Rio de Janeiro e São Paulo se mantêm na liderança das cidades mais caras do país

praia-leblon-rio-de-janeiro-20120402-01-original
O preço médio do metro quadrado teve queda real de 7,44% no acumulado dos 11 meses do ano, de acordo com o Índice FipeZap, que acompanha o preço de venda dos imóveis em 20 cidades brasileiras. O valor leva em consideração a inflação, medida pelo IPCA, estimada em 9,47% para o ano.
Na passagem de outubro para novembro, a queda nominal, sem descontar a inflação, foi de 0,05%, o quarto resultado negativo consecutivo nessa base de comparação. Das 20 cidades pesquisadas, oito tiveram queda, sendo elas São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife, Florianópolis e Contagem. No acumulado dos 11 meses do ano, índice teve alta de 1,32%.
Em novembro, todas as cidades pesquisadas tiveram variação de preços inferior à da inflação. O valor médio anunciado do metro quadrado das 20 cidades em novembro foi de 7.609 reais.
Rio de Janeiro se mantém como a cidade com o metro quadrado mais caro do país (10.458 reais), seguida por São Paulo (8.610 reais). Já os dois municípios com menor preço por metro foram Contagem (3.551 reais) e Goiânia (4.179 reais). O índice também levou em conta os maiores e menores preços de área de imóveis de bairros de São Paulo e Rio de Janeiro.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis