Emanuel Pinheiro confirma pesquisas e é eleito com 64% dos votos

Está confirmando o que as pesquisas de intenções de votos já vinham apontando, Emanuel Pinheiro (PMDB) é o novo prefeito de Cuiabá, que irá governar até 2020. Ele recebeu cerca de 149 mil votos contra cerca de 97 mil do adversário Wilson Santos (PSDB), que agora deve retornar para sua cadeira de deputado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).
A diferença foi de cerca de 20% dos votos do peemedebista à frente da votaçã do tucano. O resultado seguiu o que apontou a última pesquisa do Instituto Ibope, que avaliou que Pinheiro seria eleito com 61%. o resultado é de 94,1% das urnas apuradas.
Histórico
Emanuel Pinheiro tem 51 anos, é casado com Márcia Khun Pinheiro e pai de dois filhos. É professor de Direito Constitucional e deputado estadual.
A carreira política veio de berço, herdado do pai Emanuel Pinheiro da Silva Primo, que foi deputado federal. Seu primeiro cargo na política foi de vereador de Cuiabá, em 1988, pelo então Partido da Frente Liberal (PFL), atual Democratas (DEM).
Naquela época, foi eleito em quinto lugar e foi o parlamentar mais jovem da capital mato-grossense.
Em 1992, já em seu segundo mandato como vereador foi reeleito como o terceiro mais votado. Dois anos depois, em 1994, anos 29 anos de idade, ingressou na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). No primeiro mandato, participou da comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Companhia de Saneamento de Mato Grosso (Sanemat), que passava pelo processo de municipalização e depois se tornou Sanecap.
Em 1998, foi reeleito deputado estadual. Em 2005, assumiu o comando da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes Urbanos (SMTU), ao lado de seu atual adversário político, Wilson Santos, que era o prefeito de Cuiabá. Foi nessa época que houve a desativação do Terminal de Integração Bispo Dom José, que voltou a ser praça e, no lugar do terminal, instalou-se o sistema de integração pelo cartão de transporte.
Em 2006, ingressou no Partido da República (PR) e participou da coordenação de campanha a reeleição do então governador Blairo Maggi e deputado federal Wellington Fagundes. Atualmente, é Fagundes, hoje senador, quem coordenou a campanha de Pinheiro rumo ao Palácio Alencastro.
Em 2010, foi eleito para seu terceiro mandato como deputado estadual, pelo PR. Em 2014, ingressou em seu quarto mandato de deputado, que ainda está em vigor.

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis