Fim das doações de empresas é o destaque da reforma política aprovada pelo Senado

urna-eletronicaUma pesquisa do Datafolha, encomendada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), apontou – em julho último – que 74% dos brasileiros são contrários ao financiamento empresarial a partidos e políticos. Apenas 16% se declararam favoráveis. A opinião reverberou no Senado e, em 2 de setembro, os senadores aprovaram o projeto de reforma política que acabava com esse tipo de doação.
O placar apertado – 36 favoráveis e 31 contrários – refletiu como foram os debates antes da aprovação desta emenda ao projeto da reforma política (PLC 75/2015). O senador Jorge Viana (PT-AC) defendeu o fim das doações de empresas, prática que ele considera inconstitucional.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis