Notas da região noroeste de Mato Grosso

CAMPO NOVO DO PARECIS
A chuva que caiu sobre Campo Novo do Parecis nessa quinta-feira, 02 de março, voltou a causar transtornos no Bairro Jardim das Palmeiras. Na região do chamado ‘piscinão’, diversas casas foram atingidas, a avenida Ceará e ruas como a João de Barro e Gaivota viraram verdadeiros rios.
A chuva intensa começou por volta das 9h da manhã, mas o sistema de drenagem com dragas, instalado em fevereiro, trabalha para a retirada da água.
De acordo o prefeito Rafael Machado (PSD), em pouco mais de uma hora e meia, o município registrou a queda de 99,6 milímetros de chuva.
Não há informações sobre moradores desalojados.
A Defesa Civil de Mato Grosso e o Corpo de Bombeiros de Tangará da Serra, que permanecem no local desde o mês passado, acompanham a situação no bairro.

MPE X COLNIZA
A Justiça acolheu pedido liminar efetuado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso e estabeleceu o prazo de 180 dias para que o município de Colniza, distante, encaminhe à Câmara de Vereadores anteprojeto contendo os planos Diretor e de Mobilidade Urbana. O descumprimento da decisão implicará em pagamento de multa diária no valor de R$ 1 mil.
 A medida adotada pelo Ministério Público tem como objetivo assegurar a definição de diretrizes do desenvolvimento urbano, principalmente no que se refere à posse de terras, já que em Colniza existem muitas propriedades sem registro o que tem motivado conflitos agrários, desmatamento e poluição. Outro problema crítico diz respeito à ausência de pavimentação das principais vias da cidade.

FATALIDADE EM ARIPUANÃ
Um homem morreu após ser atingido por uma árvore no momento em que fazia o corte utilizando-se de um motosserra. O acidente foi registrado por volta das 10:30 da manhã de quarta-feira (1), na área rural de Aripuanã, em um sítio na Linha 01 em Conselvan, onde a vítima morava.
 De acordo com informações de familiares, Matheus Alves de Souza, de 32 anos, estava trabalhando em sua propriedade quando foi atingido pela árvore na região da cabeça e não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito no local.
O corpo de Matheus Alves de Souza foi velado na Capela da Saudade e sepultado na tarde de quinta-feira, dia 2 de fevereiro, no Cemitério Municipal de Aripuanã.

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra