Carne: preços sobem no atacado, mas pioram para o consumidor

gado
Preços da carne bovina tiveram alta na semana passada. Apoiado nos cortes de dianteiro, que subiram 1,1%, contra 0,5% para o traseiro, nos últimos sete dias o mercado atacadista de carne bovina sem osso acumulou valorização média de 0,65%.
O que tem ajudado o escoamento nos últimos dias é a exportação. A média diária de embarques na primeira semana de novembro de 2015 supera em 27,0% o volume registrado em 2014, no mesmo mês.
É difícil acreditar no consumo interno para justificar as altas. Ou seja, deve haver pouco espaço para repasse de novas altas nos preços da carne, justificadas pela conjuntura do mercado, mesmo com os abates em redução.

Postagens mais visitadas deste blog

CHACINA: Policial militar é acusado de executar quatro pessoas em cabaré da cidade de Brasnorte

Saúde tem hoje Dia D de vacinação contra H1N1 em Tangará da Serra