25 de outubro de 2014

ENCONTREI NA NET. Jovens siameses rejeitam cirurgia oferecida pela medicina indiana

GÊMEOS SIAMESES .WHY ALDEIA INDÍGENA ADORÁ-LOS COMO ENCARNAÇÕES DIVINAS.

• Shivanath e Shivram Sahu nasceram na Índia se juntou na cintura • As crianças de 12 anos disse: 'vamos ficar assim até quando envelhecer "• Eles compartilham duas pernas e quatro braços e trabalham em conjunto para dar a volta por Ted Thornhill 10 de abril de 2014 relatórios de correio .daily
  • Shanesha Taylor

  • Gêmeos siameses Shivanath e Shivram Sahu causou uma grande celeuma quando eles nasceram na Índia, com algumas pessoas em sua vila adorá-los como encarnações divinas. 
    E, enquanto um médico disse que seria possível separar os-anos de idade 12, que . nasceram ingressou na cintura, a dupla está determinado a permanecer juntos 
    Shivram disse: "Nós não deseja se separar. Vamos ficar assim mesmo quando envelhecer. Queremos viver como nós somos. "

    Eles têm médicos atordoados com a sua capacidade para lavar, vestir e alimentar-se. 
    Um médico local disse à família que ambos estavam saudáveis, mas que não podia separá-los. 
    Acredita-se que compartilham o mesmo estômago, mas têm pulmões independentes, corações e cérebros.

    Com a prática que aprenderam a fazer todas as suas tarefas diárias básicas com o mínimo de barulho, inclusive tomar banho, comer, vestir-se e pentear o cabelo um do outro. 
    Eles são capazes de descer as escadas de sua casa simples de dois andares e até mesmo correr em todas as seis . membros para jogar críquete e outros jogos com as crianças vizinhas 
    Shivanath, que parece ser o mais fraco dos dois gêmeos, disse: "Nós nos ensinou tudo. Nós montamos para a escola em uma bicicleta e jogando críquete não é problema. "

    Eles também são talentosos acadêmicos e considerado um dos melhores alunos na sua escola local, para grande orgulho de seu pai amoroso, Raj Kumar, de 45 anos. 
    O trabalhador, que é casada com Srimati e tem cinco filhas, é muito protetor de seus dois filhos . e não lhes permitirá deixar a aldeia 
    Ele disse: "Pois todo o que é uma boa diversão para assistir os meus filhos, mas só eu entendo todos os problemas que eles têm.

    "Durante a época das chuvas, torna-se difícil para eles a andar e quando se quer sentar-se o outro tem para se deitar. 
    "Mas eles não lutam. Eles têm opiniões semelhantes e se alguém diz que quer jogar o outro concorda. " O pai-de-sete diz que ele não deixaria um médico separá-los, mesmo que ele tivesse o dinheiro ea operação era viável.
    gêmeos

    Ele acrescentou: "Deus os criou assim então eles têm que andar como eles fazem. Eles permanecerão assim. Eu não quero mais nada. 
    "Mesmo que os médicos dizem isso, eu não quero ficar meus filhos separados. Não tenho nenhum interesse em dinheiro. Eu sou o único que vai trabalhar duro para alimentá-las. Eu não preciso de ajuda. " 
    Gêmeos siameses ocorrem quando o zigoto, a célula inicial formada pela reprodução sexual, não completamente separado.

    Ele é pensado para ocorrer em cerca de um em cada 50.000 nascimentos, mas apenas um por cento fazê-lo para o seu primeiro aniversário e dois terços são natimortos. 
    fotos dos gêmeos foram mostrados para Dr Krishan Chugh, chefe da pediatria no Fortis Memorial . Instituto de Investigação em Gurgaon, perto de Delhi 
    Ele acredita que seja possível separar os gêmeos - mas com consequências drásticas para Shivanath. 
    Enquanto Shivram provavelmente iria manter as duas pernas e pode começar a viver uma vida mais normal - Shivanath seria deixado sem pernas e precisando completo cuidado -time.

    meninosA operação também seria muito caros e requerem reabilitação a longo prazo, tanto física como psicologicamente. 
    "Esta operação é possível", disse ele. "Mas há dúvidas se deveríamos. 
    "O que ganhamos eo que vamos perder? O que a família quer, como vai a sociedade levá-la e, mais importante, como é que estes dois filhos tomá-lo? 
    "Eles parecem estar razoavelmente bem ajustado a partir das fotografias e parece que os órgãos estão trabalhando muito bem.

    "Eles têm dois cérebros diferentes, dois corações diferentes e dois pulmões diferentes. Assim, tanto quanto fisicamente vivo está em causa, eles podem continuar assim. 
    "Eles aparecem brilhante o suficiente para começar a pensar em se tornar financeiramente, economicamente e fisicamente independente.
    Eles podem até mesmo ser capaz de se casar. Há casos registrados em que tal coisa aconteceu, onde gêmeos siameses tiveram duas esposas diferentes e 21 crianças ".

    twinss
  • Enquanto os gêmeos e seu pai são inflexíveis eles não vão se separar, o Dr. Chugh acredita que a vontade pode mudar ao longo do tempo. 
    Ele acrescentou: "São 12 anos de idade e agora eles devem ver os outros correndo por aí como indivíduos e sendo separado mentalmente e fisicamente. 
    "Quanto eles estão motivados para ser como os outros é o que nós temos que tentar e ajudar." 
    O caso de Shivanath e Shivram descobre marcas para os famosos gêmeos siameses Ganga e Jamuna Mondal de Bengala Ocidental, na Índia. 
    Ganges e Jamuna fez um desempenho vivo como As Irmãs Aranha no Dreamland Circus, ganhando £ 26 por noite. 
    O par se acredita ser agora em seus 40 e poucos anos e são ambos casados ​​com um trabalhador carnaval chamado Gadadhar.
  • Fonte: http://www.nigerianfm.com/
  • Vandalismo na sede da revista Veja foi atendado contra Democracia, afirma Aécio Neves

    aecio PT
    O candidato à presidência da República pela Coligação Muda Brasil, Aécio Neves, lamentou, neste sábado, durante coletiva de imprensa em São João del Rei, os atos de vandalismo na sede da revista Veja. Nesta sexta-feira, os muros do prédio da editora Abril, responsável pela publicação, foram pichados depois que a revista publicou reportagem que trouxe trechos do depoimento doleiro Alberto Youssef sobre denúncia de desvio de dinheiro na Petrobras.
    Segundo a matéria, Youssef afirmou à Polícia Federal que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a atual presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff, sabiam do esquema de lavagem de dinheiro envolvendo o PT, partidos da base do governo e a empresa. Aécio classificou o ato como atentado contra a liberdade de expressão.
    “A Democracia vive disso, das manifestações. E as contrárias tem que ser respeitadas. E o alvo, foi o alvo errado. Porque o que essa revista e hoje, outros veículos de comunicação fazem, é na verdade comunicar. Eles são na verdade os vasos transmissores das informações. E ao tentar proibir a veiculação dessa revista, aí sim há uma demonstração clara do Partido dos Trabalhadores, do seu descompromisso com a democracia e com a liberdade de expressão”, disse o presidenciável tucano

    Igreja Universal é lacrada por indício de propaganda irregular

    Um templo da Igreja Universal do Reino de Deus foi lacrado no fim da manhã de hoje (25), em Duque de Caxias, na região metropolitana do Rio, por conter grande quantidade de material de campanha e formulários com informações sobre eleitores, como nome e número do título. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), o material é da campanha de um dos candidatos ao governo do estado do Rio de Janeiro. Estão na disputa Marcelo Crivella, do PRB, e Luiz Fernando Pezão, do PMDB.
    Fiscais do TRE apreenderam o material, que vai ser inventariado e que pode servir como indício de abuso de poder econômico ou propaganda irregular, dependendo do entendimento do Ministério Público Eleitoral. A realização de propaganda eleitoral dentro de templos religiosos não é permitida pela legislação.

    Dilma tem 52%, e Aécio, 48% dos votos válidos, diz Datafolha

    Datafolha: Dilma tem 52%, e Aécio, 48% (Datafolha: Dilma tem 52%, e Aécio, 48% (Editoria de Arte/G1))
    Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (25) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
    – Dilma Rousseff (PT): 52%
    – Aécio Neves (PSDB): 48%
    Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.
    De acordo com o Datafolha, a presidente Dilma Rousseff (PT) chega à véspera da votação empatada tecnicamente com seu adversário, Aécio Neves (PSDB). Mas, segundo o instituto, “é maior a probabilidade de Dilma estar à frente”.
    No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 23, Dilma tinha 53%, e Aécio, 47%.
    Votos totais
    Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:
    – Dilma Rousseff (PT): 47%
    – Aécio Neves (PSDB): 43%
    – Em branco/nulo/nenhum: 5%
    – Não sabe: 5%
    Os dois candidatos estão tecnicamente empatados dentro do limite da margem de erro. O Datafolha ouviu 19.318 eleitores em 400 municípios nos dias 24 e 25 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01210/2014.
    Certeza do voto
    O Datafolha também perguntou, entre os dois candidatos, em quem os eleitores votariam com certeza, em quem talvez votassem e em qual não votariam de jeito nenhum. Veja os números:
    Dilma
    46% – votariam com certeza
    14% – talvez votassem
    38% – não votariam de jeito nenhum
    1% – não sabe
    Aécio
    41% – votariam com certeza
    16% – talvez votassem
    41% – não votariam de jeito nenhum
    2% – não sabem

    Marina deixa para o PSB dívida milionária

    20141019071242_cv_MARINAres20130214013445485875u_gdeÉ de cerca de 1 milhão de reais a dívida de campanha de Marina Silva que caiu no colo do PSB.Bazileu Margarido, homem forte da Rede, está com dificuldades de apresentar à cúpula do partido os recibos e contratos de cada gasto efetuado. E o PSB já indicou que só paga o que estiver devidamente comprovado com documentos.

    Dilma tem 53%, e Aécio, 47% dos votos válidos, aponta Ibope

    Ibope: Dilma tem 53%, e Aécio, 47% (Ibope: Dilma tem 53%, e Aécio, 47% (Ibope: Dilma tem 53%, e Aécio, 47% (Ibope: Dilma tem 53%, e Aécio, 47% (Editoria de Arte/G1))))
    Pesquisa Ibope divulgada neste sábado (25) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
    – Dilma Rousseff (PT): 53%
    – Aécio Neves (PSDB): 47%
    Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 23, Dilma tinha 54% e Aécio, 46%.

    Votos totais

    Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:
    – Dilma Rousseff (PT): 49%
    – Aécio Neves (PSDB): 43%
    – Branco/nulo: 5%
    – Não sabe/não respondeu: 3%
    O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 206 municípios nos dias 24 e 25 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01195/2014.

    Veja agora as imagens da semana que marcaram Tangará da Serra e Região

    Prefeitura inaugura Galeria do Servidor em Tangará
    Família procura professor desaparecido há quatro dias em
    Campo Novo do Parecis

    Acidente na BR-364 em MT deixa uma pessoa morta e duas feridas
    Instituto Hair Brasil forma 2ª turma de designers de sobrancelhas em Tangará

    Tangará: PRF cumpre mandado de prisão contra traficante na MT 480
    Tangará: abandonado pela família, idoso passa fome e enfrenta a solidão
    Escrivão de Tangará conquista 3º lugar na 5ª Corrida de Rua de Cara Limpa Contra as Drogas
    “Lidar com as diferenças é muito mais fácil do que se imagina”,
    afirma professora em Semana da Pedagogia da UNIC
    Tangará: alunos do CRAS do Jardim Rio Preto localizam bicicleta abandonada
    Operação conjunta fiscaliza bares e lanchonetes em Tangará da Serra
    Mulher é presa com aproximadamente 100 gramas de pasta base de cocaína em Tangará
    Tangará: médico do Hospital Municipal tem nome usado em golpes
    Tangará: veículo bate contra árvore na MT 358 e deixa família gravemente ferida
    Polícia Civil apreende 2 armas e munições de diferentes calibres em Brasnorte
    Tangará: sacrário é furtado da Paróquia Nossa Senhora Aparecida



    24 de outubro de 2014

    Ministro extingue ação para suspender mensagem da Veja no Facebook

    veja facebook
    O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Admar Gonzaga negou liminar e extinguiu representação ajuizada pela coligação Com a Força do Povo e a candidata a presidente Dilma Rousseff (PT), para que o Facebook retirasse imediatamente do perfil da revista Veja postagem da publicação com suposta mensagem ofensiva à Dilma, em relação à Petrobras. Na representação, a coligação e Dilma afirmam que a revista Veja, de propriedade da Editora Abril, postou em sua página no Facebook a seguinte mensagem: “Tudo que você queria saber sobre o escândalo da Petrobras: Dilma e Lula sabiam. Amanhã nas bancas, no tablet e no Iphone!” .
    Alegam que a revista Veja teria antecipado, extraordinariamente, “sua edição para sexta-feira para tentar afetar a lisura do pleito eleitoral”. Argumentam que a “matéria absurda de capa [...] imputa crime de responsabilidade à candidata Representante” e que a mensagem ofensiva da capa da revista tem “o objetivo bem delineado: agredir a imagem da candidata Representante”. A coligação e Dilma afirmam que a revista Veja, ao veicular na sua página do Facebook a chamada da capa para fazer propaganda da revista, contraria o disposto no artigo 57-D, parágrafo 3º, da Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997). Sustentam que a propaganda veiculada na internet, por atacar e agredir a candidata, deve ser imediatamente retirada do ar.

    Debate da Globo vai ter perguntas de eleitores indecisos aos candidatos

    Dilma Rousseff e Aécio Neves, em seus discursos após a apuração confirmar a disputa entre os dois no segundo turno das eleições (Foto: Evaristo Sá/AFP; Eugenio Savio/AP)
    O debate da TV Globo entre os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), na próxima sexta-feira (24), vai contar com perguntas de eleitores indecisos, que estarão na plateia. Esse será o quarto e último debate na televisão antes da votação do segundo turno, marcada para o domingo (26). O programa vai ao ar após a novela Império e tem duração prevista de 1h50. Os indecisos que vão participar do debate serão selecionados em todos os estados do país pelo instituto de pesquisa Ibope. Cada eleitor indeciso vai elaborar previamente perguntas com temas de interesse nacional. As oito perguntas mais bem formuladas serão selecionadas pela produção do programa para serem feitas aos candidatos.
    Dilma e Aécio vão debater ideias e responder as perguntas em um cenário em forma de arena, que facilitará a movimentação dos candidatos durante suas falas. Os eleitores indecisos estarão sentados em volta do espaço ocupado pelos presidenciáveis. O debate será dividido em quatro blocos. As participações dos indecisos estão previstas para o segundo e o quarto blocos. No primeiro bloco e no terceiro, os candidatos vão fazer perguntas um para o outro, com tema livre. Nos últimos minutos, Dilma e Aécio poderão fazer considerações finais, com os temas que escolherem abordar.

    Aécio defende apuração sobre denúncia de que Lula e Dilma sabiam de desvios

    20140804020107_cv_aecios_gdeO candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, defendeu hoje (24) a apuração das denúncias sobre o esquema de corrupção na Petrobras publicadas nessa quinta-feira (23), na edição online da revista Veja. Segundo a reportagem, em depoimento à Polícia Federal (PF) como parte do processo de delação premiada, o doleiro Alberto Youssef teria dito que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta Dilma Rousseff tinham conhecimento das irregularidades investigadas pela PF na Operação Lava Jato.
    Youssef foi preso na operação, que descobriu esquema de lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos que pode ter movimentado cerca de R$ 10 bilhões. O doleiro é acusado de lavagem de dinheiro e de receber propina de empreiteiras que têm contratos com a Petrobras e de repassá-la a partidos políticos. Ele aceitou firmar, com o Ministério Público Federal (MPF), acordo de delação premiada em troca de redução da pena, no caso de ser condenado.
    “É algo extremamente grave. Nós já havíamos denunciado há muito tempo esses supostos desvios na Petrobras e agora tudo isso culmina com essa informação prestada pelo senhor Youssef. Eu determinei que hoje o PSDB ingressasse na Procuradoria-Geral da República, solicitando que essas investigações sejam aprofundadas em razão de sua gravidade”, disse Aécio Neves, em pronunciamento no hotel onde gravava o programa eleitoral. “Se comprovado isso, é a confirmação de que houve operação de caixa 2 na atual campanha presidencial do PT. É algo extremamente grave, que precisa ser confirmado, mas também apurado”, completou o candidato.

    Eder e advogados são alvos do MPF

    KAMILA ARRUDA

    O ex-secretário de Estado Eder de Moraes (PMDB) é novamente alvo do Ministério Público Federal (MPF). Desta vez, o peemedebista e os advogados Kleber Tocantins Matos e Alex Tocantins Matos foram denunciados por suspeitas de fraude em pagamentos de precatório.
    Pesa sobe Eder à acusação de corrupção passiva, enquanto os juristas são suspeitos de lavagem de dinheiro e corrupção ativa.

    A denúncia foi protocolada na Justiça Federal na última segunda-feira (20).
    Conforme o MPF, os denunciados agiram em conluio no sentido de burlar a ordem cronológica de pagamento dos precatórios por parte do Governo do Estado. A intenção era beneficiar a empresa Hidrapar Engenharia Civil Ltda. na execução de um pagamento de R$ 19 milhões em precatório.

    O objetivo era angariar recursos para o pagamento de dívidas de campanha eleitoral, bem como para abastecer o “caixa dois” do grupo político do qual Éder fazia parte. O peemedebista levou R$ 5 milhões para articular toda a fraude.

    O começado quando os irmãos Tocantins propuseram ações de cobrança, em nome da Hidrapar, para receber do Governo do Estado dívidas pela prestação de serviços para a extinta Sanemat.

    “Paralelamente à tramitação da ação de cobrança, os advogados e o então secretário estadual de Fazenda combinavam um acordo que beneficiaria os dois lados envolvidos, mediante o cometimento de crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro”, diz trecho da denúncia. O crime de lavagem de dinheiro teria se configurado no repasse da propina de R$ 5,25 milhões as empresas indicadas por Eder. Para tanto, os denunciados teria contado com o “apoio” do empresário Gércio Marcelino Mendonça Júnior, o "Júnior Mendonça", proprietário das empresas Globo Fomento Ltda. e Amazônia Petróleo, tido pela Polícia Federal como pivô da Operação Ararath.

    O montante teria sido repassado para a conta do escritório de advocacia para a Globo Fomento após a execução do pagamento do precatório. “Mediante a simulação de operações de fomento mercantil (antecipação de crédito), os denunciados tentaram dar a falsa aparência de legalidade ao esquema. Primeiramente, o ex-secretário de Fazenda Éder de Moraes determinou que o precatório em nome da Hidrapar Engenharia furasse a fila de pagamento de precatório. Assim, foram transferidos R$ 19 milhões, divididos em duas parcelas, da conta do Estado de Mato Grosso para a Tocantins Advocacia", explicou o MPF.

    Conforme a denúncia, dos R$ 5,25 milhões em propina, R$ 4 milhões seria destina ao pagamento de um débito contraído pelo governador Silval Barbosa (PMDB) para custear a campanha eleitoral do PMDB em 2008. O empréstimo foi contraído junto a Junior Mendonça.
    O restante ficaria como crédito para ser usado em outra oportunidade, iniciando o sistema de “conta-corrente” operado por intermédio das empresas Globo Fomento e Amazônia Petróleo.

    No entanto, em uma terceira fase da operação de dissimulação, o MPF afirma que o recurso foi transferidos para a esposa de Éder, Laura Tereza Costa, bem como para as empresas República Comunicação, ADM Comércio e Distribuidora de Serviços, Real Sports ADM e Jornal Resumo do Online.

    Procurador Eleitoral diz que sistema político brasileiro tem viés corrupto

    janot globoO procurador-geral Eleitoral, Rodrigo Janot, afirmou hoje (23) que o atual sistema político brasileiro tem viés corrupto e precisa ser reformado. As declarações foram feitas durante sessão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Janot elogiou a decisão homologando acordo entre as coligações dos candidatos à Presidência da República Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). Por meio desse acordo, as equipes jurídicas comprometeram-se a não fazer ataques pessoais no horário eleitoral no rádio e TV. Em troca, os ministros arquivaram todas as representações protocoladas.
    Conforme o procurador, com a decisão, o TSE deu o primeiro passo para reformar o sistema politico-eleitoral brasileiro. “Em conversas com segmentos da sociedade brasileira, parece existir, a essa altura, consenso sobre a necessidade de reforma. É um sistema politico arcaico, vencido e com viés corrupto”, salientou.
    Presidente do TSE, o ministro Dias Toffoli reafirmou que a medida foi possível porque os candidatos e as coligações entenderam a necessidade de mudar o tom da campanha no horário eleitoral. “ Agradeci a eles pelo ato, que realmente é histórico para a Justiça Eleitoral e para disputa. Os ataques estavam indo para um nível que não era o melhor para o estado democrático de direito“, comentou.

    Governo deixa de aplicar R$ 131 bilhões na saúde pública desde 2003

    dinheiro bloqueadoSegundo levantamento da ONG Contas Abertas, o Ministério da Saúde deixou de aplicar cerca de R$ 131 bilhões no Sistema Único de Saúde (SUS) desde 2003. O valor é quase equivalente ao que Estados e municípios gastaram no setor durante todo o ano passado – cerca de R$ 142 bilhões. A conclusão é o do Conselho Federal de Medicina (CFM). Segundo a instituição, os dados revelam em detalhes os resultados da falta de qualidade da gestão financeira em saúde.
    No período apurado, pouco mais de R$ 1 trilhão foi autorizado para o Ministério da Saúde no Orçamento Geral da União (OGU). Os desembolsos, no entanto, chegaram a R$ 891 bilhões. Já em 2013, apesar do maior orçamento já executado na história da pasta – quase R$ 93 bilhões –, o valor efetivamente gasto representou 88% do que havia sido previsto. Neste ano, até outubro, dos R$ 107,4 bilhões autorizados, R$ 80 bilhões haviam sido usados.
    Para dar a dimensão do problema, o presidente do CFM cita que, com R$ 131 bilhões, seria possível construir 320 mil Unidades Básicas de Saúde de porte I (destinada e apta a abrigar, no mínimo, uma Equipe de Saúde da Família), edificar 93 mil Unidades de Pronto Atendimento de porte III (com capacidade de atender até 450 pacientes por dia) ou, ainda, aumentar em quase três mil o número de hospitais públicos de médio porte. Em nota, o Ministério da Saúde afirmou que cabe à União a aplicação do valor destinado ao orçamento no ano anterior mais a variação nominal do PIB.

    Termina hoje propaganda eleitoral no rádio e na televisão

    radio 1A dois dias do segundo turno das eleições, termina nesta sexta-feira (24) a propaganda eleitoral gratuita veiculada no rádio e na televisão. Também é a data limite para a divulgação paga de propaganda eleitoral na imprensa escrita e para a realização de debates. Nesse último caso, a transmissão não deve ultrapassar a meia-noite. É nesta sexta-feira o último dia para que os presidentes das mesas comuniquem à Justiça Eleitoral que não receberam o material destinado à votação de domingo (26). Carro de alto-falante ou amplificadores de som para divulgação de propaganda está permitido até sábado (25), véspera da votação, entre as 8h e as 22h. A distribuição de material gráfico, a realização de caminhadas, passeatas e carreatas, além da divulgação de jingles ou mensagens dos candidatos podem ser feitas também até as 22h.
    No segundo turno das eleições, neste domingo (26), cerca de 143 milhões de eleitores estão aptos a votar para presidente da República e governadores de 13 estados e do Distrito Federal. Apesar do horário de verão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a votação será feita das 8h às 17h, obedecendo o horário local. Com o horário de verão, o Acre passou a ter três horas a menos em relação ao horário de Brasília. Por isso, a divulgação dos números das eleições para presidente da República começará às 20h (de Brasília). Os resultados para governador nos 13 estados e no DF serão conhecidos logo após o encerramento da votação.

    “Selfie” na hora do voto pode gerar dois anos de cadeia

    Quem tirar “selfie” durante a votação pode passar até dois anos na cadeia. Apesar de a proibição ter sido divulgada com frequência pela mídia, no primeiro turno, muitos eleitores insistiram em registrar o momento do voto com os famosos autorretratos. O resultado de uma busca pela hashtag #selfienaurna no Twitter revela exemplos dessas fotografias que envolvem, inclusive, pessoas famosas.
    Para evitar a quebra do sigilo do voto, existe uma norma específica do TSE que proíbe celular, máquina fotográfica, filmadora ou rádio nas urnas. Sendo assim, o eleitor que tirar fotos da urna ou do voto comete crime eleitoral e, além da prisão, poderá arcar com multa de até R$ 16 mil.
    Além de ser vedada a divulgação de “selfies” pela internet, também é proibido pedir votos para qualquer candidato pelas redes sociais. Seja por postagens no Facebook, Twitter ou mesmo por meio de SMS ou mensagens no WhatsApp. Essa conduta é considerada crime de boca de urna pelas normas do TSE.

    Na segunda-feira, sairá o grito de revanche do perdedor

    20141024054706_cv_NEVESamarildo17_gdeDepois da voz das urnas, um de dois gritos de revanche ecoarão de Norte a Sul, chefiados peloLula, se Dilma perder, ou por Geraldo Alckmin, se Aécio não conseguir a vitória.
    Obviamente, sem a participação do derrotado. Não se prevê um conflito específico entre esquerda e direita, já que as ideologias às vezes se confundem, mas um muito mais simples embate entre duas concepções de poder. E de conquista das benesses por ele oferecidas.

    Presidenciáveis participam hoje do “último combate”

    amorim2
    Hoje realiza-se o último debate de uma série de quatro verificados na campanha pelo segundo turno. Felizmente ficará para daqui a quatro anos o sacrifício a nós imposto pela ditadura das principais redes de televisão, às quais se rendem covardemente os candidatos e seus partidos.
    Porque se são quatro as empresas que detém as preferências do telespectador, dá-se às quatro a oportunidade de repetir os mesmos confrontos, conflitos e exposições incompletas dos pretendentes à presidência da República, numa enfadonha repetição de muitas mentiras e poucas verdades.

    Não faça da eleição uma guerra familiar!


    23 de outubro de 2014

    Datafolha: Dilma tem 53%, e Aécio, 47%

    Os candidatos à Presidência da República, Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT)
    Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira aponta que a presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) tem 53% das intenções de votos válidos (excluídos brancos, nulos e eleitores indecisos), contra 47% do tucano Aécio Neves. Como a margem de erro é de dois pontos porcentuais, é a primeira vez que os dois candidatos não aparecem em empate técnico no segundo turno. Na rodada anterior, a petista marcava 52%, e o tucano, 48%.
    Segundo o levantamento, encomendado pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo, se contabilizados os 5% de eleitores que pretendem votar em branco ou nulo e outros 5% que ainda não sabem em quem vão votar, Dilma marca 48% das intenções de votos, ante 42% de Aécio. A sondagem também aponta que a rejeição ao tucano chegou a 41%, superando a taxa da adversária, de 39%. O instituto ouviu 9.910 eleitores, nos dias 22 e 23 de outubro, em 399 cidades. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral com o número BR-01162/2014.

    Dilma tem 54%, e Aécio, 46% dos votos válidos, diz pesquisa Ibope

    Ibope (Foto: Arte/G1)Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (23) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
    – Dilma Rousseff (PT): 54%
    – Aécio Neves (PSDB): 46%
    Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.
    A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.
    No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 15, Aécio tinha 51% e Dilma, 49%.
    Votos totais
    Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:
    – Dilma Rousseff (PT): 49%
    – Aécio Neves (PSDB): 41%
    – Branco/nulo: 7%
    – Não sabe/não respondeu: 3%
    O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios entre os dias 20 e 22 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01168/2014.
    Rejeição
    O Ibope perguntou, independentemente da intenção de voto, em qual candidato o eleitor não votaria de jeito nenhum. Veja os números:
    Aécio – 42%
    Dilma – 36%
    Expectativa de vitória
    O Ibope também perguntou aos entrevistados quem eles acham que será o próximo presidente da República, independentemente da intenção de voto. Para 51%, Dilma sairá vitoriosa; 38% acreditam que Aécio ganhará; 10% não sabem ou não responderam.