Análise sobre as eleições 2016

Por Felipe Santa Cruz

O resultado que poucas análises mencionaram nas eleições de 2016 é algo que não pode ser encarado com naturalidade: o altíssimo índice de abstenção, somado aos votos nulos e brancos. Milhões de brasileiros gritaram um sonoro NÃO às candidaturas postas e aos partidos tradicionais.

A flagrante distância entre representantes e representados é um alvo da nossa OAB desde sempre, seja em nossos debates internos ou em posicionamentos institucionais.

Foi pensando nisso que focamos nossa luta nas bandeiras da Reforma Política e acabamos por concretizar um dos pontos no STF, a queda do financiamento empresarial.

As várias formas de se abster da escolha de nossos governantes são, na verdade, uma frágil resposta da população brasileira à crise política que vivemos.

Não existe outra bandeira, outra luta, senão a Reforma Política. Para abrandar as distorções de nosso sistema, reconectar os governantes com seus patrões - o povo-, fazer com que cumpram suas propostas e afastar de vez os fantasmas da corrupção sistêmica.

O dever de cada vereador ou prefeito eleitos nessas eleições é entender este recado da população e aderir ao óbvio pedido das ruas, a Reforma Política.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis