‘Japonês da Federal’ é atração em Carnaval de São Paulo

japones
Na tarde deste sábado, quando o bloco Bastardo se preparava para iniciar seu cortejo na Rua João Moura, em Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo, o locutor oficial repetia: “Apesar da crise, o Bastardo está na rua mais uma vez”. A julgar pelo discurso repetido por muitos dos foliões, este é mesmo o Carnaval da crise. “Sempre viajo no Carnaval. Esta é a primeira vez que fico em São Paulo e pretendo curtir blocos todos os dias”, disse o publicitário Gabriel Rezende, 30 anos, fantasiado de mulher. “Antes ia para o Rio, para São Luis do Paraitinga. Desta vez, por causa da crise financeira, achei melhor economizar e ficar por aqui mesmo. Mas estou gostando. Os blocos de São Paulo estão bons, não precisa mais viajar. E aqui, acabou o bloco é só ir para casa.”
Centro das atenções por estar fantasiado como sósia do agente da Polícia Federal Newton Ishii, o “japonês da federal”, famoso por fazer a escolta dos presos na Operação Lava Jato, o consultor de vendas Marco Tomio, de 54 anos, tinha razões, digamos, mais prosaicas para curtir o Carnaval de rua de São Paulo. “Antes eu não vinha porque era casado, né? A mulher não deixava”, comentou, rindo. Agora, promete que vai emendar um bloco no outro e só vai parar na quarta-feira de cinzas. No bloco Bastardo, ele foi muito assediado por pessoas que queriam tirar uma foto ao seu lado.

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Tangará da Serra recebe Circuito Aprosoja dia 25 de maio

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra