Presidente do PDT diz que ameaça de procuradores de abandonar a Lava Jato “é vazia”

O presidente do PDT, Carlos Lupi, defendeu o líder de sua bancada na Câmara, Weverton Rocha (MA), que apresentou emenda à lei de combate à corrupção para punir juízes, promotores e procuradores por abuso de autoridade. A emenda foi aprovada. “Toda a unanimidade é burra”, disse Lupi, citando Nelson Rodrigues. “É o mesmo que dizer que a lei serve para intimidar quem rouba. Não existem castas de privilegiados no Brasil”, afirmou.
Lupi afirma que juízes, promotores e procuradores que cometerem ilegalidades continuarão sendo julgados pelo Poder Judiciário e que impedir que o Legislativo legisle “é tentar acabar com um Poder”.
Sobre a ameaça de renúncia coletiva de investigadores da Lava Jato, o presidente do PDT diz que “é vazia”. Segundo ele, “quem ameaça não faz”. Lupi afirmou ainda: “Renúncia é ato individual de quem não se considera capaz ou competente”. “Minha pergunta é: por que se sentem ameaçados?”
Época

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis