Presidente do PDT diz que ameaça de procuradores de abandonar a Lava Jato “é vazia”

O presidente do PDT, Carlos Lupi, defendeu o líder de sua bancada na Câmara, Weverton Rocha (MA), que apresentou emenda à lei de combate à corrupção para punir juízes, promotores e procuradores por abuso de autoridade. A emenda foi aprovada. “Toda a unanimidade é burra”, disse Lupi, citando Nelson Rodrigues. “É o mesmo que dizer que a lei serve para intimidar quem rouba. Não existem castas de privilegiados no Brasil”, afirmou.
Lupi afirma que juízes, promotores e procuradores que cometerem ilegalidades continuarão sendo julgados pelo Poder Judiciário e que impedir que o Legislativo legisle “é tentar acabar com um Poder”.
Sobre a ameaça de renúncia coletiva de investigadores da Lava Jato, o presidente do PDT diz que “é vazia”. Segundo ele, “quem ameaça não faz”. Lupi afirmou ainda: “Renúncia é ato individual de quem não se considera capaz ou competente”. “Minha pergunta é: por que se sentem ameaçados?”
Época

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra