Justiça Federal condena homem que usou diploma falso da Unic

O juiz da Quinta Vara da Justiça Federal em Mato Grosso, João Moreira Pessoa de Azambuja, condenou o réu Renato Acássio Pinheiro da Silva a dois anos de prisão, a serem cumpridos desde o início em regime aberto, e ao pagamento de 10 dias de multa, por uso de documento falso.

Renato Silva confessou ter usado diploma falso da Universidade de Cuiabá (Unic) para solicitar inscrição no Conselho Regional de Educação Física. A sentença é do dia 3 de abril e atendeu ação movida pelo pelo Ministério Público Federal (MPF),

Por ser réu primário, sua pena acabou convertida no pagamento de uma multa fixada em R$ 937 e na prestação de serviços à comunidade durante o prazo de, pelo menos, um ano.

De acordo com a sentença do juiz federal, Renato foi à UNIC se informar sobre o curso de graduação em Educação Física quando foi abordado por uma pessoa que lhe ofereceu a venda de um diploma falso.  

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra