29 de outubro de 2016

Trabalhar pra quê? Geração NEM-NEM (que nem trabalha nem estuda) cresce assustadoramente no Brasil

(Cristiane Azevedo para o Diário do Brasil)

Vamos protestar! Vamos tocar fogo nas ruas, vamos invadir as escolas, vamos pintar o cabelo de azul, vamos usar as redes sociais para inflamar os jovens […] afinal de contas somos parte da geração que não tem compromissos com nada.

A geração “nem-nem”, que nem estuda nem trabalha, está crescendo a taxas assustadoras.

No Brasil, mais de 25% dos jovens em idade ativa não estudam nem trabalham.

Voltando ao assunto, trabalhar pra quê?

Não queremos constituir família. Família? Isso é coisa do passado. Não precisamos mais disso.

Um dia a gente ‘pega’ um garoto, no outro a gente ‘pega’ uma garota […]

Filhos? Nem pensar! Imagine só ter que trabalhar pra sustentar um pirralho!

Melhor comprar um pit bull!

Vamos pegar a mesada do papai ou da mamãe e sair para as ruas.

Vamos comer um lanche no McDonald’s. Vamos tomar todas. Vamos nos embriagar.

Depois a gente volta pra casa morrendo de dor de barriga, vai ao banheiro e usa o papel higiênico.

É tudo de graça! Até o papel higiênico!

Ahhh…. o Iphone 7 que a gente usa pra filmar os protestos também foi o papai que comprou!

Pobre geração!

Pobre nada! Quem sabe o futuro nos reserva um cargo de Presidente da República do Brasil ?!?!

A luta continua ‘cumpanheros’ !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com