20 de março de 2009

Tião Vianna fez Senado comprar até guarda-roupa

Entregar seu telefone celular à filha, que viajaria ao exterior, para que ela pudesse se comunicar à vontade por conta do contribuinte, não foi a única nem muito menos a primeira esperteza do senador Tião Viana (PT-AC), recém-derrotado na disputa pela presidência do Senado.

Com pretensões de integrar uma certa "bancada da ética" no Senado, a cúpula do PMDB atribui a ele as denúncias contra o Casa, mas seu mandato tem feito o Erário sofrer muito.

Ele obrigou o Senado a indenizar-lhe até mesmo das consequências de um acidente doméstico. Um ferro de passar roupas danificado acabou provocando um pequeno incêndio que prejudicou um armário, por isso o senador não teve dúvida: fez o Senado comprar-lhe um móvel novinho em folha.

Ele desdenha da despesas. Ignorando a questão de princípio, como se ladrão de galinha fosse menos ladrão que o de banco, o senador disse que o guarda-roupas não foi tão caro assim. Fonte: Cláudio Humberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com