19 de setembro de 2007

Lampião, rei do cangaço, é lembrado em Tangará da Serra

Foto: Dorjival Silva

Virgulino Ferreira, vulgo Lampião, ganhou fama por suas atrocidades contra inúmeros seres humanos no Nordeste brasileiro. O rei do cangaço, foi assassinado no dia 28 de julho de 1938, na fazenda Angico em Sergipe, depois de anos aterrorizando o sertão.

Mesmo assim, o Brasil, e principalmente os nordestinos, ainda o reverenciam. Uns o tem como um bandido cruel sem eira e nem beira. Outros, o vêem como um revolucionário, "herói".

Tangará da Serra, cidade que abriga cerca de 15 mil nordestinos, tem numa das paredes do Centro Cultural Pedro Alberto Tayano, anexo à Secretaria Municipal de Educação e Cultura, uma tela pintada a óleo de tamanho gigantesco lembrando o tempo do cangaço.

Impossível adentrar ao Centro Cultural, onde estão a Biblioteca Municipal e o Teatro e não ver o painel onde Lampião aparece ladeado por um comparsa e sua eterna esposa Maria Bonita.

Saiba mais aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com