A boa vida levada por ladrões de banco presos hoje em Mato Grosso

Líder de quadrilha aparece em carro de luxo (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Mulheres e parentes dos ladrões  também participavam de viagens, segundo a polícia (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Os assaltantes de banco presos durante a Operação ‘Luxus’ deflagrada nesta quinta-feira (4), pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), ostentavam o dinheiro dos roubos em viagens, carros e barcos de luxo. Segundo a Polícia Civil, 13 membros da quadrilha já foram presos e outros quatro, que tiveram prisão decretada, são considerados foragidos. A estimativa é que o bando tenha assaltado pelo menos 10 agências bancárias e causado prejuízo de R$ 5 milhões.

Mulheres e Mulheres e parentes dos ladrões também participavam de viagens, segundo a polícia.
A polícia passou a monitorar a quadrilha há 6 meses. Segundo as investigações, os integrantes do bando ostentavam em fotos publicadas nas redes sociais. Eles se exibiam em carros e barcos de luxo, viagens ao Rio de Janeiro, festas e passeios de helicóptero.

Na web, Gilberto Silva Brasil, apontado como chefe da quadrilha se autodenomina de ‘Showman’. Em outras publicações, ele publicou fotos em pontos turísticos do Rio de Janeiro e em eventos no sambódromo, durante o carnaval deste ano.A reportagem não conseguiu localizar a defesa do suspeito.


“O que chamou atenção durante a investigação foi justamente a ostentação. Eles esbanjaram o dinheiro dos assaltos e divulgaram tudo. Outro ponto importante é que nenhum dos membros da quadrilha tinha uma atividade regular para justificar os gastos”, afirmou o delegado da GCCO, Diogo Santana.

Quatro suspeitos de integrarem o bando ainda estão foragidos. A polícia afirma que eles já foram identificados e localizados. Além de folhas de cheque em branco, foram apreendidos, durante o cumprimento dos mandados, furadeiras, maçaricos e outros materiais usados nos assaltos.

Segundo as investigações, os ladrões tinham acesso aos cofres através de imóveis que ficam ao lado das agências bancárias. “Eles quebravam as paredes, entravam no estabelecimento, desligavam o sistema de alarme e tinham acesso total ao banco”, explicou Santana.

A quadrilha está envolvida na tentativa de assalto a uma agência em Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, no último domingo (30). Na ocasião, eles quebraram uma das paredes do estabelecimento e tentaram ter acesso ao cofre. No entanto, eles não conseguiram levar nenhuma quantia em dinheiro.

Operação Luxus
A operação deflagrada pela Polícia Civil tem o objetivo de cumprir 22 mandados de prisão preventiva e 14 mandados de busca e apreensão. Os mandados foram decretados pela Sétima e Quinta Vara Criminal de Cuiabá e também pela Vara Criminal da comarca de Poconé. A operação conta com 70 policiais civis em Cuiabá, Várzea Grande e em Poconé, a 104 km de Cuiabá.


De acordo com a polícia, as ações dos bandidos foram praticadas, geralmente, aos finais de semana, e deixaram um rastro de destruição nas instalações físicas das agências, além de deixar a população sem os serviços bancários.

Homem apontado como líder da quadrilha se autodenomina de 'Showman' em fotos na web (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis