5 de março de 2016

Imprensa hostilizada e ato contra a Globo

ato_lula
Protestos contra os meios de comunicação e agressões a jornalistas, principalmente da Rede Globo, marcaram a tarde desta sexta-feira (4). Em São Paulo, na sede do PT, uma repórter da Globo foi hostilizada por um grupo de militantes, que tentaram tomar sua câmera, e refugiou-se na portaria do prédio. Um carro da emissora foi recebido a pontapés. As informações são da Folha de S.Paulo.
Na frente do prédio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo, dois repórteres da emissora foram xingados por manifestantes, informou o “Jornal Nacional”. Além disso, um repórter e um cinegrafista da Rede Bandeirantes foram cercados e relataram que a câmera que usavam foi danificada.
Já em Brasília, um grupo protestou durante cerca de uma hora em frente à sucursal da Rede Globo, no Setor Comercial Norte. Os manifestantes gritavam palavras de ordem e culpavam a Rede Globo pelo fato do ex-presidente Lula ter ido depor na Polícia Federal, em São Paulo. Uma faixa com o logo da emissora foi queimado. Procurada, a Rede Globo não quis se manifestar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com