Enem teve prejuízo de 15 milhões com adiamento de provas

A do Enem prova voltará a ser aplicada nos dias 3 e 4 de dezembro para os que estavam inscritos para fazer o exame em uma das 405 escolas ocupadas em protesto contra a proposta de reforma do ensino médio e a PEC que limita o aumento dos gastos públicos.
O Ministério da Educação estima um prejuízo de R$ 15 milhões, custo da nova aplicação. Segundo a presidente do Inep, Maria Inês Fini, o governo vai reutilizar 78 toneladas de papel que deixaram de ser aproveitados neste fim de semana. O MEC, no entanto, ainda não sabe quanto vai conseguir economizar com esta reciclagem.

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra