8 de dezembro de 2016

R$ 7 milhões num cabaço?

Aleexandra Khefren é uma jovem de 18 anos que vive na Romênia e decidiu fazer algo polêmico com o próprio corpo: por à venda a sua virgindade.
Aleexandra anunciou sua virgindade em uma agência de acompanhantes e garotas de programa, que organizou o leilão e deve ficar com 20% dos lucros. Ela tinha colocado um preço inicial de 850 mil libras para a sua primeira vez, o equivalente a R$ 3,6 milhões, de acordo com informações do jornal britânico “Metro”.
Por ser algo inusitado, o leilão gerou grandes controvérsias, inclusive com a família da jovem. Toni e Elena, os pais de Aleexandra, ameaçaram deserdá-la e assim o caso ficou público e ganhou visibilidade. Com isso, surgiram muitos homens dispostos a desembolsar muito dinheiro pela primeira relação sexual da jovem. Ela recebeu diversos lances mais altos do que o inicial, e o maior é de um homem de negócios que ofereceu 1,7 milhão de libras, ou mais de R$ 7 milhões.

Comissão aprova relatório que propõe o fim dos supersalários

A Comissão Especial do Extrateto aprovou, nesta quarta-feira (7), relatório da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) com proposta para dar fim aos chamados supersalários. Com apoio dos três Poderes, o texto propôs uma série de medidas para dar efetividade ao limite de remuneração imposto pela Constituição aos agentes públicos da União, estados, Distrito Federal e municípios.
Outro objetivo da Comissão é acabar com o chamado efeito cascata.  Entre as medidas, o relatório propõe à Mesa do Senado que considere a proposição de ações diretas de inconstitucionalidade junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e contra leis federais e estaduais que vinculam automaticamente a remuneração dos magistrados.

Renan é Renan mesmo sendo réu no STF

Quebrou a cara quem estava rezando para ver Renan Calheiros fora da presidência do Senado federal. Renan é Renan, mesmo com todas as suas falhas graves e até mesmo na condição de réu no STF.

Não obedecer a uma liminar de apenas um dos 11 ministros do STF foi a coisa mais acertada que ele poderia ter feito. Está ai a prova.

A vontade de Marco Aurélio Mello não representava a vontade dos demais ministros. Como vimos, a maioria entendeu que Renan deveria ser mantido na presidência do Senado.

Pronto acabou a discórdia. Agora é bola pra frente. Ou melhor: levar o plenário do senado a votar de imediato as necessárias reformas. 

7 de dezembro de 2016

Polícia caça Gilberto Pereira Ramos suspeito de praticar latrocínio em Novo Horizonte do Norte

Suspeito de ter praticado um latrocínio no dia 02 de novembro deste ano, em Novo Horizonte do Norte, interior de Mato Grosso, Gilberto Pereira Ramos, está sendo caçado pelas polícias da região por ordem da comarca de Porto dos Gaúchos. Ele é o principal suspeito de ter tirado a vida de Hivanildo Gonçalves Lima (24) com golpes de cassetete com um prego na ponta.

O delegado da polícia civil de Porto dos Gaúchos, Albertino Júnior, aponta para um latrocínio em razão de o suspeito ter fugido do local do crime acompanhado da esposa, na motocicleta da vítima.

Conforme Albertino, há provas convincentes e testemunhas de parentes e amigos, dizendo que Gilberto Pereira é o autor do crime.

PROCURADO - Quem tiver notícia do suspeito, por gentileza entrar em contato com a polícia daquele município.  A identidade do denunciante será preservada, garante o delegado.

Bonitinha ordinária está presa por tráfico de drogas e associação criminosa

A “bela” Mariana Reis Moscatelli de Carvalho (24) está presa desde a última segunda-feira (05) em um presídio de Sinop. A gata é apontada pela polícia como líder de uma facção criminosa que vinha agindo em Mato Grosso.

A jovem é proprietária de duas casas, sendo uma em Sorriso e outra em Sinop. Por mês, a polícia estima que ela lucrasse R$ 20 mil com o tráfico.

Segundo a Polícia Civil, ela era respeitada dentro do grupo. Inclusive, em uma das vezes em que esteve presa, recebeu cartas de traficantes lhe pedindo orientações.

Ainda nesta semana, a lindinha ordinária será encaminhada para a cadeia feminina de Colíder, a 648 km de Cuiabá.

Josimar Maurino de Jesus é preso por furto a apartamento em Tangará da Serra

A Polícia Militar prendeu nesta quarta-feira (07), Josimar Maurino de Jesus (29), morador do Jardim dos Ipês em Tangará da Serra. Ele é suspeito de ter furtado vários objetos de um apartamento na Rua 10, região central da cidade.

Entre os objetos estavam a quantia de R$ 715,00 em dinheiro, 19 moedas de um real, uma coleção da copa e algumas moedas estrangeiras, além de óculos de sol, perfumes, joias, celular, aparelho de barbear, um notebook, um aparelho de DVD e várias peças de roupas.

De acordo com a PM, o suspeito já tem diversas passagens na delegacia de polícia por tráfico de entorpecentes, receptação, roubo e furto

Guerra declarada: Parlamento se une contra protagonismo do Judiciário

decisão liminar do ministro Marco Aurélio Mello de afastar por período indeterminado o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado Federal foi a gota d’água que faltava para que os congressistas se unissem contra o Judiciário.
A avaliação dentro do Parlamento é que ministros, juízes e promotores perderam os limites. O mal humor com os integrantes do Poder Judiciário que se intensificou com a Operação Lava Jato teve um pico na tramitação do pacote anticorrupção. Na semana passada, integrantes da força-tarefa ameaçaram paralisar os trabalhoscaso as emendas que impõem punições a categoria sejam aprovadas.
Na Câmara dos Deputados, a reação deve vir em forma de uma avalanche de projetos capazes de diminuir os tentáculos do Judiciário. O assunto dominou a reunião de líderes. Há consenso de que é preciso que algo seja feito. Integrantes de partidos como DEM, PSDB e PPS defendem o diálogo, já os do PT, PCdoB e centrão querem o enfrentamento.
Até o PSol, que costuma se manter distante deste tipo de debate, deixou sua posição registrada. “Errando ou acertando, é prerrogativa do Legislativo legislar. Essa criminalização da política é muito ruim”, disparou o líder Ivan Valente (SP).
Os parlamentares ficaram incomodados com a manifestação do domingo na qual a política foi amplamente criticada. O presidente do Solidariedade, deputado Paulinho da Força (SP), no entanto, alertou que todos os que estavam presentes na reunião de líderes tiveram mais votos que a quantidade de pessoas reunidas nos protestos.
No Senado, o clima é de instabilidade. Ao jornal O Globo, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) criticou o posicionamento do Supremo.
"Estou indignado com a irresponsabilidade de todo mundo. Estamos a seis dias da votação da PEC do teto e a 10 dias do fim do mandato do Renan. Que irresponsabilidade! A crise é gravíssima! Não podiam pensar no Brasil? Agora Renan não acata e estamos sem presidente, sem sessão, e é gente de todo mundo ligando em pânico, gigantes do mercado perguntando se já não é hora de deixar o Brasil.”
Contra a atitude de Renan de não cumprir a decisão do ministro Marco Aurélio Mello de o ter afastado, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disparou: “É o ápice da marcha da insensatez, é levar as instituições ao confronto total. É tocar fogo no Parlamento, como fizeram os nazistas”.
Pauta bomba
Embora não tenha mais clima, a Casa não vai desistir da pauta firme que atinge o Judiciário, como a caça aos supersalários. Apesar do movimento para retirar o projeto do abuso de autoridade da pauta, se a Casa voltar para o comando de Renan, o enfrentamento deve continuar. Caso se confirme nas mãos do 1º vice-presidente, o senador Jorge Viana (PT-AC), os petistas pressionaram para que a Casa se imponha.
Isto porque os petistas elencam uma série de abusos do Judiciário e encararam o afastamento do Renan apenas como um excesso a mais. Entre os itens citados estão como irregulares estão a prisão do ex-senador Delcídio do Amaral, a condução coercitiva do ex-presidente Lula e até a prisão do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
FONTE: http://www.brasilpost.com.br/

STF costura acordo para manter Renan na presidência do Senado

Presidente do Senado, Renan Calheiros chega ao plenário para assinar documento que o afasta do cargo após decisão do ministro do STF, Marco Aurélio Mello - 06/12/2016 (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Uma negociação entre o Senado e o Supremo Tribunal Federal (STF) está sendo costurada para manter o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) no comando da Casa. Em contrapartida, segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o parlamentar, que é o segundo na linha sucessória da presidência da República, não poderá assumir o comando do país na ausência de Michel Temer.
Publicidade
Nesta quarta-feira, a partir das 14 horas, o plenário STF vai julgar a a liminar do ministro Marco Aurélio Mello que afastou Renan do cargo. O parlamentar, contudo, continua no comando da casa, depois que a Mesa Diretora do Senado desafiou o Supremo e se recusou a cumprir a decisão do ministro.

Valeu, Lula e Dilma! 70% dos estudantes de 15 anos não sabem o básico de matemática

Sempre alertamos por aqui que a Educação foi uma das áreas mais devastadas pelos governos anteriores, tanto ou mais que a economia. E a gravidade disso, por óbvio, é extrema.
E não se trata de chute ou exagero, mas fato apurado. Nosso país ficou entre os piores no ranking mundial da educação (e há quem se diga contra uma reforma no ensino).
O buraco é tão extremo que mais de 70% dos estudantes brasileiros com 15 anos não sabem o básico da matemática. O BÁSICO. Esse dado terrível foi apurado pelo PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes, que abrange 72 países e é realizado pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).
Uma vergonha completa e também um quadro desolador. Serão anos, anos e anos para recuperar a devastação causada, sem contar o impacto disso na vida dos estudantes, que são as grandes vítimas.
Ah, sim, e o pessoal que invade escola? Não vai fazer nada agora? Não vai protestar contra os responsáveis por essa herança maldita na Educação?
Claro que não. E sabemos o porquê. Eles não lutam por Educação, mas sim por partido político. E também sabemos por qual.

6 de dezembro de 2016

Narrativa dos “avanços sociais de Fidel” vale tanto quando um peido

A conversa mole dos socialistas não tem fim. Em relação a Cuba, não param de dizer que o país “teve avanços socais da saúde e na educação”.
Porém, antes de prosseguirmos vejamos esta lacrada de Demétrio Magnoli (que é um social democrata), acabando com este mito no texto “Cuba pré-castrista tinha saúde e educação notáveis como os atuais”:
Na sua capa, à guisa de epitáfio, a Folha (27/11) ofereceu a Fidel Castro uma espécie de absolvição histórica: “A ditadura é reconhecida por ter melhorado as condições de saúde e educação na ilha caribenha”. O mito da ditadura benigna emergiu, em formulações similares, nas declarações de FHC e José Serra, refletindo um consenso dos que, ao menos, recusam-se a elogiar fuzilamentos sumários ou o encarceramento de dissidentes. Temo estragar a festa contando um segredo de Polichinelo: a Cuba pré-castrista exibia indicadores de saúde e educação tão notáveis quanto os atuais.
Fulgêncio Batista dominou a política cubana durante um quarto de século, até a revolução de 1959. Em 1937, no seu segundo ano de poder, instituiu o salário mínimo e a jornada de oito horas, antes do Brasil (1940) e de qualquer país latino-americano. No início da segunda década da “era Batista”, em 1955, a taxa de mortalidade infantil em Cuba (33,4 por mil) era a segunda menor na América Latina.
O embargo econômico dos EUA contra Batista (sim, Batista!) começou em 1957. Naquele ano, a taxa de mortalidade infantil cubana (32 por mil) estava entre as 13 mais baixas do mundo, perto da canadense (31) e menor que as da França (34), Alemanha (36) e Japão (40). Atualmente, segue baixa, mas já não está entre as 25 menores do mundo. No mesmo ano, Cuba aparecia como o país latino-americano com maior número de médicos per capita (um por 957) e a maior quantidade de calorias ingeridas por habitante (2.870).
Enquanto promovia centenas de execuções sumárias, o regime castrista conduziu campanhas de alfabetização rural tão inúteis quanto o Mobral de Emilio Médici. Como no Brasil, o analfabetismo reduziu-se quase à insignificância pelo efeito inercial da universalização do ensino básico. Mas Cuba partiu de patamar invejável: as taxas de alfabetização de 1956, quando os guerrilheiros chegaram à Sierra Maestra, colocavam a ilha na segunda posição na América Latina (76,4%), bem à frente da Colômbia (62%) e do Brasil (49%). Todas essas estatísticas estão na série da anuários demográficos publicados pela ONU entre 1948 e 1959, hoje disponíveis na internet. O jornalismo prefere ignorá-las, repercutindo a cartilha de propaganda castrista.
Batista fugiu para a República Dominicana no Ano Novo de 1959. Se, na época, a Folha aplicasse o critério que usa para Fidel, teria escrito que a ditadura de Batista “é reconhecida por ter melhorado as condições de saúde e educação na ilha caribenha”. Por sorte, não o fez: Cuba não foi salva por Fidel nem pelo tirano que o precedeu. Médicos cubanos realizaram a primeira anestesia com éter em terras latino-americanas (1847), identificaram o agente transmissor da febre amarela (1881) e inauguraram a pioneira máquina de raio-X da América Latina (1907). Antes de Batista, em 1931, a taxa de mortalidade geral cubana (10,2 por mil) era menor que a dos EUA (11,1).
Governos têm importância menor que a “história profunda”. Nos tempos coloniais, Cuba foi a “joia da coroa” espanhola no Caribe, um dos mais dinâmicos centros hispano-americanos, atraindo uma numerosa elite econômica e intelectual. A excelente faculdade de Medicina de Havana, os hospitais e as escolas do país nasceram no mesmo solo cosmopolita que produziu José Martí, apóstolo da independência, a Constituição democrática de 1940 e o Partido Ortodoxo, berço original do grupo revolucionário liderado por Fidel. Dia e noite já se sucediam em Cuba antes do triunfo final da guerrilha castrista, na Batalha de Santa Clara.
Frei Betto dirá que a presciente ONU falsificou preventivamente as estatísticas colhidas na era pré-revolucionária para presentear o imperialismo ianque com torpes argumentos anticastristas. Apesar dele, os malditos anuários teimam em narrar uma história inconveniente. Hasta siempre, Comandante!
Enfim, lá se vai mais uma narrativa socialista que tenta justificar o injustificável.
Para piorar, dar saúde e educação para um povo escravizado, que só pode sair do país pela via da fuga, é o mesmo que nada. Por exemplo, fazendas de criação também garantem a alimentação de vacas e porcos, que serão assassinados. Os porcos são muito bem alimentados. A pergunta é: e daí, se o que interessa para esses animais é a liberdade? Se eles não tem liberdade, não há mérito nenhum em “dar o alimento” aos porcos.
Como li no site Geração de Valor, o povo cubano recebe saúde e educação, mas não vivem de forma diferente do que os animais em um zoológico. Todos os animais do zoológicos prefeririam a liberdade, se pudessem escolher.
Tal como visto no texto de Magnoli, é uma baita mentira mencionar os “avanços sociais” em Cuba. Mas mesmo que esses avanços sociais tivessem existido, isso não seria mérito algum, pois o povo não possui liberdade. É hora de começarmos a fazer socialistas passarem vergonha se vierem com a conversinha dos “avanços sociais em Cuba”.
Ceticismo Político

Conheça a arquitetura da manobra de Marco Aurélio Mello, do STF, para beneficiar o PT

As coisas chegaram a um ponto em que já não é possível ignorar os fatos. Como já se sabe, de forma monocrática o ministro do STF Marco Aurélio Mello (foto) requisitou ontem (5) o afastamento de Renan Calheiros da presidência do Senado. Hoje, Renan se recusou, com razão, a cumprir a notificação, uma vez que a decisão de afastamento do presidente do Senado cabe… ao Senado.
Mas qual é a jogada por trás disso? Basta ligarmos os pontos, oras.
O partido requerente da ação é o Rede, linha auxiliar do PT. Marco Aurélio Mello se tornou um dos ministro do STF ícones das decisões em favor do PT. O vice-presidente do Senado, diretamente beneficiado pela decisão de Mello, é Jorge Viana, do PT.
Enquanto isso, o STF está doido pela manutenção dos supersalários e privilégios. Uma forma de mantê-los seria atender à agenda do PT de destruição intencional da economia do país, recusando-se a aprovar a PEC do Teto. Mas quem poderia barrar a PEC do Teto senão Jorge Viana?
O fato é que agora Marco Aurélio Mello vai para o olho do furacão das suspeitas neste caso, e não adianta que o STF confirme sua decisão amanhã, uma vez que Renan poderá impetrar recurso.
Claro que exigimos a saída de Renan Calheiros, mas não pelas mãos de gente como Marco Aurélio Mello, mas sim do Senado, e tudo de acordo com os procedimentos e trâmites normais, como exige o Estado de Direito.
Em tempo: uma dica dos auditores de fraudes é mapear quem se beneficia com as manobras. Nesse caso, o mapeamento está bem fácil.

Renan x STF: é guerra

Nosso país está sinceramente desgovernado. Temos a impressão que quem governa é o STF. A que ponto chegamos com tantos políticos legislando em benefício próprio, enquanto o povo a deriva não sabe mais a quem recorrer. Pois, pior que tirar o Renan é imaginar o Tião Viana do PT no lugar dele. Lamentável. A pergunta que não quer calar: porque só agora que o Renan e cia começaram a falar dos super salários do judiciário eles resolvem afastá-lo? Seria retaliação?

5 de dezembro de 2016

Mulher não aceita fim do namoro e destrói carro de amigo do ex em MT

Uma mulher que não aceitava o fim do relacionamento destruiu o carro do amigo do ex-namorado dela, na cidade de Sorriso, a 420 km de Cuiabá. O ex-namorado, que é proprietário de um bar na cidade, registrou um boletim de ocorrência na delegacia da cidade contra a suspeita por ameaça e dano material. A situação ocorreu no sábado (3).
A suspeita, que tem 30 anos, fugiu do local e não foi encontrada até o momento. De acordo com a Polícia Civil, o empresário, de 31 anos, procurou a delegacia e disse que teve um relacionamento com a mulher. O namoro terminou há cinco meses.
Carro que estava estacionado no bar foi danificado pela ex-namorada da vítima (Foto: Rafael Sousa/Portal Sorriso)
Ele alegou à polícia que desde então a ex-namorada não aceitava o fim do relacionamento e ainda fazia ameaças. Ela teria dito que 'se ela não ficasse com ele, ninguém mais poderia ficar'. Enquanto trabalhava no bar, a vítima afirmou que a ex chegou ao estabelecimento armada com uma faca.
Depois de fazer ameaças contra o ex e contra as pessoas que estavam no local, a suspeita usou um pedaço de madeira para danificar um carro que estava estacionado no bar. O veículo pertence a um amigo do empresário.
A ex-namorada quebrou os para-brisas do carro, os vidros e danificou a lataria do carro em diversas partes.

GCCO suspeita que PMs estejam envolvidos em explosão de caixa

O delegado Flávio Stringuetta, do Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO), não descarta a hipótese de participação de policiais militares na explosão do caixa eletrônico instalado dentro Comando Geral da Polícia Militar, na madrugada desta segunda-feira (5), em Cuiabá.

Em entrevista à TV Rondon, afiliada do SBT em Cuiabá, o delegado disse que a falta de reação dos policias e vigias presentes no local causa estranheza. Segundo ele, o caso está sendo investigado.

“Esses criminosos costumam render quem possa dar a primeira reação – no caso, os vigias e os policiais militares – , mas isso não aconteceu. Isso chama atenção aqui da Gerência porque não houve essa rendição. Eles agiram mesmo com os policiais militares estando bem próximos e sabendo que, com o barulho da explosão, haveria reação – caso, é claro, os policiais não tenham tido participação no fato. Isso é o que está sendo apurado e vai ser motivo de investigação por parte da Polícia Militar e da GCCO”, disse.

Stringuetta ainda caracterizou a ação como uma “afronta” e “audácia” e ressaltou que a quadrilha que tentou explodir o caixa é inexperiente.

Ministro de Temer e mais 50 têm quase R$ 1 bilhão bloqueados

A Justiça bloqueou cerca de R$ 950 milhões das contas de representantes de 51 propriedades rurais localizadas no interior do Parque Estadual Serra de Ricardo Franco, no Município de Vila Bela da Santíssima Trindade (521 Km a Oeste de Cuiabá).

As decisões liminares foram proferidas em ações civis públicas propostas pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso.

Entre os que tiveram bens bloqueados, está o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, que tem propriedade na região. Ele é considerado o homem mais forte do Governo do presidente Michel Temer.

Bióloga quer reciclar bitucas de cigarro e transformar em porta-copos

A bióloga Bárbara Sales, de 26 anos, vem desenvolvendo uma pesquisa para transformar as bitucas de cigarro em porta-copos. Ela apresentou seu trabalho durante a 7ª ExpoCatadores, em Belo Horizonte. O evento, organizado pelo Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), começou no dia 28 e terminou no dia 30.
Atualmente trabalhando como educadora ambiental no Instituto Inhotim, Bárbara começou seu estudo, como projeto de final de curso, no Centro Universitário Newton Paiva. Ela coletou manualmente as bitucas pelas ruas da capital mineira e também disponibilizou um coletor em alguns bares, onde os fumantes poderiam fazer o descarte do resto do cigarro após o consumo.
Por meio de testes e de revisão bibliográfica, a bióloga estabeleceu um processo de reciclagem. “Eu deixei as bitucas de molho em um componente químico por cerca de sete dias. Em seguida, o material foi submetido a um cozimento a 200 graus e virou uma massa. Depois, há um processo para deixar as partículas mais homogêneas, a secagem e a confecção do porta-copo”, explica.

Governo prepara para janeiro MP para regularizar 25 mi de imóveis

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, afirmou nesta segunda-feira, 5, que o governo federal pretende lançar em janeiro medida provisória (MP) para viabilizar a regularização fundiária daqueles imóveis onde os moradores não têm o documento que formaliza a sua propriedade.
Segundo Araújo, a medida será válida para todos os imóveis do País, nessa situação, menos para aqueles situados em áreas consideradas de risco. A estimativa é que existam cerca de 25 milhões de imóveis nessa situação.

Cubanos dão as costas para passagem funeral de Fidel Castro

Uma imagem que repercutiu nas redes sociais e que tem sido ignorada pela grande imprensa nacional, mostra um protesto de cubanos que viraram as costas durante a passagem do féretro de Fidel Castro.

A imagem foi registrada no último sábado (03), em Santiago de Cuba, na chegada do féretro que levava a urna com as cinzas do ditador. 

De acordo com o El País, o protesto foi organizado pela oposição. “Todos os funerais de tiranos são muito parecidos, é só olhar um pouco a história”, escreveu o ativista José Daniel Ferrer, da Unión Nacional Patriótica de Cuba. “A imprensa oficial diz que há pouca gente na rua porque as pessoas estão reclusas em sua dor. 

A verdade é que existe medo, muito medo”, disse por sua vez a jornalista crítica Yoani Sánchez, diretora do jornal digital 14 y médio.


Três padres se suicidam em 15 dias; psicóloga explica síndrome

Mês passado, num espaço de duas semanas, três padres — o baiano Ligivaldo, o mato-grossense Rosalino e o mineiro Renildo — se suicidaram. As idades variavam entre 31 e 37 anos. Uma pesquisa de 2012 revelou que o ofício de padre está entre as profissões mais estressantes, na frente de policiais. Essa depressão no meio de padres e pastores vem sendo exaustivamente estudada pela psicóloga clínica Luciana de Almeida Campos e será tema do seu livro “A dor invisível: A síndrome de Burnout e depressão entre os religiosos”. A informação é destaque no Ancelmo Góes.
A autora conta que se deparou, por exemplo, com pastores que, em razão da depressão, abandonaram o pastorado, mudaram de religião, migrando para o candomblé, ou viraram ateus. “Tenho acompanhado a sobrecarga dos religiosos com seus afazeres, pois, ao contrário do que muitos pensam, a vida deles é bastante difícil.” Luciana acentua a solidão dos religiosos como ponto delicado no “incremento do adoecimento”. Em tempo: a síndrome de Burnout, também chamada de síndrome do esgotamento profissional, atinge pessoas com dedicação exagerada ao trabalho e quase sempre desejando serem as melhores no que fazem.

Receita deve liberar esta semana consulta ao último lote do IR 2016

A Receita Federal deve anunciar nesta semana a liberação para consulta do último lote regular de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2016. Serão liberadas também restituições dos exercícios de 2008 a 2015 de declarações que deixaram a malha fina. O crédito bancário para os contribuintes incluídos na lista será feito no próximo dia 15.
Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte terá que acessar a página da Receita na internet ou ligar para o Receitafone, no número 146. O Fisco disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones que facilita a consulta às declarações e à situação cadastral no CPF. Os contribuintes que não forem relacionados no último lote terão que aguardar a liberação de lotes residuais no próximo ano.

Elize Matsunaga é condenada a quase 20 anos de prisão pela morte do marido

A Justiça de São Paulo condenou na madrugada desta segunda-feira (5) a bacharel em direito Elize Matsunaga pela morte do marido, Marcos Kitano Matsunaga, diretor da Yoki alimentos, em maio de 2012. Elize foi condenada a 19 anos, 11 meses e 1 dia de prisão em regime fechado. O júri, iniciado na segunda-feira (28), ocorreu no Fórum Criminal da Barra Funda, na Zona Oeste da capital paulista.
O julgamento durou sete dias e foi um dos mais longos da Justiça de São Paulo. O júri foi formado por quatro mulheres e três homens. Eles ficaram reunidos por mais de 2h30 para definir o julgamento. O juiz Adilson Paukoski deu a sentença às 2h07 desta segunda-feira. Elize ouviu a sentença já vestida com camiseta branca, calça caqui e chinelo de dedos com as mãos para trás. O juiz não permitiu que se fizesse imagens dela.
Ela foi condenada a 18 anos e 9 meses por homicídio sem chances de defesa da vítima, e mais 1 ano, dois meses e 1 dia por destruição e ocultação de cadáver. Os jurados não consideraram as qualificadoras “motivo torpe” (por vingança e dinheiro) e “meio cruel” (que a vítima ainda estaria viva quando foi esquartejada), pedidas pela promotoria. Elize já cumpriu 4 anos e meio de prisão antes do julgamento.

3 de dezembro de 2016

Lava Jato ganha prêmio anticorrupção da Transparência Internacional

Operação é destacada por lidar com “um dos maiores escândalos de corrupção do mundo”. Entidade internacional destaca trabalho de promotores para garantir que “corruptos prestem contas por seus atos”.A organização Transparência Internacional (TI) concedeu neste sábado (03) o Prêmio contra a Corrupção 2016 à força-tarefa da Operação Lava Jato.
“A Operação Lava Jato começou como uma investigação local sobre lavagem de dinheiro e se transformou na maior investigação que expôs casos de corrupção no Brasil até o momento”, disse a entidade, ao anunciar o prêmio durante a Conferência Internacional contra a Corrupção, no Panamá.

Arena Condá recebe corpos das vítimas do acidente e agradece apoio

A forte chuva que cai em Chapecó na manhã de hoje (3) não espantou o público que aguardou desde cedo a chegada dos corpos das vítimas do acidente aéreo na Colômbia com o time da Chapecoense. Os corpos chegaram por volta das 12h25 ao estádio, depois de um cortejo que percorreu as ruas da cidade. As arquibancadas estão lotadas de torcedores que, emocionados, se abrigam debaixo de capas e guarda-chuvas.
Em várias partes do estádio que recebe o funeral coletivo vê-se faixas em agradecimento ao povo da Colômbia, país onde ocorreu o acidente e que prestou o atendimento e o resgate das vítimas. Na última quarta-feira (30), uma cerimônia muito emocionante em homenagem às vítimas foi realizada no estádio de Medellín, exatamente no horário em que seria disputada a final da Copa Sul-Americana. Alguns torcedores levaram à Arena Condá, inclusive, a bandeira colombiana. “Colombia, gracias por todo”, é o que diz uma das faixas. Outra, em inglês, diz “A todo mundo, o que nos resta é agradecer”.

Ao organizar tumulto em velório da Chapecoense, milícias pró-PT adotam a psicopatia total

Temer segue caindo nas armadilhas da extrema-esquerda. Ele decidiu viajar para Chapecó (SC) para participar do velório dos jogadores do Chapecoense, neste sábado (3). Porém, sua equipe identificou que as milícias pró-PT iriam fazer um barraco durante o velório. Por isso, Temer decidiu que vai permanecer apenas no aeroporto.
Não demorou para que a extrema-esquerda provavelmente instigasse o pai de um atleta para dizer que a atitude de Temer não seria digna. Usar o pai desesperado de um atleta parecia ser a covardia suprema dos petistas, mas a coisa vai além.
Para início de conversa, Temer errou ao decidir não ir ao velório. Ele deveria ir e esperar que a escória da humanidade fosse vaiá-lo. Daí, durante as vaias, deveria humilhar os petistas por sua monstruosidade e desumanidade. Claro que será preciso manter a serenidade e não “cair na pilha”, mas o cenário se tornaria favorável para Temer.
Ao se recusar a ir ao velório, no entanto, Temer permitiu que os petistas novamente controlassem a narrativa. Se os petistas tivessem a oportunidade de vaiá-lo em pleno velório, poderiam ser expostos como psicopatas. Mas ao desistir de participar, permitiu que os petistas o chamassem de covarde.
Ainda dá tempo de Temer mudar de opinião. Comparecer ao velório, esperar que a escória petista inicie a baixaria e depois providenciar o velório da moral petista (como se isso fosse necessário). Aqueles que usam uma tragédia para praticar baixaria política são vermes.
Se Temer não for ao velório, perderá a oportunidade de fazer com os petistas aquilo que os internautas fizeram com o Catraca Livre.

A Colômbia inteira parou para ajudar os brasileiros.

O que podemos tirar como lição de vida desse trágico acidente é que a Colômbia passou a morar em nossos corações.

Por quantas vezes fomos arrogantes como país.

O Brasil sempre se achou ‘a última bolacha do pacote’ em relação aos outros países da América do Sul.

Aprendemos do pior jeito […] através de uma tragédia.

A Colômbia inteira parou. Da mais alta patente até um simples morador.

Foram ajudar pessoas que nem sequer conheciam.

Eles não sabiam se haveria sobreviventes e, mesmo assim, se entregaram de corpo e alma para ajudar os irmãos acidentados.

Quanta diferença Meu Deus!! Aqui no Brasil ?

No dia do acidente, nossos deputados se esconderam (de madrugada) e trabalharam como ratos imundos.

Se aproveitaram da comoção nacional para destruir as 10 medidas contra a corrupção.

O objetivo? Se livrarem da cadeia para poderem roubar mais e mais!

Definitivamente, a classe política brasileira é uma vergonha! O Congresso é uma vergonha!


GRACIAS COLOMBIA!

Secretários de Taques recebiam 'mesada' com dinheiro de propina

O jornalista Guilherme Amado, que escreve para a coluna de Lauro Jardim no Jornal O Globo, voltou a citar trecho de uma suposta delação premiada do ex-secretário da Casa Civil, Pedro Nadaf, que está sendo negociada junto ao Ministério Público Federal. Mais uma vez, a imprensa nacional envolve a gestão do governador Pedro Taques (PSDB) em escândalo de corrupção.
De acordo com a publicação, Nadaf revelou uma espécie de “mesada” aos secretários da atual gestão. A complementação salarial seria paga pelo empresário Alan Malouf, que atuou na captação de recursos para a campanha do tucano, e foi feita durante alguns meses de 2015.
Esta é a terceira nota na imprensa nacional sobre o escândalo envolvendo o governador de Mato Grosso. No dia 20 de novembro foi revelado um esquema de “caixa 2” na campanha de Pedro Taques. 
Já no dia 22, apontou que o tesoureiro da campanha de Taques, o empresário Alan Malouf, atuou como operador do “caixa 2” da campanha. “Malouf atuou como arrecadador para Taques em 2014, mas também tem laços com o PMDB no Estado. Em setembro, o Ministério Público local pediu a prisão de Malouf no âmbito da operação Sodoma, que prendeu Silval”, diz trecho da matéria. Agora a eventual prisão do empresário pode se dar por operar esquema de corrupção para Pedro Taques.
CAIXA 2
Ontem, foi divulgada a delação do empresário Giovani Guizardi, que apontou que o empresário Alan Malouf lhe confidenciou que doou R$ 10 milhões na campanha do governador tucano em 2014. Segundo a delação, os valores não foram contabilizados na campanha e entraram no “caixa 2”.
Guizardi ainda revelou detalhes de como ocorreu a corrupção na Secretaria de Educação. Ele mencionou Alan Malouf, os deputados Guilherme Maluf e Nilson Leitão, além do ex-secretário Permínio Pinto como os maiores beneficiários.

2 de dezembro de 2016

Pedro Taques vê seu nome sendo jogado na lama

Caramba.

A gente aqui no interior de Mato Grosso com o maior orgulho do mundo de ter contribuído para eleição de um senador, ex-procurador da República, para a chefia do Executivo, crendo piamente que nosso estado daria um elegante salto para o futuro e pemmmmmmm.

Agora vemos nos principais sites de notícias que o governador Pedro Taques e alguns de seus principais auxiliares podem ter enveredado pelo caminho da corrupção.

Por essa ninguém esperava. Menos eu.

Face a tantas menções negativas ao seu nome, Taques tem a obrigação a partir de então de explicar bem esse assunto para a sociedade.

Particularmente já estou decepcionado com a gestão. Está muito longe do que foi pregado em palanque de campanha.

E com essas agora. Vixe nossa senhora!

Dorjival Silva

Em vídeo, Requião dispara: não cometa essa idiotice de apoiar o abuso de autoridade

O senador Roberto Requião (PMDB-PR), relator da lei do abuso de autoridade no Senado, em vídeo distribuído nas redes sociais, recomendou nesta sexta (2) partidários do abuso de autoridade não cometesse essa “idiotice” e perguntou se eles “endoidaram de vez”.

Requião relatou que recebi mensagens no celular pedindo que ele vote contra o abuso de autoridade. “Minha gente, vocês estão loucos, a favor de abuso de autoridade? Vocês endoidaram de vez?”, questionou.
“Um promotor que pede sua prisão, o juiz concede, pede para você confessar o que não fez, você não confessa, prendem a tua mulher e a tua filha… tem cabimento isso?”, questionou.
O senador do PMDB disse ainda que um juiz corrupto, quando flagrado, é aposentado com salários integrais. “Não se submete ao regime comum do funcionários públicos. Você conhece dos privilégios, inclusive, do parlamento, você não acha que está na hora de acabar esses privilégios?”.
“Não cometa essa imbecilidade, essa idiotice, de ser a favor do arbítrio. Isso acontece em ditaduras, em estados fascistas, em que algumas corporações querem se sobrepor ao direito e à sociedade. Não comenta esse erro”, pregou Requião.
O senado deverá votar na próxima terça-feira (6) o projeto relatado por Requião.
Assista ao vídeo:

Ministro classifica de “exagerada” ameaça de renúncia dos procuradores da Lava Jato

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, classificou de “exagerada” a ameaça de procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato de renunciarem à investigação. A ameaça foi anunciada na quarta-feira (30) como repúdio às alterações que a Câmara dos Deputados fez na proposta original das medidas de combate à corrupção apresentada pelo Ministério Público com o apoio de mais de 2 milhões de assinaturas.
Os procuradores interpretaram como “intimidação” a inclusão no texto da previsão de juízes e membros do MP responderem por abuso de autoridade nas investigações. Em entrevista coletiva após audiência pública na Câmara, encerrada há pouco, o ministro da Justiça explicou por que considerou a reação dos procuradores “extremamente exagerada”.

1 de dezembro de 2016

Dorjival Silva vende propriedade rural completa e documentada a 10 km de Brasnorte; R$ 20 mil por alqueire

O corretor de imóveis Dorjival Silva (CRECI 7730) tem uma propriedade rural à venda no município de Brasnorte, região noroeste de Mato Grosso, que se encaixa no sonho de consumo de muita gente. Primeiro, pela qualidade e localização. Segundo, pelo preço cobrado.

Localizada a exatos 10 km da sede do município, a fazenda tem o tamanho global de 77 alqueires. Destes, 40 alqueires são de pastagem.

A propriedade tem sede e outra casa para guardar equipamentos, um curral que precisa ser refeito e cercas novas.

Tem energia elétrica, com poço normal ao lado da residência sede.

Toda a terra é argilosa de taboca e bacuri. Boa de água, possui uma nascente na frente e ao lado é cortada ao meio pelo Córrego Jacutinga.

Possui também 01 hectare de seringas ao lado da sede. 

Estrada de acesso cascalhada. 

Cem por cento documentada, a fazenda está à venda pelo preço de R$ 1.540.000,00 (Um milhão, quinhentos e quarenta mil reais). Ou seja: R$ 20 mil por alqueire.

