Fim das doações de empresas é o destaque da reforma política aprovada pelo Senado

urna-eletronicaUma pesquisa do Datafolha, encomendada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), apontou – em julho último – que 74% dos brasileiros são contrários ao financiamento empresarial a partidos e políticos. Apenas 16% se declararam favoráveis. A opinião reverberou no Senado e, em 2 de setembro, os senadores aprovaram o projeto de reforma política que acabava com esse tipo de doação.
O placar apertado – 36 favoráveis e 31 contrários – refletiu como foram os debates antes da aprovação desta emenda ao projeto da reforma política (PLC 75/2015). O senador Jorge Viana (PT-AC) defendeu o fim das doações de empresas, prática que ele considera inconstitucional.

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra