18 de dezembro de 2007

Dezesseis fazendeiros de MT na LISTA SUJA do Ministério do Trabalho


O jornal A Gazeta de Cuiabá divulga em sua edição desta terça-feira (18) que mais seis fazendas em Mato Grosso foram incluídas na versão 2007 da "lista suja" do Ministério do Trabalho, Emprego e Cidadania.

Agora passa para 16 o número de fazendeiros ou pessoas jurídicas que foram flagrados explorando trabalhadores à condição análoga a de escravo no Estado.

Com a inclusão de 13 nomes e a retirada de sete empregadores, a relação completa no Brasil passou a ter 189 nomes, entre pessoas físicas e jurídicas, não incluídos os casos de exclusão por força de decisão judicial.

A listagem anterior possuía 192 proprietários.

O Pará aparece em primeiro lugar na listagem, com 39 casos. Em seguida, aparece o Maranhão com outros 26.

Segundo a coordenadoria do Grupo Especial de Fiscalização Móvel, as principais causas de manutenção do nome na lista são não-quitação das multas impostas, a reincidência na prática do crime e trâmite de ações no Judiciário -nesta caso retirando o nome provisoriamente da relação.

Leia mais aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com