‘Japonês da Federal’ é atração em Carnaval de São Paulo

japones
Na tarde deste sábado, quando o bloco Bastardo se preparava para iniciar seu cortejo na Rua João Moura, em Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo, o locutor oficial repetia: “Apesar da crise, o Bastardo está na rua mais uma vez”. A julgar pelo discurso repetido por muitos dos foliões, este é mesmo o Carnaval da crise. “Sempre viajo no Carnaval. Esta é a primeira vez que fico em São Paulo e pretendo curtir blocos todos os dias”, disse o publicitário Gabriel Rezende, 30 anos, fantasiado de mulher. “Antes ia para o Rio, para São Luis do Paraitinga. Desta vez, por causa da crise financeira, achei melhor economizar e ficar por aqui mesmo. Mas estou gostando. Os blocos de São Paulo estão bons, não precisa mais viajar. E aqui, acabou o bloco é só ir para casa.”
Centro das atenções por estar fantasiado como sósia do agente da Polícia Federal Newton Ishii, o “japonês da federal”, famoso por fazer a escolta dos presos na Operação Lava Jato, o consultor de vendas Marco Tomio, de 54 anos, tinha razões, digamos, mais prosaicas para curtir o Carnaval de rua de São Paulo. “Antes eu não vinha porque era casado, né? A mulher não deixava”, comentou, rindo. Agora, promete que vai emendar um bloco no outro e só vai parar na quarta-feira de cinzas. No bloco Bastardo, ele foi muito assediado por pessoas que queriam tirar uma foto ao seu lado.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis