Estudante denuncia arrastão em estacionamento privado de Tangará da Serra

Assaltaram vários carros, inclusive o que eu que estava. Levaram minha bolsa com todos os meus documentos e chaves e não tinha nenhum dinheiro. Estou devastada com tamanha violência dentro de um estacionamento pago. A sociedade é patética e violenta. Não quero mais viver em mundo assim. Não existe mais respeito pelo próximo. Estou muito triste como Tangará (Cidade todas no geral). Cidade violenta.

A vida e o respeito não valem nada mais no mundo. Só a violência é aclamada e aplaudida. Ninguém se importa. Era apenas minhas chaves e objetos de alto estima para mim. Eu quero morrer. Não quer mais fazer parte de uma sociedade triste e evasiva. Porque esse assaltante não me matou? seria melhor pra mim. Agora estou sem nada. Fui invadida, sacaneada, desrespeitada. Tudo isso dentro de um estacionamento pago. Falsa sensação de segurança. Por favor. Me matem da próxima vez, porque minha bolsa não darei. Estou no fundo poço.

Vou entrar em ações com advogados. O País está um caos. Preciso de ajuda para achar minhas coisas. Vou pedir ajuda na mídia e na Polícia Militar. Precisamos de ajuda para continuar vivendo numa sociedade destruída de princípios. Destruída de moral. Covardia. Violência. Sinto vergonha de ser humana. Não quero mais fazer parte desse mundo. Chega. Estou cansada, pra mim já deu. E o problema e a culpa é sempre da vítima, isso machuca. Isso é falácia, é errado. Essa vida de mentiras e ódio. Acabou. É muito triste, não sei o que fazer.Vou ir na delegacia agora.

Tenho tantas coisas ruins na vida. Não suporto mais essa sociedade. Infelizmente nós banalizamos tudo. Fui invadida. Paguei estacionamento. Estou me sentindo um lixo. O emocional da pessoas não são iguais. Uns se doem menos e outros são destruídos de tristeza. Não se julga uma realidade que não vivemos. Se fosse uma agulha, eu estaria muito chatada. E estou devastada pela invasão da minha privacidade, de coisas que sofri muito para ter. Estou triste. Não sei como superar. talvez sua família seja muito melhor. Você tenha mais estrutura. Eu não. E sou perdida do mundo. Não sei para onde ir.Perder qualquer coisa, pra mim é fim do mundo.

Mostra que a sociedade não tem respeito pelos outros e nos tratam iguais animais. Desculpa qualquer coisa a todos. Para vocês podem ver dramas, pra mim é invasão da minha vida particular e eu vou ficar doente e passar uma série de problemas psicológicos, depois disso. Sinto muito, seja mais forte que eu. Obrigada e desculpa qualquer coisa. Estou abalada e com os sentimentos em fragalhos. Talvez nunca mais serei a mesma pessoa. Sempre desconfiada e vivendo com medo. E jamais irei em festa de sítio e chácara novamente. JAMAIS. Apesar de correr o risco de ser assaltada dentro de casa (talvez) hoje em dia nunca se sabe. A humanidade é podre e cruel. O mundo está com valores invertidos. A vida vale menos que qualquer coisa. Me ajudem, por favor.

Por Maiara Landim

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis