CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Dona de prostíbulo, funcionária e dois clientes foram mortos na última noite. Policial teria se desentendido com proprietária e funcionária.

A dona de uma casa de prostituição e mais três pessoas foram mortas na noite dessa quarta-feira (21), dentro do estabelecimento, em Brasnorte, a 580 km de Cuiabá. O delegado Waner dos Santos Neves, que investiga o crime, afirmou que duas pessoas já foram presas suspeitas do crime, entre elas o policial militar identificado como Rhael Jaime de 24 anos.
A Polícia Militar ainda não se manifestou sobre o caso.
Além da dona do prostíbulo, foram mortos uma funcionária do estabelecimento e dois clientes. De acordo com o delegado, os alvos dos criminosos eram a proprietária e essa funcionária,  e que as outras vítimas, de 22 e 46 anos, foram atingidas porque estavam no local.
“O caso é monstruoso”, avaliou o delegado.
 O policial teria tido vários desentendimentos com a dona do estabelecimento. Inclusive, por causa disso, segundo a polícia, ele seria transferido para outra cidade.
Seriam várias as motivações para o crime. “São várias motivações, entre elas a ocultação da prática de outros crimes”, afirmou o delegado. Segundo ele, as vítimas foram mortas a tiros. Todos os disparos teriam sido efetuados pelo policial. A arma usada no crime era dele.
Três vítimas morreram no local. Outra foi socorrida, mas morreu logo depois.
Depois das mortes, o policial seguiu para o Batalhão da PM como se nada tivesse acontecido. De acordo com a polícia, quando o PM chegou ao local, a dona do estabelecimento falava com o filho, que mora em Rondônia, por meio de um aplicativo para videoconferência de áudio e vídeo. Ele ouviu a mãe falando o nome do policial e o rosto do policial. A testemunha disse que ouviu o barulho de tiros e gritos.
Depois das mortes, o policial seguiu para o Batalhão da PM como se nada tivesse acontecido.
Ele foi preso no Batalhão da PM nesta quinta-feira (22). O amigo também foi preso na manhã. Os dois foram autuados em flagrante.
Uma mulher estava no quarto quando ocorreu o crime, mas ela não saiu do cômodo. Quando a polícia chegou, ela estava muito nervosa.

Postagens mais visitadas deste blog

Tangará da Serra recebe Circuito Aprosoja dia 25 de maio

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra