26 de abril de 2007

Bradesco de Diamantino vai pagar R$ 12 mil a cliente por danos morais

A Justiça da comarca de Diamantino condenou o banco Bradesco daquela cidade a pagar indenização de R$ 12 mil, a título de danos morais, a uma correntista que teve o nome indevidamente incluído nos cadastros de proteção ao crédito por um erro cometido pelo gerente do banco (processo nº. 168/2006).

O funcionário não liberou o crédito de um empréstimo feito pela cliente em sua conta-corrente.

Por conta disso, a correntista teve vários cheques devolvidos e acabou tendo o nome incluído no cadastro de inadimplentes.

O juiz Newton Franco de Godoy também determinou que os órgãos de proteção ao crédito sejam oficiados sobre a decisão proferida para que excluam o nome da reclamante de seus cadastros no prazo de 48 horas, sob pena de multa diária no valor de R$ 200, caso haja descumprimento da decisão.

A sentença foi proferida nesta terça-feira (24/04).

Vamos ver se depois dessa, esse pessoal bancário toma mais cuidado no trato com os cidadãos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com