Notas da região noroeste de Mato Grosso

ACRIMAT NOROESTE

Começo o boletim de hoje informando sobre o “Acrimat em Ação 2017” que terá início no dia 24 de março na cidade de Brasnorte. Aqui na região noroeste estão inclusas também na Rota 2, os municípios de Juara (25.03), Aripuanã (27.03), Colniza (28.03), Cotriguaçu (29.03), Castanheira (30.03) e encerrando suas atividades em Juína (31.03).
O tema do “Acrimat em Ação 2017” será “Mercado pecuário: como transformar desafios em oportunidades”. E as palestras serão realizadas pela analista de mercado do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) Mariane Crespolini dos Santos.
Ela vai apresentar aos pecuaristas um panorama da economia, do mercado da carne e os mecanismos disponíveis para alcançar resultados.

IFMT JUÍNA

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso campus Juína que está entre as 10 melhores escolas públicas de Mato Grosso de acordo índices do ENEM (exame nacional do ensino médio) nos anos anteriores, se destaca mais uma vez com um grande número de aprovações em vestibulares entre estudantes que estão concluindo o ensino médio.

Mesmo não sendo uma instituição que tem como foco a preparação para vestibulares, o campus Juína comemora o alto índice de aprovações, alguns alunos inclusive, sendo selecionados no próprio IFMT ou em instituições diferentes.

No total foram 34 alunos aprovados em exames Vestibulares, SISU e PROUNI, entre as instituições escolhidas pelos alunos estão universidades de várias localidades do país, como UFMT, UNEMAT, IFMT, UFGD, UNESP e AJES. O número de aprovações pode aumentar nos próximos dias, visto que vários alunos estão classificados e podem ser convocados nas próximas chamadas.


BRASNORTE X CAMPO NOVO DO PARECIS

E olha só que confusão começa a ser desenhada no município de Brasnorte.

Produtores rurais da comunidade Entre Rios, município de Brasnorte, estiveram reunidos com os deputados Pedro Satélite, Wagner Ramos e Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa, para solicitar nova divisão territorial do município.

Eles alegam que devido à distância de quase 400 km de Brasnorte, a referência acaba sendo Campo Novo do Parecis, 200 km mais próximo.Os produtores solicitaram que a Assembleia, juntamente com a Secretaria Estadual Planejamento e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizem um estudo para constatar as dificuldades enfrentadas por quem reside na área a ser desmembrada.

Ontem, Rafael Machado, prefeito de Campo Novo do Parecis disse ao Gazeta do Noroeste MT que essa área territorial que os fazendeiros de Brasnorte querem que passe a pertencer ao município de Campo Novo passa de 68 mil hectares (situando dezenas de fazendas altamente produtiva) depende em quase tudo de Campo Novo. Para o chefe do executivo camponovense o que se busca em parceria com os deputados é legalizar a situação.

Resta saber amigo Lino Rossi como é que irão reagir as autoridades de Brasnorte. 

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os cinco traficantes presos neste domingo pela Polícia Federal em Tangará da Serra

Sábado com acidente fatal na BR 364 próximo a Diamantino

Cecilia Gabriella,15 anos, é morta com 22 facadas em Campo Novo do Parecis