O corretor disse que está aberto à propostas e que recebe carros, caminhonetes no negócio.

CONTATO - Dorjival Silva comenta que as pessoas interessadas em obterem mais informações sobre a propriedade e até mesmo conhecê-la podem manter contado pelos telefones 66 3592-1634 /  Whatsapp 65 996285314 – Email dorjival@gmail.com

VEJA OUTRAS IMAGENS DA FAZENDA:






Presidente do PDT diz que ameaça de procuradores de abandonar a Lava Jato “é vazia”

O presidente do PDT, Carlos Lupi, defendeu o líder de sua bancada na Câmara, Weverton Rocha (MA), que apresentou emenda à lei de combate à corrupção para punir juízes, promotores e procuradores por abuso de autoridade. A emenda foi aprovada. “Toda a unanimidade é burra”, disse Lupi, citando Nelson Rodrigues. “É o mesmo que dizer que a lei serve para intimidar quem rouba. Não existem castas de privilegiados no Brasil”, afirmou.
Lupi afirma que juízes, promotores e procuradores que cometerem ilegalidades continuarão sendo julgados pelo Poder Judiciário e que impedir que o Legislativo legisle “é tentar acabar com um Poder”.
Sobre a ameaça de renúncia coletiva de investigadores da Lava Jato, o presidente do PDT diz que “é vazia”. Segundo ele, “quem ameaça não faz”. Lupi afirmou ainda: “Renúncia é ato individual de quem não se considera capaz ou competente”. “Minha pergunta é: por que se sentem ameaçados?”
Época

Poderes se engalfinhando

Simplesmente ridículo ver esses chefes de poderes se engalfinhando publicamente. Parece até briga de meninos birrentos, com alguns querendo demonstrar quem tem mais força.

Dorjival Silva


Manifestos recheados de demagogia

Não querendo jamais defender qualquer coisa parecida com corrupção, me admiro muito ver essa galera toda nas ruas, nas redes sociais, ocupando os palácios, "combatendo" os políticos corruptos e a corrupção. 

A sociedade, entenda-se, os revoltados com o cenário político atual em nosso País, deveria refletir  melhor antes de combater os corruptos e a corrupção. 

Os políticos corruptos estão lá nos seus postos porque a sociedade os elegeu. E a sociedade somos todos nós. Talvez fosse preciso dizer que a corrupção é fruto de nossa incapacidade de escolher melhor a classe política.

É mais ou menos assim: quem nunca se corrompeu ou corrompeu alguém que "atire a primeira pedra".

Esse mi mi mi  e blá blá blá dos revoltados é no fundo uma grande demagogia. 

Vivemos em um País de gente corrupta, com as devidas ressalvas. 

Se queremos um congresso, executivo e judiciário puros, devemos antes de tudo aprender a escolher quem deve está lá nos representando. 

Quebrar e queimar tudo e defender a pena de morte para todos os corruptos não me parece coisa inteligente. 

Temos mesmo é que aprender a votar e ensinar para as gerações futuras como nos devemos portar numa democracia onde todos precisam respeitar para ser respeitados. 

Dorjival Silva 

Quem está com medo de Renan Calheiros?

Tem muita gente com medo de Renan Calheiros. Por que será?

Seria pelo fato dele ter a coragem de dizer o que pensar e encarar os que se imaginam deuses?

Se toque....

Dorjival Silva

Comissão do Congresso aprova mudanças na MP do ensino médio

Uma comissão formada por senadores e deputados aprovou mudanças na medida provisória que reforma o ensino médio. Foram quase três horas de debates até a aprovação por 16 votos a cinco do relatório que sugere mudanças na medida provisória do governo.

Vídeo: Lula e Moro ‘cara á cara’. Veja o depoimento

Polícia Federal na nova Operação Zelotes: Itaú e BankBoston

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira nova fase da operação Zelotes tendo entre os alvos os bancos Itaú e BankBoston, de acordo com a emissora de TV GloboNews. A Zelotes investiga suspeitas de manipulação de julgamentos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), vinculado ao Ministério da Fazenda, e o suposto pagamento de propina para a edição de medidas provisórias.
VEJA

30 de novembro de 2016

Nada de carteirada!

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou nesta terça-feira (29) que a proposta de abuso de autoridades “não é contra ninguém, é contra carteirada”.
A declaração ocorre no dia em que a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia, afirmou haver tentativas de cerceamento da atuação do Judiciário e questionou a quem interessa enfraquecê-lo. Concluiu a mensagem dizendo esperar que “todos os Poderes da República” respeitem-se mutuamente.
“O Senado tem que votar temas controversos também. Não temos como ficar decidindo permanentemente sobre temas consensuais”, disse Renan.
Segundo o senador, “quem julga o abuso de autoridade é o Judiciário”. “Duvidar da eficácia da lei de abuso de autoridade é duvidar do próprio Judiciário. A lei é responsável. Todo país responsável já implantou”, continuou.
Na quinta (1), haverá no plenário do Senado mais uma rodada de discussão sobre a proposta amplamente defendida por Renan. Para o debate, ele convidou o juiz responsável pela Operação Lava Jato em Curitiba, Sergio Moro, e também o ministro do STF Gilmar Mendes. A votação está agendada para o dia 6 de dezembro.
Embora o projeto não tenha sido discutido em comissões temáticas, nem encaminhado à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), tendo seguido direto ao plenário, Renan afirma que a proposta está sendo discutida “sem preconceitos”.
FOLHA