Renan diz que vai pedir apoio ao STF caso impeachment chegue ao Senado

Renan
O presidente do Congresso Nacional e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse hoje (29) que, caso o processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff seja aprovado na Câmara, ele definirá junto com o Supremo Tribunal Federal (STF) um cronograma para a análise do Senado. “Se esse processo chegar ao Senado, e eu espero que não chegue, vamos, juntamente com o Supremo Tribunal Federal, decidir um calendário. A Constituição prevê que esse julgamento aconteça em até seis meses”, afirmou.

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Tangará da Serra recebe Circuito Aprosoja dia 25 de maio

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra