em crise, por causa de denúncias de corrupção, mas perderia de vez as rédeas da situação com o atentado da Rua Tonelero. Na madrugada de 5 de agosto, o jornalista Carlos Lacerda saía de casa, no Rio, quando foi surpreendido por um atirador. Dono do jornal Tribuna da Imprensa, ele era o mais virulento crítico de Getúlio. Lacerda escapou vivo, mas o major da Aeronáutica que o acompanhava levou um tiro mortal. Uma investigação concluiu que a emboscada fora tramada por Gregório Fortunato, o chefe da equipe de segurança de Getúlio.
Em razão da morte do major, as Forças Armadas entraram com tudo na campanha pela renúncia. Os políticos da oposição davam a entender que, se Getúlio ignorasse as pressões, apoiariam os militares num golpe para tirá-lo do Catete à força.  Até o vice-presidente da República mudou de lado. O potiguar Café Filho — que, por ser vice, era também presidente do Senado, como mandava a Constituição — usou os microfones do Palácio Monroe para anunciar que havia proposto a Getúlio Vargas a renúncia de ambos. O Congresso elegeria o sucessor para terminar o mandato.

21 de agosto de 2014

Após as acusações sobre Ararath e Cooperlucas, Taques processa Riva

As constantes acusações do candidato a governador José Riva (PSD) contra o adversário Pedro Taques (PDT) resultaram em  processos judiciais por calúnia, difamação e Dano Moral, representação criminal no Mistério Público Federal (MPF), além de pedido de investigação na Polícia Federal, Corregedoria do  Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e notícia-crime na Corte. As ações foram protocoladas pela assessoria jurídica do pedetista nesta semana.
O primeiro processo, protocolado no Juizado Especial Criminal de Cuiabá ontem (20), requer que Riva seja condenado pelos crimes de calúnia e difamação por ter acusado Taques e sua esposa Samira Martins de serem investigados pela Operação Ararath.  O advogado Paulo Zamar Taques, responsável pelas ações, apresentou todas as certidões em que comprova que não existem investigações na Polícia Federal ou MPF e que os ofendidos não respondem a nenhuma ação penal.
Devido à falsa imputação, Taques requer por liminar que Riva se abstenha de propagar a   relação entre a Operação Ararath e o requerente com multa de R$ 20 mil para cada descumprimento da ordem. Além disso, o pedetista solicita indenização por danos morais no valor de R$ 25 mil a ser convertida em benefício do Asilo dos Idosos ou da Casa Lar Caminho do Redentor.
Taques também representou criminalmente contra Riva no MPF na última segunda (18). A medida é decorrente de afirmações feitas pelo candidato do PSD em encontro com o Movimento Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT) em que acusou o pedetista, então procurador da República, de ter “engavetado” e deixado prescrever o processo do Caso Cooperlucas, que atingia o aliado político e prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta (PDT).
Neste caso, Taques apresentou documento do MPF informando ao então juiz federal Julier Sebastião, hoje filiado ao PMDB, que o inquérito sobre o caso Cooperlucas, para apuração de fraude em empréstimo no Banco do Brasil par financiamento de safra, estava sob competência do procurador regional da República Roberto Cavalcanti Batista.
Além da representação no MPF, foi proposta queixa crime no Juizado Especial Criminal com pedido de liminar para que Riva se abstenha de relacionar Taques com o caso Cooperlucas já que nunca atuou no inquérito enquanto procurador da República. Ainda foi requerida multa de R$ 20 mil em caso de descumprimento da ordem com condenação por calúnia e difamação. Se os pedidos forem atendidos, Taques também pleiteou que a pena do adversário seja convertida em prestação de serviço ao Asilo dos Idosos ou a Casa Lar Caminhos do Redentor.
No âmbito civil, foi proposta uma ação de indenização por dano moral no Juizado Especial Cível, acusando Riva de ter ferido a honra e imagem do pedetista. A audiência de conciliação entre os adversários está marcada para o próximo dia 21 de outubro.
Taques também encaminhou pedido à Superintendência da Polícia Federal para que investigue as suspeitas levantadas por Riva de que sua impugnação por 5x0 no TRE, que o considerou ficha-suja, foi motivada por pressão do grupo político do pedetista. Um requerimento foi apresentado na Corregedoria do Tribunal para apurar o caso.
A assessoria jurídica de Taques também apresentou notícia-crime no TRE. A representação está baseada na imputação de práticas ilícitas e criminosas aos julgadores membros do Pleno da Corte Eleitoral e do MPF no exercício das funções.
 Segundo os autos, o objetivo é que medidas judiciais sejam adotadas para conter o candidato sub judice do PSD, que continua a difundir na imprensa, de forma articulada, “fatos inverídicos e caluniosos”. O documento ainda acusa Riva de imputar a Taques e aos membros do TRE crime de coação no processo enquanto lança suspeita de prevaricação sobre membros do MPF.
As acusações resultaram em outro processo por dano moral com audiência entre Taques e Riva marcada para 14 de outubro. Na ação, também foi pedida condenação no valor de R$ 25 mil,   que caso seja concedida, será revertida para o Asilo dos Idosos ou Casa Lar Caminhos do Redentor. RDNews

Gestor poderá responder por crime de responsabilidade por não repassar recurso para saúde

Projeto de Lei Complementar 346/13, em análise na Câmara dos Deputados, inclui entre os crimes de responsabilidade deixar de fazer os repasses obrigatórios para a área de saúde e não executar os serviços e obras que seriam custeados com os recursos recebidos.  Em regime de prioridade, o projeto do deputadoBernardo Santana de Vasconcellos (PR-MG) será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania antes de ser votado pelo Plenário.

Presidente do PSB diz que indicará novo coordenador-geral da campanha de Marina

O presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, afirmou à Folha de São Paulo, nesta quinta-feira (21) que o partido irá indicar um novo coordenador-geral para a campanha presidencial de Marina Silva. Carlos Siqueira abandonou a função na quarta-feira (20) sob o argumento de que Marina foi “grosseira” e “deselegante” com ele.
Amaral tentou minimizar a mudança, afirmando que Siqueira, que é o primeiro-secretário do partido, irá auxiliá-lo no comando da legenda. O indicado pelo PSB irá trabalhar ao lado do ex-deputado federal Walter Feldman, aliado de Marina e colocado na função após a morte de Eduardo Campos em um acidente aéreo no dia 13.

TCU vai investigar transferência de bens da presidenta da Petrobras

gracas_foster
O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nader, disse hoje (21) que vai investigar a transferência de bens da presidenta da Petrobras, Graça Foster, a seus dois filhos. A informação sobre a cessão dos imóveis foi divulgada ontem (20), durante o julgamento sobre indisponibilidade dos bens da executiva. Ela á alvo de processo sobre a responsabilidade na compra da Refinaria de Pasadena, no Texas, considerada um prejuízo para a estatal pelo TCU.
“Essa diligência vai averiguar se houve, realmente, esta doação; se foi de forma planificada (planejada); ver quais as consequências disso dentro do processo que está em andamento”, explicou o presidente do TCU, em evento no Rio Janeiro. Segundo Nader, o processo só será retomado com a conclusão da investigação. “Se for necessário mais que uma semana, daremos mais prazo para que o relator coloque isso na pauta. Queremos a segurança das informações”, frisou.